Por que o medo afasta-nos do amor?

medo.jpg

21 May, 2017

Compreenda como o medo pode fazer você ficar preso no passado lhe causando muito sofrimento.
O

O medo e o ódio são as antíteses do amor e sempre andam juntos. Também é importante você saber que o medo é um guardião e que para ir além será preciso encará-lo de frente e descobrir o que é que ele protege com tanto afinco. Muitas vezes, o medo está a serviço de proteger apegos. Muitas vezes, você se mantém apegado por orgulho, por obstinação e não necessariamente por medo.

Existe muita coisa por trás do medo. Talvez ele seja um dos sintomas mais evidentes de um desencaixe interno, da insatisfação com aspectos da vida, sensações que só são sentidas porque você não está onde deveria estar. Por alguma razão você permanece no lugar que lhe causa sofrimento e muitas vezes, fica andando em círculos, lidando com os desdobramentos infinitos do medo, como o medo de sentir medo ou o medo de sentir medo do medo.


“Por alguma razão você permanece no lugar que lhe causa sofrimento e muitas vezes, fica andando em círculos, lidando com os desdobramentos infinitos do medo, como o medo de sentir medo ou o medo de sentir medo do medo.”


Costumo dizer que esse andar em círculos acontece no vale da sombra e da morte, já que acorda sentimentos aterrorizantes e mantém-no preso ao sofrimento. Entretanto, isso só acontece porque algo em você, por alguma razão, nega-se a ver aquilo que está por trás do medo, até porque, se você encarar de verdade, talvez seja preciso fazer uma mudança em sua vida, saindo então, do lugar que te faz sentir tanta insatisfação.

Você que está tornando-se um explorador da consciência, disposto a conhecer-se, deveria olhar de frente para esse medo. Minha sugestão é para que você adentre esse núcleo de medo, mesmo que esteja tremendo da cabeça aos pés, e coloque-se presente.

Então observe: quem é em você que tem tanto medo? Quem é esse que está tão assustado? É você? Quem é que acredita que a vida é uma ameaça? Quem é que tem essa crença tão sólida de que a vida é um perigo?

Perceba que você está encantado com uma história que acredita ser a sua vida. Você está acreditando que esse eu inseguro e amedrontado é você. O que posso dizer-te é que esse eu conta uma história a seu respeito que foi construída com base em experiências anteriores, em crenças instaladas no seu sistema através de uma série de eventos. Entenda que a mente é condicionada mediante reforço. Dessa forma, situações mais ou menos traumáticas repetem-se incontáveis vezes em sua vida até que você passa acreditar que aquilo é verdade.

Atente para o fato de que nem tudo o que você acredita é verdade. Devido a essa identificação com o passado, você inevitavelmente acaba fantasiando o futuro. O medo em você tenta controlar esse futuro, porque você teme que ele te leve a experienciar a dor que você já viveu anteriormente.

O medo elimina a possibilidade de você confiar na existência e conhecer o céu aqui na terra. O medo, na forma do controle, não te permite confiar. É ele quem conduz o seu veículo porque acredita que se estiver no volante vai conseguir desviar dos buracos, mas a verdade é que ele está preso e todos seus movimentos são feitos de dentro do buraco. Quanto maior o medo, maior o controle e assim, maior a cratera em que ele se encontra.

Essa crença é instalada mediante situações doloridas. Existe dor por trás de tanto controle. Talvez por trás desse medo você encontre o orgulho e por trás do orgulho você encontre a dor.


“O medo elimina a possibilidade de você confiar na existência e conhecer o céu aqui na terra. O medo, na forma do controle, não te permite confiar.”


É a identificação com essas situações do passado que não te permite chegar num acordo e te mantém preso. Dizer que o seu veículo está sendo conduzido pelo medo ou pelo controle é sinônimo de dizer que você está sendo conduzido pelo passado. O veículo é o seu corpo físico, mental e emocional.

Eu tenho constantemente lhe convidado a relembrar da fase zero do processo do despertar da consciência que é ocupar o seu corpo, se colocar total na ação, pleno aqui e agora. No momento presente não existe medo, porque ele está relacionado a uma fantasia a respeito do futuro, a uma dor que está por vir. Você fantasia isso por conta dessas experiências passadas com as quais você ainda não chegou num acordo.

Geralmente o medo não tem a ver com a realidade. Ele nasce desse tempo psicológico no qual você transita, do passado para o futuro e do futuro para o passado. Esse trânsito gera as fantasias que eu costumo chamar de sonhar acordado, porque você está aqui com os olhos abertos, mas a sua consciência está adormecida, sonhando esse sonho que envolve a necessidade de defender-se, de proteger-se, de controlar.

Eu estou lembrando que aqui e agora não existe necessidade de controlar. Aqui e agora você simplesmente se move de acordo com o fluxo. A existência te leva, mas para isso se faz necessário confiar. A confiança é uma fragrância da presença. Portanto, tudo consiste em colocar-se presente, mas talvez nesse momento você não consiga nem mesmo visualizar essa possibilidade de tão tomado que você está por sua história.

Se esse é seu caso, sugiro ir mais fundo nessa história a ponto de compreender que parte do seu passado você ainda não pode chegar em um acordo. Partes de você mesmo que sente vergonha e de alguma maneira, precisa negar, tirar do campo de visão e esconder nos porões. E um dos sintomas da negação é o medo: quanto maior o medo, maior a negação.

O medo pode até mesmo se tornar patológico, desequilibrando a química do cérebro, dos hormônios e fazendo com que a pessoa precise ser medicada. Nesse caso, ela foi tomada pela história que criou. O falso eu se apropriou completamente do sistema e está conduzindo o veículo, mas esse que está sonhando esse sonho de ameaça e terror não é você. É um eu que atua através de você. Quem é você? Você é o seu nome? Você é o seu corpo? Você é a sua história? O que você realmente acredita ser?

Compreenda a profundidade desse tema. Essa não é uma questão qualquer. Essa é “a” questão. Talvez essa seja a que realmente faz sentido: Quem sou eu? Quem habita esse corpo? O que eu estou fazendo aqui?
Quando você faz essa pergunta de verdade, significa que está começando a despertar desse sonho, mesmo que talvez ainda acredite ser seu nome, seu corpo, sua história.

Talvez você ainda esteja preso nessa identificação, nesse passado com o qual você não chegou a um acordo, e para o rio dissolver-se no oceano e você realmente se lembrar quem é você, faz-se necessário apagar esses rastros.

Chegar num acordo com o passado significa você olhar para trás e realmente agradecer. Persiga a gratidão e você vai encontrar muitas peças do seu quebra-cabeça pessoal. Porque onde existe ingratidão, onde o seu coração está fechado, onde tem acusação, tem uma ferida que precisa ser tratada. Essa ferida é como um rastro que te prende; é como cola para essa identificação.

Para concluir, eu quero dizer que esse medo diz que tem algo para ser curado em você. A cura implica em mudança, mas talvez você tenha aprendido a gostar de sentir medo e ficar nesse escuro. Sabe aquela coisa que é ruim, mas é boa? E às vezes o orgulho não permite que você admita que goste de uma coisa ruim, que não te faz bem. Se tiver coragem de admitir isso, a cura estará aberta. Por isso mesmo elegi a honestidade como o primeiro valor essencial a ser cultivado.

Primeiro honestidade consigo mesmo, inclusive a ponto de admitir que você sente prazer na destrutividade, mesmo que isso lhe custe caro. Assim, talvez você possa ver que seu carro está encalhado aí. Eu estou disposto a lhe ajudar, mas é você que tem que sentar no banco do carro e fazer as manobras para tirá-lo deste lugar em que ele encalhou.

Você vai ter que lidar com sua birra, sua obstinação, sua impaciência, com os seus demônios. Se tem uma parte em você realmente querendo sair desse lugar, eu lhe garanto que você consegue. Vamos juntos. Eu te ajudo a empurrar o carro, mas é você quem tem que segurar no volante e fazer as manobras.

Sri Prem Baba

Anúncios

2 comentários sobre “Por que o medo afasta-nos do amor?

  1. Estou ou estava em uma relação de 2 anos, meu namorado sempre se achou um peixe fora d’água no mundo
    Mas havia muito amor entre nós, ele tem alguns vícios mas eu os compreendo e o ano mês no assim. Ele encontrou o caminho do Prem Baba e até esta fazendo o curso nesse final de semana ” Quem sou eu”
    Mas antes de ir , já há três semanas ele mudou muito, estava muito frio comigo e bastante perdido sem saber o que fazer , inclusive sobre nós
    Disse que não sabe o que é amor é pediu o eu esperar ele descobrir no curso o que ele irá querer sobre a
    Eu li muito sobre vcs é confesso que gostei muito de suas ideias e
    Mas não entendo muito bem como funciona o amor entre casais, pois sei que sou Montana ainda é tenho meus medos e apegos ainda , o que é muito difícil abandona Los, mas o que não entendo é o jeito que ele interpretou tudo isso , que ou eu o sigo nesses seguimentos ou ele termina com nosso
    Isso me deixou confusa pois quem ama não termina um relacionamento por conta do outro não estar preparado a uma mudança tão rápida, estou sofrendo muito com a mudança dele é eu não conseguir acompanhar isso com tanta rapidez quanto
    Não acredito que os seguimentos de Prem Baba seja assim em terminar um amor .ou não ter afeto pelo outro mês no meu namorado dizendo que gosta muito de mim, ele diz que não me ama pois o amor ele iria conhecer no curso

    Curtir

    1. Oi Jana….acho que é muito bom que ele queira se encontrar ANTES e depois continuar com o relacionamento. Se ele estiver BEM consigo mesmo será um excelente parceiro prá ti. Se ele não conseguir se sentir bem, em paz e aceitando o jeito e sua história e indo além……em algum momento isso vai pegar. Esteja próxima, perto. Dê espaço. Permita. Nada está perdido. Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s