Afinador de Silêncios

mia.jpg

“Quando me viam, parado e recatado, no meu invisível recanto, eu não estava pasmado.
Estava desempenhado , de alma e corpo ocupados: tecia os delicados fios com que se fabrica a quietude. Eu era um afinador de silêncios.”
(Mia Couto)


Postado por Vera Lúcia no Vale da Lua Cheia em 8/17/2017 10:03:00 PM

Ana Jácomo

“Quando a minha mente está calma, eu acesso uma confiança que é descanso e proteção. Uma fé genuína na preciosidade da vida. Sinto que tudo em mim se reorganiza, silenciosamente, o tempo todo. Que isso tem mais a ver com o meu olhar, com a natureza das sementes que rego, do que eu possa perceber.
Minha expectativa, tantas vezes ansiosa, de que as coisas sejam diferentes, dá lugar à certeza tranquila de que, naquele momento, tudo está onde pode estar.
Em vez de sofrer pelas modificações que ainda não consigo, eu me sinto grata pelas mudanças que já realizei. E relaxo.”
(Ana Jácomo)


Postado por Vera Lúcia no Vale da Lua Cheia em 6/21/2017 06:02:00 PM

http://luiza-uniaodaluz.blogspot.com.br/2017/06/coisas-dalma_21.html