Um conselho de mãe para conflitos em família

UM CONSELHO DE MÃE
PARA CONFLITOS NA FAMÍLIA
MÃE MARIA
Através de Gabriel RL
19.06.2018

Gabriel: Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos. 

Franz Schubert – Ave Maria (Instrumental)
LINK YOUTUBE

Amados Filhos!

Que as bênçãos do Amor tragam paz aos vossos corpos, mentes e corações.

Amados, quantos entrelaçamentos, quantas experiências adquiridas na convivência de almas tão nobres ao vosso derredor! Tivestes, de fato, muitas vidas, tivestes muitos pais, mães, tios, avós, filhos, netos, esposos, esposas… Tivestes companheiros de jornada, seja qual for o título social dado a eles.

É sabido que em muitos destes entrelaçamentos houve desentendimentos, conflitos indigestos para muitos de vós e, claro, muitos laços de Amor apertados, seguramente. De qualquer forma, amados, muita experiência, entrega e Amor, independentemente de como vossos egos pudessem ver as situações.

Agora, porém, é hora do desligamento emocional de culpa, raiva e insatisfação. É hora de perdoar… Perdoar qualquer coisa que esteja ainda em vós, difícil de digerir. É hora de perdoar algumas dessas almas do vosso meio familiar com que tenhais algum atrito, e de reaver o laço de Amor, de compreender, de maneira mais elevada, todas as funções que exercem as almas deste vosso meio.

Hora de unificar. Sim, amados! Não estou dizendo que deveis conviver com aqueles que, energeticamente, são incompatíveis com vosso estado de ser por motivos que o Universo sabe e entende, mas sim, deveis tomar posse do vosso Amor incondicional e honrar essas almas à vossa volta, principalmente aquelas deste círculo fechado socialmente chamado de família.

Círculo fechado, pois aí está outro ponto que deveis começar a entender e a expandir. Vossa família vai além de laços sanguíneos e já deveis estar bem cientes disso.

As almas do círculo familiar são as mais corajosas, pois é a partir delas que virão os maiores aprendizados, lições e de quem obtereis ainda mais expansão. A partir delas que compreendereis os pontos principais que precisais trabalhar em vós.

Elas são as almas nobres que decidiram estar juntas a vós nessa troca mútua de experiências a aprendizados, tendo como pontos de apoio umas às outras. Apesar dos desentendimentos que pudessem haver, elas saberiam, no mais profundo, que havia ali uma ligação, um acordo, um tratamento em andamento.

Amados, sim, todos vós fostes à Terra para amardes e serdes felizes! Mas há de se compreender que existem forças na Terra que trabalham para esse impedimento, como a própria energia necessária para as vossas expansões, pois, em vossa natureza inata há um movimento poderoso em que, quanto mais sois pressionados, mais expandis.

E isso não é um jogo masoquista. São movimentos que mostram que todo mal nada mais é do que um impulso para que possais amar mais, compreender mais, expandir mais. O mal é um letreiro dizendo a vós “podeis amar mais do que isso”.

Sempre, amados, sempre que há sofrimento, há falta e/ou incompreensão do Amor. E essas almas deste círculo familiar são, pois, esses grandes seres devotados a você, querido(a). Devotados ao vosso crescimento, pois deles, tende certeza, partirão todos os movimentos para que impulsos para o Amor apenas cresçam em vós.

Sim, amados, eu também tive uma família! Eu também tive mãe, pai, tios, avós. Também tive esposo, filho, este que conheceis tão bem! Dizer que não houve problemas em nosso meio não seria verdadeiro. Dizer que não houve questões entre nós a serem trabalhadas não seria honesto, pois houve.

Deram a nós o título de “Sagrada Família” e, de fato, somos uma Sagrada Família, não por sermos quem vossas religiões impuseram majestade e santidade, mas porque sabíamos dos nossos compromissos uns com os outros.

De fato, nossos laços eram sagrados e precisávamos nos apoiar mutuamente, independentemente de qualquer coisa, desentendimento ou frustrações. E qual é a diferença de “nós” para “vós”? Nenhuma, pois também sois uma sagrada família. Vede vossos entes queridos deste círculo, todos eles, como uma “Sagrada Família”.

Quantas vezes Jeshua quis fazer algo e o repreendi – como todas vós, mães, que me leem agora fazeis com vossos filhos – julgando estar protegendo-o do mal? Quantas vezes ele, embirrado como vossos adolescentes, contestou minha decisão? Óh amados! Não tireis nossa humanidade, pois vivemos e experimentamos como vós, de igual maneira. Tivemos as mesmas questões que vós, indubitavelmente.

Quantas vezes discutimos, eu e José, pois nos últimos dias de sua vida física ele me dizia: “Mulher, deixa a criança ser quem ela precisa ser…” E eu, como uma mãe protetora, dizia: “Como? Se eu deixá-lo ser como ele é, pode ser que o matem rapidamente! Não!” E ele: “Óh, mulher, não sejas incompreensiva! Sabe que Deus está com ele e que algo grande está se manifestando! Não sejas teimosa!”

Quantas discussões assim tivemos, antes de sua partida para os reinos espirituais. Óh, meu amado José… Meus filhos que me leem agora… Algo familiar nesses relatos? Algo particularmente comum? No entanto, nos amávamos incondicionalmente, no mais profundo, nós sabíamos a grandiosidade de tudo!

Nós sabíamos o Plano Maior que se desenrolava e, vós, que me leem agora, estais sendo chamados a essa compreensão. Compreensão que a vossa família, vosso círculo atual é uma “Sagrada Família” com um Plano Superior em desenvolvimento. Todos vós sois “José, Maria e Jesus”.

Experimentai, amados, após a leitura desta minha mensagem, procurar aqueles os quais já tivestes ou tendes atritos e, de coração aberto dizer apenas “Dê-me um abraço”. Ainda que a outra parte permaneça irredutível e negando essa amorosidade, vós fizestes a vossa parte e destes o passo, pois soubestes que poderíeis fazer MAIS.

“PUDESTES AMAR MAIS DO QUE ISSO”.

Mais do que qualquer atrito, mais do que qualquer desentendimento, ou qualquer outra coisa. E ainda que não convivais com esse ente querido mantendo uma distância saudável e amorosa, garantireis, mesmo assim, a expansão, pois o Amor une em qualquer ponto deste Universo.

Fazei isso por vós, queridos filhos, fazei isso para o vosso próprio bem! Desatai-vos da dor, mágoa e sofrimento! Dou a vós a minha palavra de mãe que, se fizerdes isso, desconsiderando a reação do outro, vos libertareis e sereis mais felizes, eu garanto!

Compreendei: o Amor é a chave de tudo; tudo se resolve através do Amor.

Quando sois atacados por alguns dos vossos entes queridos como, por exemplo: “Falas demais.” Na verdade, eles estão dizendo que estais fugindo de vós mesmos e deveis ouvir mais, silenciar mais e ouvir mais os vossos corações.

Quando dizem: “Vós não sabeis o que dizeis!” Estão dizendo que vós precisais confiar mais em vós e reconhecerdes mais o seu valor. “Não suporto vossa presença!” Dizem que vós precisais andar mais com vós mesmos, gostardes mais da vossa própria companhia, pois ela é bela e merece ter a vós mesmos como parceiros.

“Eu não te amo!” Dizem que tu és tão belo(a) e que mereces cuidar mais de ti, amar-te mais, pois há um grande potencial em vós. Quando dizem “Tu és calado demais, não conversa!” Dizem que vossa voz precisa ser ouvida, pois ela é bela e todos merecem ouvi-la!

Nunca tomeis como pessoal, queridos, no sentido agressivo. Não importa como essas críticas chegam a vós, sabei: sois vós próprios se expressando através de todos estes que vos alertam e dão os sinais que vós próprios solicitastes, portanto escutai vós mesmos sobre o que é melhor para vós, no vosso mais íntimo.

Sempre virão conselhos a vós, de todos os lados, pois isso faz parte da experiência, mas a experiência ainda maior é que, em meio a tudo isso, deveis ouvir a vós mesmos, acima de tudo.

Deveis passar tudo pelo crivo dos vossos corações. Só ele sabe o que é melhor para vós.

Até mesmo esta minha mensagem deve passar pelo crivo dos vossos corações, pois sois inteiramente livres para discordar desta mãe que tanto vos ama e tanto quer o vosso bem. Mesmo assim, vós sabeis o que é para o vosso bem. Se minhas palavras ressoam em vossas almas, se elas vos fazem ver o que de fato sois e quereis para vós, segui-as.

Lembrai-vos, filhos amados do meu coração, que estou sempre à vossa disposição para que possais me chamar. Chamai-me, chamai-me, chamai-me! E eu vos atenderei.

Bem-amados, eu vos deixo agora, derramando sobre todos vós as minhas bênçãos e envolvendo a todos em meu manto de proteção, porque …

Eu Sou Maria, a Vossa Mãe.

Gabriel RLGratidão sempre, amada Mãe!

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br

Anúncios

Próximos meses: padrões de sono, alimentação e ajustes biológicos

PRÓXIMOS MESES:
PADRÕES DE SONO, ALIMENTAÇÃO E AJUSTES BIOLÓGICOS
ASHTAR
Através de Gabriel RL
21.06.2018

Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos.

LINK YOUTUBE

Saudações, Família!

É bom estar aqui mais uma vez. Como sempre, muito feliz em receber do Cosmos a oportunidade de uma troca energética mais direta assim com vocês, minha amada Família da Terra. Eu sempre me pergunto se vocês fazem ideia da luminosidade que manifestam simplesmente com um sorriso, um gesto amoroso, empoderado, determinado.

Sim, queridos, vocês iluminam esse Planeta com suas presenças; fazem-nos sorrir com cada gesto, mesmo aqueles gestos mais duros, quando perdem a paciência com a vida, e mesmo conosco (risos).

Oh!… Quantas vezes nos aproximamos de vocês quando estão bravos e inconformados… Quantas vezes!… E sopramos nos seus ouvidos frases como: “Ei!… Calma, vai passar! E, cá pra nós, você é mais forte que isso!”.

E aí você começa a rir da situação, de si mesmo e diz: “Oh… Não acredito que eu estava estressado com isso! Posso resolver isso assim, assim e assim.” E pronto! A luminosidade volta a ficar radiante. É assim que vocês são: práticos, objetivos, determinados! O que poderia parar vocês? NADA!

Tudo que vocês têm passado ao longo das eras, meus queridos, é para este momento. Vocês são aqueles que vieram na frente, com uma Espada de Luz cortando as “ervas daninhas”, liberando a passagem. Vocês são os pioneiros! Já disse isso antes! Coragem é o que não lhes falta!

Antes de chegarem a este plano, eu lhes mostrei como ele estava e o que precisaria ser feito para a sua transformação. Vocês simplesmente disseram: “LEVE-ME ATÉ LÁ, SEM DEMORAS”.

Quando disseram isso, eu olhei para outros representantes de Conselhos e dei uma piscadela (risos). “Bom,” eu disse, “eles são eles.” Disse a eles, do Conselho. E aqui estão vocês, experimentando uma grande transformação em todas as áreas das suas vidas, nos seus corpos físicos e etéricos, nos seus campos emocionais e espirituais.

Nesses processos, vocês sentirão cada vez mais os grandes efeitos dessas transformações e, para que consigam um excelente aproveitamento dessas energias ancoradas, darei algumas dicas para os seus próximos meses. Dicas que devem começar “para valer”, se desejam esse aproveitamento, a partir do momento que lerem essa minha mensagem.

Certamente, algumas dessas dicas que deixarei aqui, alguns intuitivamente já haviam captado através dos sinais dos seus próprios corpos. Sim, seus corpos constantemente avisam alguns movimentos que são necessários a cada fase dessa jornada. E, queridos, por favor, prestem mais atenção nesses sinais.

Vocês, muitas vezes, veem o sinal, entendem e, em seguida, deixam passar, ignorando o que precisa ser feito! Oh, deixem-me dizer, enfaticamente: depois não reclamem se as coisas ficarem mais intensas! Prestem atenção! Todos os sinais são dados para que façam algo, ou deixem de fazer algo (risos). Depois não joguem a culpa em nós (risos)! Bem, vamos aos pontos importantes:

PADRÕES DE SONO ALTERADOS:

Certamente, muitos têm passado por essas situações de drásticas alterações no sono. Isso se dá por vários motivos: por uma má alimentação, estresse, ansiedade, etc… Mas, em especial, muitos de vocês têm sofrido esses “transtornos” devido à imensa quantidade de energia que estão ancorando, e essas energias estão adaptando-os a uma nova realidade, um novo tempo, um “não-tempo”.

Vocês estão entrando em uma multidimensionalidade. E isso não quer dizer que não possam dormir, ou algo assim. Só precisamos ajustar essas frequências para que elas se harmonizem com seus corpos. Vocês, neste ponto, precisam ficar despertos na fisicalidade, o máximo de tempo possível, enquanto a luminosidade está presente.

Procurem acordar mais cedo, aqueles que já têm esse costume, melhor ainda! Se não têm, procurem acordar, no máximo, às 8h da manhã. Se conseguirem, logo que o sol nascer também será bom, mas 8 horas é um excelente horário. Quanto mais luminosidade do dia captarem, melhor será o processo de ancoramento e aterramento das energias que estão recebendo para serem reverberadas. Vocês precisam estar “acesos” para que certas energias cheguem completamente à superfície.

Bem, alguns dirão: “Mas eu trabalho à noite, pela madrugada e durmo durante o dia”. Acalme-se, você não vai ser excluído! Nós não fazemos isso (riso)! Pense: o que será melhor para você? O que você poderia fazer para melhorar isso, para facilitar sua capacidade de captação de energias que vêm, principalmente, na luminosidade dos seus dias?

Se você trabalha à noite e dorme durante o dia, bem, não podemos dizer “Pare de trabalhar”, mas podemos dizer, novamente: “Fique o máximo de tempo possível desperto, harmoniosamente, enquanto houver luminosidade. “Oh, só consigo uma hora” – você diz! E nós dizemos: já é alguma coisa (risos).

Só esteja aberto e entregue a esse processo e, se você realmente quiser, “coisas” acontecerão, e tudo se encaixará da melhor maneira possível para que o processo ocorra de modo a garantir as transformações necessárias para você, pessoalmente, e para o planeta. Porque você… você sabe! Você é parte de um grande processo e não poderia estar de fora dele. Você fora desse processo é como se faltasse a chave para abrir uma fechadura. Definitivamente, você não pode ficar de fora!

Vocês têm acordado no meio da madrugada em horários precisos, muitas vezes, ou mesmo pela manhã, bem cedo. Oh, alguns dirão, “é o relógio biológico!” Bom, vou arrumar isso (risos): É O RELÓGIO CÓSMICO!

Vocês, em alguns momentos, despertam, rapidamente, durante a madrugada, por exemplo, precisamente às 3h15min, por vários dias seguidos. Bem, simplesmente vocês tiraram uma energia para ancorar na superfície e precisavam, obviamente, estar aterrados e despertos, naquele momento.

Seu Eu Superior diz “Vai!” E vocês acordam, naquele instante, meio atordoados: “Hein? Hum? Que houve? Acordei? Onde estou? O que é isso?” (Risos!) Olham no relógio e, em seguida, voltam a dormir. Pronto. Energia ancorada. Quando vocês olham no relógio e veem o horário, é como se enviassem um sinal dizendo, “Ok, bati o ponto, energia ancorada.” – E voltam a dormir. Uau! Isso é fantástico!

Então, queridos, mais uma vez: não se preocupem com esses acordares repentinos no meio da noite. Acordem, batam o ponto, sorriam e voltem a dormir. Está tudo bem! Procurem acordar mais cedo, como disse, apreciem mais a luminosidade, e isso os ajudará em muitos pontos, começando por terem mais disposição! Um processo de desintoxicação energética e física começará em vocês. E por falar nisso, o outro ponto é sobre a sua alimentação.

ALIMENTAÇÃO:

Vou ser bem direto aqui! Diminuam, a princípio, o açúcar! Não estou dizendo para abolirem, mas diminuam, ao menos, cerca de 50% do que já consomem. Seus corpos precisam disso, dessa redução. O açúcar baixa seu padrão energético. O açúcar em excesso simplesmente os mantêm em um “padrão comum” e, literalmente, é verdadeiro e indiscutível: vocês não são nada comuns (risos)!

Diminuir 50% do açúcar ajudará a ativar alguns pontos energéticos desativados em vocês, pois permitirá que a energia volte a fluir mais livremente, como um rio calmo, de poder forte e irrefreável. Açúcar demais no seu aparelho biológico causa bloqueios energéticos, diminuição da sua freqüência luminosa e atrasa outros processos importantes.

“Oh, mas o meu chocolate!”- Alguns dirão. Posso até ouvir!…
Bem, eu não disse 100%, eu disse 50%! (Por enquanto… risos…)

Vocês precisam ir acostumando seus corpos. Não sejam tão drásticos. Sejam amorosos, gentis e pacientes. Vocês acostumaram seus corpos durante tanto tempo com alimentos nada nutritivos, aí se chegarem de uma vez “tirando o doce da boca da criança” vai ser aquele desespero! Vamos com calma, com amorosidade, gentileza e reprogramando sua alimentação.

Comam mais verdes! Tomem mais sucos naturais (sem açúcar, risos…)! Comam cru o que puderem. Frutas, legumes e verduras. Tomem água! Muitos de vocês não tomam água! Tomem mais água e deem essa energia para seus corpos! A água aumenta o seu padrão vibratório, aumenta a sua luminosidade! A água, assim como nas suas usinas hidrelétricas, geram energia! Deem água para os seus corpos, e ele terá mais energia! Simples assim!

Acredito que muito mais é intuitivo, não é mesmo? (Risos.) Seus corpos sabem. Eles sabem o que precisam. Basta que vocês prestem atenção nele! Oh!… Eu sei que espertinhos dirão: “Meu corpo pede chocolate três vezes ao dia!” Oh, é mesmo? (Risos).

AJUSTES BIOLÓGICOS:

Com todas essas transformações já ocorrendo, seus corpos, naturalmente, estão mudando! Vocês estão ficando mais belos, mais radiantes, e toda sua estrutura biológica está mudando! Alguns dos seus órgãos mudarão de tamanho, diminuirão ou aumentarão, de acordo com os novos padrões de energias e modo de viver. Não se assustem com isso.

Não pensem que irão dormir de um jeito e acordar de outro. É todo um processo sutil, mas perceptível para os mais conectados. Vocês poderão perceber a mudança na cor dos seus olhos, no tom de pele, cabelos, postura física. Perceberão maior necessidade de irem ao banheiro, enquanto grandes limpezas ocorrem.

Perceberão alguns ajustes na sua forma de caminhar, falar, gesticular. Isso tudo de forma sutil, harmônica, deliciosamente boa de ver, pois é toda uma energia, uma nova estrutura biológica que está se adaptando às novas energias e aos seus Corpos de Luz em manifestação.

Seus batimentos cardíacos também entrarão em alteração, com batidas mais suaves. Seus pulmões também estarão mais suaves e sua respiração mais calma. Sua visão estará mais aguçada e também a sua agilidade como um todo. Todos, todos vocês estão passando por esse processo. Toda sua biologia!

Tudo está sendo atualizado na Grade e no seu DNA. Nas suas futuras encarnações, para muitos de vocês no continente Africano, esses processos já estarão bem acelerados e, se já começam a perceber nesta vida atual, quem dirá daqui a um curto período de tempo?! Vocês estão preparando tudo isso! Cada dia de vocês na Terra é um grande laboratório! Oh! Como os amo! Como tenho orgulho de vocês!

Queridos Aliados! Meus irmãos! Por favor, não desacreditem dos seus potenciais! Vocês são, juntos, uma poderosa força que está levando este planeta aos seus tempos mais luminosos! Vocês têm o apoio de toda minha frota, que também é a vossa frota!

Revistam-se sempre da coragem que lhes é particular, e continuem… Continuem ininterruptamente os trabalhos entregues através da confiabilidade eternamente expressa em vocês! Vocês têm tudo o que precisam, absolutamente tudo!

Deixem que aqueles que ainda não compreenderam a grandiosidade de tudo isso os julguem, critiquem, ameacem, caluniem, ou o que quer que façam, deixa-os! Deles “eu cuido”. Façam o seu trabalho, que é luminoso! Os demais deixem por minha conta! Eu cuidarei para que o caminho de vocês esteja livre para que prossigam! Garanto a vocês, ninguém vai poder pará-los! Tenho dito!

Meus queridos, eu os amo infinitamente e sou eternamente grato por poder contar com todos vocês nestes tempos. Grato por, em todos os Conselhos, poder levar o que vocês estão fazendo na Terra e apresentar como algo épico! Que orgulho! Não poderia estar mais confiante! Como sempre, por que EU confio em vocês? Bom… VOCÊS SÃO VOCÊS, E ISSO É O BASTANTE!

E assim é.
Bênçãos!

Seu irmão,

Ashtar

Gabriel: Muito grato, amado Ashtar.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/06/ashtar-proximos-meses-padroes-de-sono.html

Como atrair um amor verdadeiro

COMO ATRAIR UM AMOR VERDADEIRO?
ARCANJO GABRIEL (*GABRIELUS)
Através de Gabriel RL
19.06.2018

Queridos, o Arcanjo Gabrielus me pediu que deixasse a Chave Tonal dele (Chave Tonal é um som dotado com a qualidade e vibração de um ser de Luz) para que escutem enquanto leem a mensagem.

LINK YOUTUBE

Querido, você passou tantas eras procurando um Amor verdadeiro, não é mesmo?
Quantos de vocês já se decepcionaram na busca desse Amor?

Deixe-me lembrá-lo de algo muito simples, e até repetitivo: Quanto mais você procura, menor é a chance de encontrar.

Oh, isso parece desesperançoso, desempoderante, não é mesmo?

Mas, veja! Essa busca constante externa desgasta e é frustrante, na maioria das vezes, porque você sempre vai com sede demais ao pote e, mesmo que encontre um parceiro ou parceira energeticamente compatível com quem possa viver uma história amorosa e tranquila, você acaba estragando isso com essa sede desenfreada por alguém que supra sua carência afetiva.

Aqui está um exercício muito básico para saber como anda a sua relação com você mesmo:

. Você gosta da sua própria companhia?

. Você gosta de se olhar no espelho? Gosta do que você vê?

. Você é atencioso com você mesmo?

. Você costuma dizer a si mesmo o quanto é especial e o quanto gostaria de estar com você mesmo por toda vida?

. Todo esse amor que você deseja entregar ao outro, você tem entregado a si mesmo?

São perguntas simples e, certamente, você já ouviu por aí esses pontos sendo levantados.

Querido, não há outro caminho para encontrar um Amor verdadeiro, sem que antes você o encontre em si mesmo. Se você vai carente na busca de um relacionamento, você está enviando uma mensagem para o Universo dizendo que não se ama e precisa de outro para amá-lo. Enviando essa mensagem de que não se ama ao Universo, você vai experimentar esse “não amor”.

Se você diz energeticamente ao Universo que se ama, gostando da própria companhia, gostando da imagem que você vê no espelho, dando atenção a si mesmo, dizendo a si o quanto se ama, naturalmente o Universo dirá “Amém” e você atrairá uma pessoa que compartilhe com você, exatamente da mesma forma como você compartilha consigo mesmo. É muito simples!

Dê, antes de tudo, muito Amor a si mesmo, sendo o seu próprio companheiro, companheira, amigo, amiga, amante, parceiro, parceira que o seu verdadeiro Amor será atraído para a sua vida. É um movimento natural.

Experimente dar esse Amor a si mesmo, você se surpreenderá!

Você sempre atrai um reflexo de como está se sentindo.

A vida sempre irá tratar você exatamente da mesma maneira como você trata a si mesmo.
Trate-se com Amor e terá Amor; negue esse Amor a si mesmo e…

Pense nisso!

Você é muito amado!

Até breve,

Gabrielus

*Gabrielus é Gabriel, em latim. (Vide Wikipedia aqui: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gabriel_(anjo)). É o nosso já conhecido Arcanjo Gabriel . Ele pediu-me que usasse a assinatura dele dessa forma. Não sei explicar por que razão, mas é um pedido dele. (Gabriel RL)

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/06/arcanjo-gabriel-gabrielus-como-atrair.html

Sete sinais que você é uma pessoa madura espiritualmente

SETE SINAIS QUE VOCÊ É UMA
PESSOA MADURA ESPIRITUALMENTE
GABRIEL RL
13 Junho 2018

1 – Você não se desequilibra com facilidade. Nas situações consideradas mais difíceis você se mantem firme e seguro de si mesmo, e até mesmo quando você precisa se impor com mais energia você faz isso com elegância e suavidade, de forma a manter sua energia em um estado empoderado e não agressivo.

Quando alguém o agride, o acusa ou julga-o, você simplesmente mantem-se calmo, pois sabe que ali é apenas uma “criança espiritual” em expansão, você não perde o seu tempo deixando-se abalar pelas críticas e julgamentos, pois você sabe que dar atenção a isso é dar sua energia vital e isso o levaria a cair.

Você simplesmente vê o ataque com outros olhos, você até o vê como um elogio, pois como diz o ditado: “só se atira pedras em árvores que estão dando bons frutos” e “Ninguém é reativo a aquilo que não teme.”

2 – Você enxerga tudo com muita positividade, e isso não quer dizer que você venha a ser negligente com algo, mas simplesmente você escolhe focar-se positivamente em tudo, sempre trazendo as melhores energias para as resoluções mais harmônicas.

3 – Você não faz drama para conseguir o que quer e precisa, pois isso é imaturidade, infantilidade. Quem faz isso são algumas crianças pequenas que fazem suas “birrinhas” para chamar atenção. Você também não fica “bravinho” quando ouve um não, pois também sabe que isso é imaturidade.

Você é sempre elegante e consciente, tranquilo e sereno, e isso o leva a chegar onde quer chegar com amorosidade e sinceridade. Assim, você cria uma energia em volta de você que naturalmente trará e/ou moverá as sincronicidades em sua direção para que tudo chegue a você.

E se no meio do caminho ouvir uns “nãos”, você não vai fazer birra, pois maduramente sabe que um “não” faz parte do caminho e deve-se dar valor ao “não” da mesma forma que se dá a maioria dos “sim”.

4 – Você é sempre muito empata, compreensível e amoroso, por mais que uma situação seja estressante, ou que alguém acuse você de algo, você é sempre tranquilo e coloca-se no lugar dela, não a julgando ou criticando.

Claro, isso não quer dizer que você não venha a se defender em tribunais de justiça, caso seja necessário, mas mesmo assim, se for o caso, você o fará com muita harmonia e equilíbrio, colocando-se sempre no lugar da outra pessoa e de todos aqueles envolvidos no processo.

5 – Você não se desespera quando “catástrofes” acontecem, ou quando alguém querido desencarna. Tanto que, muitas vezes, você já foi chamado de “frio” simplesmente por não chorar em um velório ou algo assim.

Na verdade, você apenas tem uma visão mais expandida de tudo que está acontecendo. Claro, você pode chorar, sentir saudade, mas tudo dentro de um equilíbrio harmônico e suave, sem desespero e pânico, pois sabe profundamente que tudo está na mais perfeita ordem divina.

6 – Você nem é apegado demais à matéria, nem a desdenha. Você está em um equilíbrio que “se você tem, tá bom, se não tem, tá bom também”.

Se você for uma pessoa de posses materiais, você usa isso com muita sabedoria e nem sente-se superior de forma alguma a outras pessoas com menos poder aquisitivo que você, e se você não tem, você sente-se cheio desta mesma energia como se tivesse, pois você sabe que o universo inteiro está ao seu dispor.

Você já é um ser Rico, em todos os sentidos, e essa energia reverbera de você com muita sutileza e ao mesmo tempo muito poder. Tanto que, algumas pessoas, às vezes, até chegam a dizer a você… “Nossa, você tem uma energia de muito poder” (positivamente falando).

7 – Você não se importa de maneira nenhuma com status, e nem em coexistir ao lado de pessoas de quaisquer classes sociais específicas. Para você não existe nenhuma diferença, você tanto toma café com a pessoa mais poderosa e rica do mundo como com a pessoa mais simples que possa existir no planeta.

Você vê todos como iguais, sem nenhuma diferença, e sente-se parte de tudo e de todos, indistintamente. Normalmente, você, se tiver muito poder aquisitivo, prefere mais estar ao lado de pessoas simples com menos ou nenhum poder aquisitivo do que ao lado de “poderosos” com energias mais pesadas, e se você é uma pessoa sem poder aquisitivo, sua energia reverbera como se tivesse.

Lembrando que, necessariamente, para uma pessoa ser madura espiritualmente não significa que tenha que seguir/ter a risca essas características. Essas são tendencias energéticas, e claro, há outras infinidades de qualidades que podem também definir pessoas maduras espiritualmente.

Amor e Bênçãos,

Gabriel RL

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br

Como serão seus próximos dez anos em dez meses?

COMO SERÃO SEUS PRÓXIMOS
DEZ ANOS EM 10 MESES?
ASHTAR
Através de GABRIEL RL
23.05.2018

Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos. 

LINK YOUTUBE

Saudações, Família!

É bom estar aqui mais uma vez. O ano anda muito acelerado para vocês, não é mesmo? Alguns de vocês gostariam de gritar, espernear, sair correndo sem rumo e esbravejando continuamente “chega, chega, chega”? Eu imagino que alguns de vocês, sim, mas também acredito que vocês estão vivendo a fase mais incrível de todas as suas vidas! Oh, não torçam o nariz! É um grande momento!

Venho dizendo em muitas mensagens minhas: tudo o que precisa ser trabalhado está vindo de forma muito intensa para vocês, desde as explosões emocionais que acontecem para que possam aprender a ter mais controle sobre elas, a capacidade de verem coisas que antes vocês não viam, e agora parece que está tudo mais claro e muito mais fácil de entender.

Isso não é nada anormal, queridos! É apenas o reflexo da sua contínua expansão. É o reflexo da grandiosidade que você é, e ainda pode ser. Apenas um reflexo, pois o que tem acontecido em suas vidas não é nem a ponta do iceberg.

Se vocês acham que “está” demais muita coisa que lhes têm acontecido, que parece que não darão conta, ou algo assim, esperem para ver um pouco mais até o final do ano, quando mais coisas se acelerarão, forçando-os a deixarem o velho, definitivamente, para trás.

Vocês não veem como suas vidas estão diferentes? Sim, eu sei que vocês veem, mas vocês conseguem incorporar essas mudanças em vocês mesmos? Conseguem assimilar toda a grandiosidade da metamorfose que está acontecendo bem agora? Olhem para trás, queridos! Voltem 10 anos atrás…

Isso! Darei uma breve pausa para que vocês voltem 10 anos do seu tempo. Voltem para 2008. O que vocês faziam lá? Como foi/é aquele ano? O que vocês estavam fazendo? Quais foram as suas verdades naquele ano, você sorriu mais ou chorou mais? Foi um ano revelador, confuso, diferente? Como foi? Tragam à lembrança…

Meus queridos, vocês mudaram! Vocês se transformaram, se expandiram. Vocês garantiram que uma terceira guerra não mais acontecesse, garantiram que alianças de paz fossem formadas, unificaram países há décadas em conflitos, se empoderaram frente àqueles que os diminuíam, criaram movimentos pessoais que garantiram que o melhor pudesse chegar até vocês.

E eu sei que tudo isso, que a maioria desses movimentos foram muito dolorosos, pois implicava em deixar muitas coisas, as quais estiveram por muito tempo agarrados. Eu sei que doeu, mas sei também que, no fundo, vocês sabem que tudo que vocês fizeram, e ainda vão fazer, valeu e valerá muito a pena, e sabem por quê? Porque vocês são revolucionários, e não se espera nada diferente de um revolucionário! Espera-se que ele revolucione! E assim tem sido!

Tudo parece estar acontecendo de forma sufocante e vocês, às vezes, dizem: “Sinto-me sem ar!” Vocês exclamam. Oh! Mantenham a calma! Continuem segurando o volante, pois vocês estão sim, em alta velocidade, e precisam sim, manter o controle, pois todas essas intensas mudanças estão ocorrendo através de vocês, os pioneiros.

Toda grande energia transformacional está passando por vocês, queridos, e à medida que passa, força o velho a sair para que ela tenha passe livre e sem obstruções. Vocês se questionam muito ainda: “Como posso resolver uma situação que me atormenta? Vocês dizem que tudo está mudando, mas não vejo nada mudar, até parece que tudo está pior…”

Oh… Queridos! Isso é apenas uma exposição enfatizando tudo que precisa ser cuidado e trabalhado.

Então, vocês estão segurando o volante de um carro em alta velocidade enquanto sentem formigamentos e coceiras nas mãos, mas não podem soltá-lo para cuidar disso, pois sabem que está muito rápido e não se arriscariam a tirar uma das mãos.

A consciência de não tirar a mão do volante é a mesma consciência que diz que sim, que vocês precisam ir rápido, sem distrações. Não importa o que aconteça, não importa o quê ou quem venha tirar-lhes a atenção, ainda que incomode, doa, seja insuportável, vocês MANTÊM AS MÃOS NO VOLANTE.

Queridos, serei mais claro ainda! Não importa o que esteja acontecendo, se é atormentador ou não, se é difícil ou não! NÃO TIREM A MÃO DO VOLANTE!

Continuem indo rápido e com o foco no que vocês querem. O incômodo, às vezes, provoca “coceira e mal estar” e poderá permanecer para fazer-lhes mudar o foco, mas NÃO TIREM A MÃO DO VOLANTE!

Olhem para o horizonte. Eu posso ver vocês daqui a dez anos…

Vocês conseguem? Eu posso ver…

Vocês chegarão até lá rápido, pois a rapidez com que vocês têm ancorado as energias impulsionadoras e transformadoras e as assimilado em si, ainda que “coceira e incômodo” estejam presentes a todo o momento, estão abrindo os campos quânticos de sucção, para que vocês alinhem-se mais rapidamente com a vida dos seus sonhos, com a época dos seus sonhos, com o encontro dos seus sonhos, emprego, amor e todo tipo de relacionamentos sonhados por vocês.

O alinhamento está ocorrendo enquanto você continua olhando o horizonte, segurando o volante do carro em alta velocidade e você só tem um foco: tocar o horizonte. Eu chamo isso também de disciplina inviolável.

Queridos, seus próximos dez (10) anos serão os mais fantásticos das suas vidas!

Vocês já terão assimilado, em si, as primeiras ondas de energias transformacionais, já terão dominado a maioria, se não todas as suas emoções mais difíceis, vocês já estarão mais soltos do que nunca e mais: vocês estarão sendo ouvidos por muitos. Muitos estarão em volta de vocês aguardando suas palavras, conselhos e/ou apenas para sentir sua energia.

É por isso que estão passando por tanta coisa hoje, meus queridos!

“Oh, mas daqui a dez anos ainda?” – Alguns de vocês podem dizer.

Bem, há um tempo falamos dos trinta e seis (36) meses intensos e vocês chamaram de “muito tempo” e torceram o nariz. E aqui estão vocês bem envolvidos, e alguns sequer conseguem perceber tudo o que está acontecendo! Dez (10) anos, meus queridos, é apenas uma pequena margem, estendida mais adiante.

E se fossem apenas alguns meses? Se ao invés de 10 anos, 10 meses?

Nós demos 36 meses para um grande trabalho de impulso, que os levará, drasticamente, para frente, para novos desafios mais conscientes, mais expandidos, mais mestres de si mesmos, mais abertos para conexões mais profundas! 36 meses para o impulso de 10 anos que vocês, a maioria, quer em 10 meses… Vocês suportam?

Então, segurem bem o volante. Aí vamos nós a um super impulso até março / 2019.

Queridos, nós contamos 10 anos para novas grandes transformações! E vocês nos disseram “Oh, 10 anos? Diminuam isso, nós aguentamos!” Oh, é mesmo? – nós perguntamos! Vocês, às vezes, parecem desesperar-se com tão poucos movimentos! E vocês voltam a dizer: “É verdade, sabemos disso, mas vocês não veem, pelos menos a maioria de nós, soltando o volante facilmente, não é mesmo?”

E nós sorrimos e confirmamos: SIM, É VERDADE.

Então, meus queridos, vamos fazer uma mesclagem… Em 36 meses + 10 anos, o que são 10 meses = GRANDES MOVIMENTOS, AINDA MAIS INTENSOS, AINDA MAIS TRANSFORMADORES!

(Em outras palavras: realizar em 36 meses o que seria para 10 anos. Ou menos ainda, como querem alguns, em 10 meses – de junho de 2018 a março de 2019.)

Oh, vou amar ver isso! É por isso que eu sempre digo quando me questionam por que eu acredito que vocês conseguirão. Simples! PORQUE VOCÊS SÃO VOCÊS! É a melhor das redundâncias!

Ei! Você aí que está cabisbaixo questionando-se se conseguirá…

Olhe!… Veja!… Veja a revolução! Você tem trabalhado duro para isso há muito tempo!… Há muitas eras, aliás, por essa conexão e empoderamento transformacional, e você não vai soltar o volante agora que está quase tocando o horizonte, não é mesmo?

Olhe para o banco de trás… Tem alguém muito especial sentado atrás e confiando que você vai conseguir. Essa pessoa do banco de trás está segura de que você manterá as mãos no volante, e que não ocorrerá nenhum acidente!

Ainda que possam ter alguns poucos sustos, são apenas sustos.
Você ainda está segurando o volante não é mesmo? (Sorriso).

“Oh, Ashtar, mas se a pessoa do banco de trás quiser descer do carro por estar cansado da longa jornada e quiser ir a pé?”

Oh, meu querido! Ninguém quer ir a pé tendo a sua companhia. Mostre-lhe que ela pode confiar em você. Mostre-lhe que você está com as mãos no volante! O único grande problema seria se você desacreditasse da sua própria capacidade de segurar o volante, e eu sei que nenhum de vocês soltará. Sabem por quê? A disciplina de vocês é inviolável!

Daremos um grande impulso a vocês até o final deste ano de 2018, e vocês entrarão 2019 com mais ALGO DIFERENTE.

“Oh, o que Ashtar, o que seria mais diferente?” (Sorriso…)
Bem, vocês verão!

Só continuem segurando o volante, por mais rápido que possa estar, sacudindo e coçando, mantenham-se segurando o volante. Deixem que eu cuide da pista, mantendo-a livre de obstáculos desleais. Apenas mantenham o foco no horizonte e deixem o resto comigo.

Lembrem-se só de uma coisa: não apenas o volante é sua responsabilidade, mas todo o carro e principalmente quem está no banco de trás ou a sua direita, toda a área externa é minha. Deixem comigo. Não se preocupem com as tempestades do lado de fora. Eu lhes dou minha palavra de que a pista continuará trafegável. Eu garanto. Só preciso que mantenham as mãos no volante.

Quando vocês garantem a si mesmos a segurança de estarem firmes no volante, outros se inspiram, emparelham com vocês e tornam-se confiantes de igual modo.

E aí, meus queridos, quem poderá pará-los?
O que poderá tirar-lhes a atenção do foco principal, o quê?

Só uma coisa poderá tirar-lhes (rapidamente) a atenção: alguém lhes pedindo uma carona para aprender como segurar bem o volante. Novamente, não se preocupe em parar o carro, como disse, tudo externo é meu. Deixem que eu mesmo coloco o carona no carro. Só cuidem do volante, e prestem atenção no horizonte.

Meus queridos, eu os amo infinitamente e sou eternamente grato por poder contar com todos vocês nestes tempos, grato por, em todos os conselhos, poder levar o que vocês estão fazendo na Terra e apresentar como algo épico! Que orgulho! Não poderia estar mais confiante!

E assim é.

Bênçãos!

Seu irmão,

Ashtar.

GabrielMuito grato, amado Ashtar.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br

Chamas Gêmeas – Almas Gêmeas

 

p.s.: vários materiais e autores nesta mesma mensagem

CHAMAS GÊMEAS – ALMAS GÊMEAS
PALESTRA DE GABRIEL RL
PARA A RÁDIO PORTAL DA ASCENSÃO
ABRIL/2018

“Chamas Gêmeas: Apenas Homem e Mulher? Como identificar?”

Apresentação

Essa palestra que aqui segue, cabe especialmente àqueles e aquelas (ou seja, a maioria de nós) que sofrem de solidão. Cabe aos que, mesmo cercados de pessoas que amam e são por elas amados, sofrem de um mal que chamaremos de “incompletude do ser”. 

Aos que sentem uma carência, um sentimento de lacuna, um buraco vazio no coração. Essas pessoas deduzem que é falta de Amor; não “qualquer amor”, mas aquele especial, o único que preencheria essa lacuna, a chamada “alma gêmea”.

Amor de alma-gêmea é o sonho, é o desejo, é a vontade de qualquer ser humano, especialmente se este for um Trabalhador da Luz consciente do que isso representa para sua própria felicidade, e além. Amor de almas gêmeas é algo que está no âmbito do sagrado. 


Por isso, compreendemos porque tantos buscam tanto esse amor mais elevado. Parece que, intuitivamente, as almas sabem da força que ele tem. Percebem que experimentar esse amor não é nada mais nada menos que trazer à condição da materialidade (3ª dimensão) a união amorosa original baseada no princípio do Somos Um. 


É como se o reencontro com sua alma gêmea fosse a própria reconexão com a Fonte Primária o que, em termos, não deixa de ser. Intuitivamente, também sabem dos benefícios que a movimentação energética dessa união (que pode ser sexual ou não) ancoram na galáxia e o quanto as energias criadas são de grande ajuda ao Plano Maior. E que esse Amor está no caminho que leva a humanidade de volta para casa.


Gabriel RL, na palestra que segue, vai aprofundar esse assunto e responder esclarecendo outras importantes questões:


1. Qual o efeito de um encontro entre almas gêmeas no plano físico?


2. As almas gêmeas só podem ser formadas por um homem e uma mulher?


3. Pode acontecer de não encontrarmos nossa alma gêmea no plano físico?


4. Como identificar nossa alma gêmea?


5. É possível um Ser não ter alma gêmea?


Muitos equívocos estarão sendo desfeitos nessa brilhante palestra, cuja abordagem é incisiva, porém madura e responsável. Informações realmente indispensáveis para todas as pessoas, especialmente aos afoitos “buscadores de almas gêmeas”.


Aproveitem… E boa palestra!


Gratidão, Gabriel RL, pela LUZ das suas palavras! 

Solange Yabushita

PALESTRA SOBRE ALMAS GÊMEAS
LINK YOUTUBE

RELACIONAMENTOS NA NOVA ERA
VOCÊS ESTÃO CANALIZANDO SEMPRE QUE USAM A SUA INTUIÇÃO
ALMAS GÊMEAS
JESHUA
Através de Pamela Kribbe
5 de fevereiro de 2006
Oisterwijk, Holanda

Queridos amigos,

É com muita alegria e felicidade que estou hoje aqui com vocês. Minha energia flui entre vocês e, como vocês podem sentir, isto não é uma palestra no sentido tradicional. Eu estou passando uma certa energia (além das informações) e vocês fazem parte disto, tanto quanto Pamela e Guerrit.

Aos estarmos juntos aqui, nós criamos um campo ou vórtice de energia nesta sala, nesta abertura para a Terra. Portanto, este lugar é sagrado. Qualquer lugar onde pessoas – anjos em corpos humanos – se reúnem e se unem na intenção de semear sua luz na Terra, o solo torna-se sagrado.

Eu gostaria de falar brevemente alguma coisa sobre o fenômeno da “canalização”, que se tornou tão popular ultimamente. Todos vocês conhecem o conceito de “prana”, que é empregado na ioga e na filosofia oriental.

Prana é uma energia espiritual que vocês levam para dentro de si a cada inspiração. A ideia é que vocês não respiram simplesmente oxigênio quando inspiram, mas também uma energia de força vital, uma energia cósmica que ultrapassa o físico e que os capacita a viver. Agora, o que eu queria pontuar é o seguinte: assim como todo mundo inala prana junto com o oxigênio ao respirar, todo mundo canaliza continuamente a seu próprio modo.

A canalização não é reservada para poucas pessoas com dons especiais. A canalização é a coisa mais natural do mundo. Vejam, vocês não podem viver sem a energia cósmica. Vocês não podem existir, viver e se desenvolver sem inspirar a energia cósmica.

Assim como vocês não podem viver apenas com oxigênio, vocês também não podem funcionar – nem mesmo de uma forma básica – sem alguma conexão com a energia cósmica, que é o seu lar. Terra e cosmos, oxigênio e prana, ambos são necessários para que vocês se manifestem completamente como seres humanos na realidade terrena.

Na primeira canalização desta nova série, Eu os chamei de porteiros, aqueles que abrem a porta para que mais Luz entre na Terra. Mas vocês também são os construtores de pontes, aqueles que fazem a intermediação entre os reinos cósmico e terreno, aqueles que canalizam a energia cósmica para a Terra. Isto é uma coisa que vocês realmente fazem e que vocês precisam fazer para se sentirem felizes, úteis e saudáveis.

Vocês estão canalizando sempre que usam a sua intuição, sempre que se aprofundam em si mesmos e percebem como as coisas são para vocês e como vocês gostariam de modificá-las. Nesses momentos, vocês formam um canal com o seu Eu Superior, e conectam-se com a sabedoria dos reinos não terrenos, cósmicos, que poderão ampará-los para que alcancem seus objetivos aqui na Terra. Todos vocês canalizam de alguma forma para se re-alinharem com seu Eu Superior que está fora do espaço e do tempo.

Hoje vamos compartilhar nossas energias e nos unir para canalizar a energia cósmica que está tentando encontrar seu caminho para a Terra nesta Nova Era. A Nova Era não é mais uma visão do futuro. Ela já está se manifestando na vida diária de inúmeros indivíduos. Se vocês lerem os jornais e observarem as notícias, poderá parecer que o momento ainda não está maduro. Mas o despertar proporcionado pela Nova Era começa no nível individual, não no nível dos governos, instituições e organizações.

É no dia-a-dia de cada um que um novo fluxo de energia se apresenta. É o fluxo do seu coração que os convida e lhes pede que vivam e ajam de acordo com a sua luminosidade e sabedoria. É assim que se dá o nascimento da Nova Era, através de indivíduos comuns que prestam atenção aos sussurros do seu coração. Espiritualmente, as fundações de qualquer mudança ou transformação são sempre construídas no nível individual.

A energia que é despertada em seus corações gradualmente encontrará seu caminho para as instituições e organizações que ainda conservam o velho paradigma da consciência baseada no ego. Velhas fortalezas de poder ruirão, não pela violência mas pela suave energia do coração. Se o coração tomar o comando, haverá um colapso do velho, não sob a pressão do poder e da violência, mas sob a pressão do amor.

RELACIONAMENTOS NA NOVA ERA

Nesta Nova Era, os relacionamentos passam por uma grande transformação. Os relacionamentos quase sempre são a fonte das suas emoções mais profundas, indo desde a maior alegria até a profunda agonia. Nos relacionamentos, vocês podem se conscientizar de uma dor interna que é essencialmente muito mais antiga do que o próprio relacionamento, mais antiga até que a sua existência humana.

Nesta era, vocês são convidados, e muitas vezes desafiados, a chegar a uma autocura na área dos relacionamentos. Graças à nova energia que agora se apresenta, é possível transformar os elementos destrutivos de um relacionamento em um fluxo de energia positivo, equilibrado, entre vocês e a outra pessoa.

No entanto, cura e transformação pessoal também podem significar que vocês terão que abandonar relacionamentos nos quais vocês não possam se expressar apropriadamente. Com freqüência isto significa que, mesmo que vocês amem muito uma pessoa, vocês terão que lhe dizer adeus, porque o caminho interior de cada um leva-o para um lugar diferente.

Quer isso leve à renovação ou à dissolução de um relacionamento, todos vocês são desafiados a encarar as questões mais profundas na área das ligações pessoais. O chamado do coração, da energia baseada no coração que caracteriza a Nova Era, entrou no seu dia-a-dia e vocês não podem mais evitar a nova energia.

Para explicar porque os relacionamentos podem machucá-los tanto e virar a vida de vocês de cabeça para baixo, Eu gostaria de falar algumas coisas a respeito de uma dor antiga que vocês carregam dentro da sua alma. É uma dor muito antiga, muito mais antiga do que esta vida, mais antiga ainda do que as suas vidas anteriores na Terra. Quero levá-los de volta à dor original do seu nascimento como alma.

Houve um tempo em que tudo era inteiro e indiviso. Vocês podem imaginar isto? Permitam que a sua imaginação viaje livremente por uns instantes. Simplesmente imaginem: vocês não estão num corpo, vocês são pura consciência e fazem parte de um vasto campo energético que os envolve de um modo confortável.

Vocês sentem que são parte desta unidade e são tratados carinhosa e incondicionalmente. Sintam como este campo de energia os envolve como um manto imensamente confortável, como uma energia abundantemente amorosa, que lhes permite explorar e se desenvolver livremente, sem jamais duvidar de vocês nem do seu direito intrínseco de ser quem vocês são. Nenhuma ansiedade, nenhum medo.

Esta sensação de conforto e segurança constituiu as condições pré-natais, das quais vocês emergiram como almas individuais. Era um útero cósmico. Mesmo que isto esteja remotamente longe do seu atual estado, seus corações ainda anseiam por esta sensação de completude e inteireza, pelo sentimento de absoluta segurança que vocês vivenciaram sob aquele manto de amor e benevolência. A sensação de unidade da qual vocês se lembram era Deus. Juntos, naquele manto de amor, vocês constituíam Deus.

Num determinado momento, dentro dessa consciência divina ou “manto de amor”, decidiu-se criar uma nova situação. É muito difícil colocar isto em palavras humanas, mas talvez vocês possam imaginar que em Deus, essa consciência una, havia um desejo de “algo diferente”, algo além da unidade.

Havia, por assim dizer, um desejo de experiência. Quando se está completamente assimilado pela totalidade do puro ser, não se experiencia nada… simplesmente se é. Devido ao êxtase e à total segurança desse estado de ser, havia uma parte de Deus, uma parte dessa consciência cósmica, que queria explorar e evoluir. Esta parte “separou-se de si mesma”.

Vocês são uma parte de Deus. Certa vez a sua consciência concordou com esta experiência de sair da unidade e tornar-se um “eu”, uma entidade em si mesma, uma consciência individual definida. Este foi um grande passo. Do fundo do seu ser, vocês sentiram que isto era uma coisa boa. Sentiram que o anseio por criatividade e renovação era uma aspiração positiva e valiosa.

No entanto, no momento em que vocês realmente se separaram do campo da unidade, houve muita dor. Pela primeira vez na sua lembrança, pela primeira vez na sua vida, vocês sentiram uma dor profunda. Vocês foram arrancados de um reino de amor e segurança que tinha sido completamente incontestável para vocês. Esta é a dor do nascimento, à qual Eu me referi.

Mesmo nas primeiras experiências intensas de desolação, alguma coisa nas profundezas de si mesmos, lhes dizia que “tudo estava bem”, que esta era a sua própria escolha. Mas a dor era tão profunda, que nas camadas mais externas do seu ser, vocês ficaram confusos e desorientados. E ficou difícil manter-se em contato com o seu conhecimento interior mais profundo, com o nível interno no qual vocês são Deus e sabem que “tudo está bem”.

Eu chamo essa parte atormentada, que surgiu nesse momento, de criança interior. A sua alma, a sua individualidade única, carrega dentro de si os dois extremos – de um lado, o puro conhecimento divino e, de outro lado, uma criança cósmica traumatizada. Esta união de Deus e Criança, de conhecimento e experiência, começou uma longa jornada. Vocês começaram como almas individuais. Vocês começaram a investigar e experienciar como é ser um “eu”, um indivíduo definido.

Deus tinha transformado uma parte dele mesmo em Alma. A alma precisa de experiência para reencontrar as suas origens divinas. A alma precisa estar viva, experimentar, descobrir, autodestruir-se e recriar… sentir quem ela verdadeiramente é, ou seja, Deus. A manifestação como um ser uno e completo tinha se despedaçado e precisava ser reconquistada pela experiência. Isto, por si mesmo, era uma grande proeza de criatividade. O nascimento da consciência do Eu foi uma espécie de milagre! Ela nunca tinha existido antes.

Com freqüência vocês procuram transcender os limites da individualidade do Eu, para experienciar a integridade e a profunda unidade outra vez. Pode-se dizer que este é o verdadeiro objetivo da sua jornada espiritual. Mas, pensem um pouco: do ponto de vista de Deus, a individualidade do Eu, a separação, é que constitui o milagre!

O estado de ser UM era a situação normal, “como sempre tinha sido”. No milagre de ser uma alma individual, oculta-se uma grande beleza, alegria e poder espiritual. O motivo de vocês não experienciarem isto desta forma, é que vocês ainda estão lutando com a dor do seu nascimento como almas. Em algum lugar nas profundezas do seu ser, ainda ressoa o grito primordial de angústia e sentimento de traição; é a lembrança de ter sido arrancado da sua Mãe/Pai, do onipresente manto de amor e segurança.

Na jornada através do tempo e da experiência, vocês passaram por muitas coisas. Vocês experimentaram todos os tipos de formas. Houve várias encarnações nas quais vocês não tinham a forma de um corpo humano, mas isto não é relevante agora. O que me importa, neste contexto, é que, através de toda essa longa história, vocês foram guiados por dois motivos diferentes. Por um lado, havia o prazer da exploração, criação e renovação, e, por outro, havia a saudade, a sensação de ter sido expulso do paraíso, e uma solidão insuportável.

Através da parte aventureira e progressiva de vocês, da energia que os empurrou para fora do útero cósmico, vocês vivenciaram e criaram muitas coisas. Mas, devido à saudade e à dor do nascimento que vocês carregam dentro de si, vocês também tiveram que lidar com muito trauma e desilusão. Assim, as suas criações nem sempre foram benevolentes.

Durante a sua jornada através do tempo e do espaço, vocês fizeram coisas das quais se arrependeram mais tarde. Coisas que vocês poderiam chamar de “ruins” (entre aspas). Da nossa perspectiva, estas ações foram simplesmente o resultado da sua determinação de mergulhar na experiência e se aventurar no desconhecido.

Vejam, a partir do momento em que vocês decidem tornar-se um indivíduo, separar-se da unidade incontestável, vocês não podem experienciar apenas a luz. Vocês têm que descobrir tudo de novo. Então, vocês vão experienciar inclusive a escuridão. Vocês vão experienciar tudo que existe, em todos os extremos.

No ponto de evolução em que vocês se encontram atualmente, vocês começam a entender que tudo se mantém ou cai com o poder que adquirem ao abraçarem verdadeiramente o seu Eu. É uma questão de abraçar verdadeiramente a sua própria divindade e, a partir dessa autoconsciência, vivenciar alegria e abundância. No instante do seu nascimento cósmico, no momento em que vocês foram envolvidos pela desolação e a dor, vocês começaram a se sentir pequeninos e insignificantes.

A partir desse momento, vocês começaram a procurar alguma coisa que pudesse salvá-los – um poder ou força fora de vocês, um deus, um líder, um parceiro, um filho, etc… No processo de despertar que vocês estão vivenciando agora, vocês compreendem que a segurança essencial que vocês estão buscando não vai ser encontrada em nada que esteja fora de vocês, seja num dos pais, num amante, ou em um deus.

Por maior que seja a intensidade com que esse desejo ou saudades seja disparado em um determinado relacionamento, vocês não encontrarão esta segurança básica nele, nem mesmo no seu relacionamento com Deus.

Pois o Deus no qual vocês acreditam – o Deus que lhes foi legado pela sua tradição e que ainda influencia intensamente a sua percepção – é um Deus que está fora de vocês. É um Deus que programa as coisas por vocês, que traça o caminho para vocês. Mas este Deus não existe.

Vocês são Deus, vocês são a parte criativa de Deus que decidiu seguir o seu próprio caminho e experienciar as coisas de uma forma totalmente diferente. Vocês tinham certeza que conseguiriam curar-se da sua ferida primordial do nascimento.

Pode-se dizer que essa energia expansiva de exploração e renovação é uma energia masculina, enquanto a energia da unificação, da união, a energia do Lar, é feminina. Estas duas energias pertencem à essência de quem vocês são. Como almas, vocês não são nem masculinos nem femininos.

Essencialmente, vocês são ambos – masculino e feminino. Vocês começaram a sua jornada com esses dois ingredientes. E agora chegou o momento de permitir que eles trabalhem juntos em harmonia, o que significa vivenciar verdadeiramente a totalidade no seu ser. Depois de terem negado a sua própria grandeza por tanto tempo, finalmente vocês vão começar a tomar consciência de que não há outra alternativa senão a de ser o Deus que vocês estão procurando.

Este é o último passo que vocês têm que dar em direção à iluminação: compreender que vocês são o Deus pelo qual vocês imploram. Não existe nada fora de vocês que possa levá-los ao âmago do seu próprio poder, à sua totalidade. Só vocês mesmos podem fazer isso; vocês são Deus e sempre foram! Vocês sempre estiveram esperando por vocês mesmos.

Acender esta chama de autoconsciência dentro de vocês lhes traz tanta alegria, uma sensação tão profunda de volta ao lar, que põe todos os seus relacionamentos dentro de uma nova perspectiva.

Por exemplo, vocês se preocupam menos com o que as outras pessoas lhes dizem. Se alguém os critica ou duvida de vocês, vocês não consideram isso como algo pessoal. Vocês se sentem menos atingidos ou ansiosos para reagir. Vocês deixam isso passar com mais facilidade, e desaparece a necessidade de se defenderem – tanto para si mesmos quanto para a outra pessoa.

Se vocês são facilmente abalados emocionalmente pelo que outra pessoa pensa de vocês, isso indica que existe uma desconsideração por si mesmos, que faz com que vocês deem crédito às opiniões negativas dos outros. Este falta de apreço por si mesmos não se resolve procurando um conflito com os outros, mas só voltando-se para o seu próprio interior e entrando em contato com suas feridas emocionais internas, pois elas são muito mais antigas do que esse momento específico de rejeição.

De fato, todas as dores de rejeição, todas as dores de relacionamentos, têm origem na dor primordial, na dor ainda não curada do nascimento. Pode parecer que Eu estou dando um passo muito grande aqui, pois existem vários tipos de situações complexas nos relacionamentos, que parecem indicar que a causa está mais próxima.

Pode lhes parecer que a sua dor é causada por algo que o seu parceiro/a fez ou não fez. Pode lhes parecer que alguma coisa externa a vocês está causando a dor. Mas deixem que Eu lhes diga: basicamente vocês estão trabalhando na cura de uma dor antiga que está dentro de vocês mesmos. Se vocês não estiverem conscientes disto, vocês podem facilmente se enredar em problemas de relacionamentos, que podem ser extremamente dolorosos.

Especialmente em relacionamentos entre homem e mulher (relacionamentos amorosos), vocês freqüentemente tentam forjar uma espécie de unidade e segurança entre ambos, que lembra o estado primordial de unidade do qual vocês têm uma vaga lembrança. Subconscientemente, vocês tentam recriar a sensação de estar confortavelmente envolvidos em um manto de amor e aceitação incondicionais.

Existe uma criança dentro de cada um de vocês, que está chorando por essa aceitação incondicional. No entanto, se essa criança coloca seus braços ao redor da (parte) criança do seu parceiro/a, isto muito freqüentemente resulta num controle sufocador, que bloqueia a auto-expressão genuína de ambos os parceiros.

O que acontece é que vocês se tornam emocionalmente dependentes e sempre vão precisar do amor ou da aprovação de outra pessoa para o seu bem estar. Dependência sempre acaba se transformando em questões de poder e controle, pois precisar de uma pessoa é o mesmo que querer controlar o comportamento dela.

Este é o começo de um relacionamento destrutivo. Desistir da sua própria individualidade num relacionamento, guiados por um anseio subconsciente pela unidade absoluta, é destrutivo tanto para vocês mesmos quanto para a outra pessoa.

O verdadeiro amor entre duas pessoas mostra dois campos de energia que podem funcionar em completa independência um do outro. Cada um deles é uma unidade em si mesmo e se conecta com o outro na base da unidade. Em relacionamentos nos quais os parceiros dependem um do outro, encontramos um esforço não coordenado por uma “totalidade orgânica”: um não querendo ou não sendo capaz de funcionar sem o outro.

Isto leva a um entrelaçamento de energias que pode ser observado no campo áurico de ambos como cordões, através dos quais os parceiros alimentam um ao outro. Eles se alimentam com as energias adicionais de dependência e controle. Este tipo de entrelaçamento de energia indica que vocês não se responsabilizam por si mesmos, que vocês não encaram a antiga ferida da alma que só vocês mesmos podem curar.

Se vocês simplesmente se voltassem para essa dor mais profunda e assumissem a responsabilidade por si mesmos, veriam que vocês não precisam de ninguém mais para ser completos, e se libertariam do aspecto destrutivo do relacionamento.

RELAÇÕES CÁRMICAS

Neste contexto, Eu gostaria de dizer alguma coisa sobre “relacionamentos cármicos”. Com isso, Eu me refiro a relacionamentos entre pessoas que se conheceram em outras vidas e que experimentaram emoções intensas, um em relação ao outro. A característica de um relacionamento cármico é que os parceiros carregam emoções não resolvidas dentro de si, tais como culpa, medo, dependência, ciúme, raiva ou algo do tipo.

Devido a essa “carga” de emoções não resolvidas, eles se sentem atraídos um ao outro em uma outra encarnação. O objetivo do reencontro é proporcionar uma oportunidade para se resolver o problema em questão. Isto acontece recriando-se o mesmo problema em um curto espaço de tempo. Quando eles se conhecem, os “jogadores” cármicos sentem uma compulsão de estar mais perto um do outro, e depois de algum tempo, eles começam a repetir os padrões emocionais dos seus antigos papéis.

Então, o palco está armado para que ambos enfrentem um antigo problema de novo e talvez lidem com ele de uma forma mais iluminada. O propósito espiritual do reencontro, para ambos os parceiros, é que eles façam escolhas diferentes das que fizeram naquela vida passada.

Vou lhes dar um exemplo. Imaginem uma mulher que, numa vida passada, teve um marido que era muito possessivo e dominador. Ela aceitou isso durante algum tempo, mas chegou um ponto em que ela decidiu que já era o bastante e terminou o relacionamento. Um pouco mais tarde, o marido se suicida. A mulher sente remorsos. Ela acredita que é culpada – será que ela não deveria ter lhe dado mais uma chance? Ela carrega essa sensação de culpa consigo pelo resto da sua vida.

Então eles se encontram de novo em uma outra vida. Existe uma estranha atração entre eles. No começo, o homem é excepcionalmente charmoso e ela é o centro das atenções dele. Ele a adora. Eles começam um relacionamento. Desse momento em diante, ele se torna cada vez mais ciumento e possessivo. Ele suspeita de adultério por parte dela. Ela fica brava e aborrecida por ser acusada de algo que ela não fez, mas também sente uma estranha obrigação de ser tolerante e lhe dar uma outra chance.

“Ele é um homem ferido” – ela pensa – “e não pode evitar esse medo de ser abandonado. Talvez eu possa ajudá-lo a superar isso.” Ela justifica seu próprio comportamento desta forma, mas na verdade ela permite que os seus limites pessoais sejam violados. O relacionamento afeta negativamente a sua auto-estima.

A escolha mais libertadora para essa mulher seria romper esse relacionamento, nesse instante, e seguir seu próprio caminho sem sentimentos de culpa. A dor e o medo que o seu marido sente não são responsabilidade dela. A dor dele e o sentimento de culpa dela levam-nos a um relacionamento destrutivo. O relacionamento deles já estava emocionalmente carregado por causa de uma outra vida.

A razão para um novo encontro é que a mulher deve aprender a deixar as coisas acontecerem sem sentimentos de culpa, e que o homem deve aprender a se sustentar emocionalmente por si só. Então, a única solução verdadeira é romper o relacionamento. A solução para o carma da mulher é abandonar o seu sentimento de culpa finalmente.

O “erro” que ela cometeu na sua vida passada não foi ter abandonado o marido, mas ter se sentido responsável pelo suicídio dele. A partida da sua esposa, nesta vida, faria o marido se confrontar outra vez com a sua própria dor e medo e lhe ofereceria a oportunidade de encarar suas emoções em vez de fugir delas.

Um encontro carmático pode ser reconhecido pelo fato de que a outra pessoa imediatamente lhes parece estranhamente familiar. Com muita freqüência há também uma atração mútua, uma urgência “no ar”, que os impulsiona a estar juntos e descobrir um o outro. Se a oportunidade estiver disponível, essa forte atração poderá se transformar num relacionamento amoroso ou numa intensa paixão.

As emoções que vocês experimentam podem ser tão avassaladoras, que vocês pensam que encontraram a sua alma gêmea. No entanto, as coisas não são o que parecem. Sempre haverá problemas em uma relação como essa, que virão à tona mais cedo ou mais tarde. Geralmente os parceiros acabam se envolvendo num conflito psicológico, cujos ingredientes principais são poder, controle e dependência. Desta forma, eles repetem uma tragédia que o seu subconsciente reconhece de uma vida anterior.

Numa vida passada, eles podem ter sido amantes, pai e filho, patrão e funcionário, ou algum outro tipo de relacionamento. Mas sempre eles tocaram uma ferida interna profunda do outro, através de atos de infidelidade, abuso de poder ou, de um outro lado, uma afeição muito forte. Houve um encontro emocional profundo entre eles, que provocou cicatrizes profundas e trauma emocional. É por isso que as forças de atração, assim como as de repulsão, podem ser tão violentas quando eles se encontram novamente em uma outra encarnação.

O convite espiritual para todas as almas que estão enredadas desta forma é que cada um deixe o outro ir e se torne uma “entidade em si mesma”, livre e independente. Relacionamentos cármicos, como os que acabo de mencionar, quase nunca são duradouros, estáveis e amorosos. São relacionamentos muito mais destrutivos do que curadores. Com muita freqüência, o propósito básico do encontro é que ambos consigam se desapegar do outro. Isto é algo que não pôde ser feito em uma ou mais vidas passadas, mas agora existe uma nova oportunidade para que cada um libere o outro com amor.

Se vocês se encontram em um relacionamento caracterizado por emoções intensas e que evoca muita dor e tristeza, mas do qual vocês não conseguem se libertar, por favor entendam que nada os obriga a ficar com a outra pessoa. Inclusive, percebam que é muito mais freqüente que as emoções intensas estejam relacionadas com dor profunda do que com amor mútuo. A energia do amor é essencialmente calma e pacífica, alegre e inspiradora. Não é pesada, cansativa nem trágica. Se um relacionamento adquire estas características, é hora de abandoná-lo, ao invés de tentar “trabalhar nele” mais uma vez.

Algumas vezes, vocês se convencem de que precisam ficar juntos porque “compartilham o mesmo carma” e precisam “resolver algumas questões juntos”. Vocês utilizam a “natureza do carma” como um argumento para prolongar o relacionamento, enquanto vocês dois estão sofrendo imensamente. Na verdade, vocês estão distorcendo o conceito de carma aí. Vocês não resolvem um carma juntos: o carma é uma coisa individual.

O carma que está em jogo em relacionamentos, como os mencionados anteriormente, geralmente requer que vocês se desapeguem completamente um do outro, que vocês se afastem de tais relacionamentos, para que possam experienciar que vocês são completos em si mesmos.

Repito: resolver um carma é algo que cada um faz sozinho. Uma outra pessoa pode tocar ou disparar algo em vocês que cria bastante drama entre ambos. Mas a tarefa e o desafio exclusivos de cada continuam sendo lidar com a sua própria ferida interna e não com as questões da outra pessoa. Cada um tem responsabilidade apenas por si mesmo.

É importante entender isto, porque esta é uma das principais armadilhas nos relacionamentos. Vocês não são responsáveis pelo seu parceiro e ele não é responsável por vocês. A solução dos seus problemas não está no comportamento da outra pessoa. Muitas vezes, vocês ficam tão ligados à criança interior do seu parceiro – à parte emocionalmente ferida de dentro dele – que sentem que vocês é que têm que resgatá-la. Ou o seu parceiro pode estar tentando fazer o mesmo com vocês.

Mas isto não vai funcionar, porque vocês estarão reforçando a sensação de impotência e o sentimento de vítima da outra pessoa, quando, em última análise, seria mais proveitoso se vocês fixassem os limites e cada um se mantivesse por si mesmo. Esta é a condição mais importante para um relacionamento verdadeiramente satisfatório.

RELACIONAMENTOS CURADORES

Existem relacionamentos curadores e destrutivos. Uma característica dos relacionamentos curadores é que os parceiros respeitam um ao outro como ele é, sem que um tente mudar o outro. Eles sentem muito prazer na companhia do outro, mas não se sentem inquietos, desesperados ou sós quando o outro não está por perto. Neste tipo de relacionamento, cada um oferece compreensão, amparo e encorajamento ao seu ente querido, sem tentar resolver os problemas dele. Existe liberdade e paz nesse relacionamento.

É lógico que pode haver desentendimentos, de vez em quando, mas as emoções que eles provocam têm vida curta. Os dois parceiros estão preparados para perdoar. Existe uma conexão entre seus corações e, como resultado disso, eles não tomam as emoções e os erros do outro como algo pessoal. Como isso não atinge uma camada mais profunda de dor, eles não lhe dão tanta importância. Emocionalmente, ambos os parceiros são independentes. Eles não retiram sua força e bem-estar da aprovação ou da presença do seu parceiro. Um não preenche um vazio na vida do outro, mas lhe acrescenta algo novo e vital.

Em um relacionamento curador, os parceiros podem inclusive se conhecer de uma ou mais vidas passadas. Mas, nestes casos, raramente existe uma carga emocional cármica como a descrita acima. Essas duas almas podem ter se conhecido numa vida passada de uma forma essencialmente encorajadora e sustentadora. Como amigos, parceiros ou como pai e filho, eles reconheceram um ao outro como companheiros de alma. Isso cria um laço indissolúvel entre ambos através de várias vidas.

Darei um outro exemplo. Um jovem cresce numa família pobre em algum lugar na Idade Média. Ele é bondoso e sensível por natureza e não se adapta muito bem ao seu ambiente. Sua família é formada por pessoas que trabalham duro, pessoas um tanto rudes, que dão pouca importância à sua natureza sonhadora e nada prática. Quando ele já está crescido, ele entra para um mosteiro. Ele também não é feliz lá, porque a vida é rigidamente regulamentada e não existe calor humano nem companheirismo entre as pessoas que vivem lá.

No entanto, há um homem ali que é um pouco diferente. É um padre, que tem um posto elevado, mas que não tem nenhum ar de autoridade e que está realmente interessado nele. De vez em quando, ele lhe pergunta como as coisas estão indo e lhe dá algumas tarefas agradáveis, como jardinagem. Cada vez que eles olham um para o outro, existe uma sensação de reconhecimento, algum tipo de afinidade entre eles. Há uma conexão silenciosa que vem do coração. Embora eles não se encontrem sempre nem conversem muito, o padre é uma fonte de esperança e encorajamento para o jovem.

Numa encarnação posterior a essa, esse homem é uma mulher. Mais uma vez, ela tem uma natureza bondosa e sonhadora. Ela tem dificuldade para se manter sozinha. Quando se torna adulta, ela se vê atolada num casamento com um homem muito autoritário e dominador.

No começo, ela foi atraída pelo seu notável e poderoso carisma, mas mais tarde ela percebe o quanto o domínio dele a restringe e oprime. Entretanto, ela acha muito difícil libertar-se dele. No seu trabalho, algumas vezes ela menciona essa questão para um colega, um homem um pouco mais velho que ela. Ele a encoraja a se manter por si mesma e permanecer fiel às suas próprias necessidades.

Cada vez que ela conversa com ele, ela sabe intuitivamente que ele está certo. Aí, depois de muito conflito interior, ela acaba se divorciando do marido. Então, o contato com aquele colega muda. Ela sente afeição por ele. Ela descobre que ele é solteiro. Ela se sente tão à vontade com ele, que parece que eles se conhecem há séculos. Eles começam um relacionamento, que é afetuoso, relaxado e encorajador para ambos. A simpatia que fluía entre eles numa vida passada, agora toma a forma de um relacionamento satisfatório como marido e mulher.

Isto é um relacionamento curador. A mulher tomou uma decisão essencial ao abandonar o marido e escolher por si mesma. Com isso, ela afirmou a sua independência emocional. Isto criou a base para um relacionamento equilibrado e amoroso com uma alma afim.

ALMAS GÊMEAS

Neste ponto, Eu gostaria de falar alguma coisa sobre o conceito de almas gêmeas, que provavelmente é familiar para vocês. A ideia de almas gêmeas exerce uma profunda atração sobre vocês. No entanto, ele é potencialmente muito perigoso, porque pode ser interpretado de forma a reforçar a dor do nascimento e a dependência emocional em cada um de vocês, em vez de solucioná-las.

Isto acontece quando vocês concebem o conceito de almas gêmeas de forma que exista uma outra pessoa que se adapte perfeitamente a vocês e que os torne “completos”. Esta ideia concebe a alma gêmea como a sua “outra metade”. Então vocês assumem que a unidade e a segurança, que vocês tanto desejam, serão encontradas em outra pessoa que combina perfeitamente com vocês.

De acordo com esta noção “imatura” de almas gêmeas, as almas são consideradas como duas metades que, juntas, formam uma unidade. Geralmente, as duas metades são respectivamente masculina e feminina. Então, esta ideia sugere, não só que vocês são incompletos em si mesmos, mas que também são essencialmente “masculinos” ou “femininos”. Provavelmente vocês podem perceber que esta noção de almas gêmeas não é saudável nem curadora, do ponto de vista espiritual.

Ela torna vocês dependentes de algo fora de vocês. Ela nega a sua origem divina, que pressupõe que vocês são TUDO, masculino e feminino, e que vocês são inteiros e completos em si mesmos. Ela cria todo tipo de ilusão que os leva para muito longe do Lar. E por “Lar”, Eu quero dizer o seu próprio ser, a divindade do seu Eu. Nenhuma alma é a metade de qualquer outra pessoa.

Almas gêmeas realmente existem, e elas são literalmente o que essa palavra sugere: elas são gêmeas. Elas são almas com a mesma “tonalidade de sentimento” ou vibração, ou – pode-se dizer – com o mesmo momento de nascimento, como é o caso dos gêmeos biológicos.

O momento particular de nascimento, esse momento único no tempo e no espaço, contribui para uma carga única de tonalidade de sentimento dentro das almas que nascem. Elas não dependem uma da outra de nenhum modo. Elas não são nem masculinas nem femininas. Mas elas certamente estão sintonizadas uma com a outra, como espíritos aparentados.

Qual é o motivo para a criação de almas gêmeas? Por que elas existem? Ah… vocês geralmente pensam que a razão de ser de alguma coisa é o processo de aprendizado e seus efeitos. Mas este não é o caso das almas gêmeas. O motivo da existência de almas gêmeas não é aprender alguma coisa. O propósito é simplesmente alegria e criatividade.

As almas gêmeas não têm nenhuma função na dualidade. Vocês encontrarão suas almas gêmeas quando estiverem transcendendo a dualidade, quando se identificarem novamente com o Deus dentro de vocês, que é inteiro e indivisível e que é capaz de tomar qualquer forma ou aparência. As almas gêmeas se reencontram na sua jornada de volta ao Lar.

Vamos voltar um pouco ao começo da jornada. No momento em que vocês abandonam o estado de unidade e se tornam indivíduos, vocês entram na dualidade. De repente passa a existir escuridão e luz, grande e pequeno, doente e saudável, etc… A realidade se dissocia. Vocês não têm mais ponto de referência para o que vocês realmente são.

No começo, vocês se identificavam como “uma parte do todo”. Agora, vocês são uma parte isolada do todo. Mas, sem o seu conhecimento consciente, vocês são acompanhados por alguém que é igual a vocês, que se parece com vocês tão exatamente como nada mais poderia parecer. Vocês ocupavam o “mesmo lugar” no manto da unidade, tão próximos um do outro, que vocês não sabiam que eram dois, até que nasceram.

O que os conecta é algo além da dualidade, algo que antecede a história da dualidade. Isto é difícil de se expressar apropriadamente em palavras, porque desafia a sua definição corrente de identidade, segundo a qual vocês ou são um ou são dois e não podem ser ambos ao mesmo tempo.

Então, vocês dois empreenderam uma viagem, uma longa viagem, através de muitas experiências. Ambos experienciaram os extremos da dualidade, para descobrir gradualmente que a sua essência não se encontra na dualidade, mas fora dela, em algo que é subjacente a ela. Logo que vocês se tornam profundamente conscientes dessa unidade implícita, a sua jornada de volta começa.

Pouco a pouco, vocês se tornam menos ligados a coisas externas, como poder, fama, dinheiro ou prestígio. Cada vez mais, vocês compreendem que a chave não é o que vocês experienciam, mas como o experienciam. Vocês criam sua própria felicidade ou infelicidade através do seu estado de consciência. Vocês descobrem o poder da sua própria consciência.

Depois de passarem por todos os altos e baixos da dualidade, há um momento em que vocês encontram a sua alma gêmea. Na energia e aparência da sua alma gêmea, vocês reconhecem uma parte muito profunda de si mesmos, sua essência além da dualidade e, através desse mesmo reconhecimento, vocês começam a entender melhor a si mesmos e tornam-se conscientes de quem vocês realmente são.

O seu gêmeo é um ponto de referência para vocês, que os leva para fora das crenças limitadoras com as quais vocês foram alimentados e que vocês assumiram nesta vida e em outras vidas passadas. Vocês se libertam ao enxergarem esse reflexo de si mesmos no seu gêmeo. Isto é como um lembrete e não tem nada a ver com dependência emocional.

O encontro entre vocês dois ajuda cada um de vocês a se tornar um indivíduo mais forte e autoconsciente, expressando a sua criatividade e amor na Terra. Esse encontro acelera a sua jornada de volta, já que os ajuda a se elevar a um nível superior de unidade, enquanto conservam e expressam completamente o seu eu, a sua individualidade única.

Em última instância, todos nós somos um. Somos sustentados por uma energia que é universal e está em todos nós. Mas, ao mesmo tempo, existe individualidade em todos nós. A alma gêmea é a ligação entre a individualidade e a unidade. É como um degrau para a unidade. Se vocês se conectam com suas almas gêmeas, consciente e materialmente, vocês provocam a criação de uma coisa nova:- uma terceira energia é gerada a partir da combinação das suas ações.

Essa energia sempre ajuda a ampliar a consciência da unidade, numa escala maior do que se fossem somente as duas. Como as almas gêmeas estão no seu caminho de volta ao Lar, elas sentem-se inspiradas a ancorar as energias de amor e unidade na Terra, e fazem isso de uma forma que está de acordo com seus talentos e habilidades únicas. Deste modo, as almas gêmeas adoram construir degraus entre “ser um” e “ser Um”.

Existe uma ligação profunda entre almas gêmeas, mas isto não altera o fato de que elas são unidades completas em si mesmas. A sua união gera amor e alegria e o seu encontro aumenta a criatividade e a auto-realização. Elas apóiam uma à outra, sem cair na armadilha da dependência emocional ou do hábito. O amor entre almas gêmeas não é para que um complete o outro, mas para criar algo novo: em vez de os dois se tornarem um, os dois devem se tornar três.

CURA DA DOR DO NASCIMENTO CÓSMICO

Em algum momento, vocês encontrarão a sua alma gêmea. Por favor, permitam que este conhecimento seja o suficiente para vocês. Tentem não se envolver com esperanças e expectativas que poderiam tirá-los do aqui e agora. O que importa, neste preciso momento, é que vocês compreendam completamente que o amor e a segurança, que vocês tanto desejam, está presente dentro de si mesmos. A chave é compreender que esta absoluta auto-aceitação nunca lhes poderá ser dada por mais ninguém, nem mesmo por sua alma gêmea.

Não apenas nos relacionamentos amorosos, mas também nos relacionamentos entre pais e filhos, existe a tentação de encontrar a unidade absoluta ou a segurança um no outro. Pensem num pai que secretamente deseja que seu filho realize todos os sonhos que ele mesmo não conseguiu concretizar; ou num filho que, já adulto, ainda se prende aos seus pais e os considera como seu porto absolutamente seguro.

É importante que vocês se conscientizem das dinâmicas e motivos por trás dos seus relacionamentos, e curá-los à luz da sua consciência. As suas saudades cósmicas não serão curadas por um relacionamento nem em um relacionamento. Isto será feito apenas por vocês mesmos, através da completa conscientização de quem vocês são, através da percepção da sua própria luz, beleza e divindade. Este é o destino da sua jornada.

Inclusive, vocês não retornarão ao estado de unidade do qual vocês vieram. O “manto de amor” do qual vocês nasceram constituiu o seu estágio embrionário. Agora, vocês estão se tornando deuses amadurecidos. Vocês criarão campos de absoluta segurança e amor a partir dos seus próprios corações e permitirão que outros participem disto, sem nenhuma condição. Esta é a essência de Deus: amor incondicional que irradia, cria e cuida sem nenhuma programação, nem nenhum cálculo.

Agora Eu gostaria de pedir a cada um de vocês que fique em silêncio por alguns instantes e sinta verdadeiramente o seu Eu, o seu ser único em você mesmo. Se estiver rodeado de pessoas, então sinta mais intensamente o seu “Eu”. Incondicionalmente, você é essa parte de Deus. Não é algo que possa ser tirado de você, mas uma presença inegável que É.

E agora sinta como o fato inegável da presença do seu Eu pode ser uma fonte de alegria e força para você. Diga sim para o milagre do seu próprio ser e abrace-o. “Sim, Eu sou Eu. Eu sou separado e único, meu próprio ser. Eu posso me conectar profundamente com outros, mas também me conservar sempre um ‘Eu’.”

Você pode pensar que há solidão e desolação, por trás deste fato, mas por favor vá além destes pensamentos e sinta o poder e vitalidade dentro de você. Se você realmente disser “sim” para a sua individualidade, você experimentará confiança e fé em si mesmo. Com base nisto, você criará relacionamentos amorosos, e a solidão e a desolação se dissolverão.

Quando sentimentos de solidão e desolação tomarem conta de você, pegue a sua criança interior no colo. Observe a dor dessa criança. Ela anseia pela total segurança que ela conheceu um dia, como um embrião. Ela quer ver essa segurança refletida no rosto do seu parceiro, no rosto do seu filho, no rosto da sua mãe ou do seu pai, no rosto do seu terapeuta…

Então, mostre a essa criança o seu rosto. Para essa criança, você tem o rosto de um anjo. Você tem o poder de curar essa criança da forma mais absoluta que você pode sonhar. Nem Eu, nem nenhum “mestre” é capaz de fazer isto por você. Nós só podemos lhe mostrar a direção. Você mesmo é o seu próprio salvador.

Finalmente, Eu gostaria de convidar todos vocês a sentir a união de todos nós juntos, por uns instantes. Mesmo se vocês não estiverem presentes, se estiverem lendo este material, sintam a nossa conexão. Não focalizem o Eu agora, mas a nossa união, de uma forma bem livre e tranquila.

Sintam a energia, sintam aquilo que nos une. É um anseio pelo estado de totalidade. Agora, imaginem que nós estamos rodeados pela energia mais poderosa que existe, a energia dos seus seres despertos, a energia do anjo dentro de vocês. Vamos inspirar esta energia e vamos nos dar uns minutos para senti-la profundamente dentro de nós.

Obrigado pela sua presença.

© Pamela Kribbe 2006
Fonte: http://www.jeshua.net/por/
Tradução: Vera Corrêa – veracorrea46@gmail.com
Revisão: Luiz Corrêa

SÍMBOLO GEOMÉTRICO DAS CHAMAS GÊMEAS

 

chamas gêmeas

 

ORAÇÃO DAS CHAMAS GÊMEAS
Em nome do Cristo, Invoco a abençoada Presença EU SOU de nossas chamas-gêmeas, para que sele nossos corações num só, para a vitória de nossa missão em prol da humanidade.

Apelo aos Elohim Órion e Angélica, Mestres Rowena e Paulo Veneziano, aos Arcanjos Samuel e Carité, Magnus e Polaris e todos os Anjos e Seres de Luz da Chama Rosa do Amor.

Peço para que minha chama-gêmea e eu nos reconheçamos instantaneamente pelo olhar, pelo toque e pelas mãos, na certeza de que reencontramos nosso complemento Divino – a outra metade do nosso ser. E que deste momento em diante, nós dois possamos assumir plenamente e imediatamente o nosso Amor e União, mm todas as linhas de tempo, espaço e matéria, e em todas as dimensões.

Peço que a fusão harmoniosa de nossos corpos, almas e espíritos seja imediata e plena.

Que deste momento em diante sejamos capazes de expressar completamente um pelo outro:

Nosso amor eterno e sempre crescente, nossa admiração eterna e sempre crescente, nossa fidelidade eterna e sempre crescente, nosso respeito eterno e sempre crescente, e nossa lealdade eterna e sempre crescente, um pelo outro e pelo nosso propósito em comum.

Invoco a Luz do Espírito Santo para que transmute: todo karma, todo ego, todo ressentimento e todas as doenças físicas, emocionais, psíquicas e espirituais, conhecidas ou desconhecidas, em todas as linhas de tempo e espaço, passado, presente e futuro, também como suas causas e consequencias.

Dissolvam todas as energias em desequilibrio, nossas e de outras pessoas, que possam limitar a manifestação total da nossa identidade Divina, nossa união e a realização do nosso Divino Propósito.

Peço para que transmutem no fogo violeta todo karma que nos separa, em todas as linhas de tempo, espaço e matéria, suas causas, consequências e memórias, no passado, presente e futuro.

Invoco a Presença do meu bem-amado Arcanjo Miguel e todas as Suas Legiões de Anjos Azuis para que cortem todo o mal e todas as causas de discórdia e sofrimento, e para que atuem pela nossa proteção pessoal, proteção do nosso amor, da nossa união e Propósito.

Pedimos para que nos eleve à mais alta vibração de Amor, que atuem no aumento exponencial do nosso coeficiente de Luz e nos conduzam à nossa ascensão em união ainda na Terra.

Que nossa vibração acalme, cure e ilumine os que estão na nossa faixa de irradiação de Amor.

Sei que somos merecedores deste momento mágico, Pai Amado! Minha chama-gêmea e eu agradecemos a Sua Infinita Bondade e pedimos a Vossa Bênção a nossa união e serviço. Assim seja.

EU SOU UM SER DE FOGO VIOLETA,
EU SOU TODA PUREZA QUE DEUS DESEJA (3x)

Canalizada por Livia Maris Jepsen (Angel Therapy® at www.mycrystalangel.com)

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/04/gabriel-rl-palestra-almas-gemeas-apenas.html

A Ordem das Coisas

A ORDEM DAS COISAS
ASHTAR
Através de Gabriel RL
18.03.2018

Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos. 

LINK YOUTUBE

Saudações, Família!

É bom estar aqui mais uma vez. O ano tem se desenrolado como um pergaminho e trazendo sempre as melhores experiências para que vocês consigam alcançar tudo que almejaram.

É grande o que almejaram, é inspirador, é renovador. Fizeram uma promessa a si mesmos dizendo: “Eu vou, farei e transformarei”, e é isso que vocês têm feito. É isso que, ainda que, às vezes, com sofrimento, vocês têm feito, porque vocês são vocês! Como sempre digo.

O sofrimento não deveria estar aqui. Vocês já possuem as ferramentas necessárias para que possam transcendê-lo, de maneira que ele não venha mais atrasar e/ou diminuir a intensidade da sua Luz, à medida que vocês caminham neste planeta, levando a mensagem que os Céus solicitaram.

Mas, às vezes, a tentativa de mudar a ORDEM DAS COISAS tende a trazer sofrimento, porque tudo que é contra um fluxo natural, uma ordem pré-estabelecida tende a trazer sofrimento.

Vocês planejaram muito bem suas encarnações de tal forma que não houvesse falhas, que não houvesse atraso no desenvolvimento daquilo que planejaram. E aqui está o ponto interessante desta minha mensagem de hoje: A ORDEM DAS COISAS.

Vocês nos pediram que os orientássemos, os guiássemos até o reconhecer da própria Luz inata em vocês, de maneira a serem seus próprios guias e mentores. Pediram para que não os deixássemos cair, independente das circunstâncias.

Vocês queriam seguir o que precisavam seguir. Vocês quiseram um Plano antes de encarnar. Tiveram o Plano. Queriam apoio para a Consciência desse Plano, tiveram (e têm), e pediram ajuda no seu Desenvolvimento – de novo, vocês o têm.

E estes são os três pontos que irei tratar, basicamente, neste momento: o Plano, a Consciência do Plano e o Desenvolvimento do Plano.

Primeiro ponto:

Neste primeiro ponto, vocês elaboram um Plano para o seu desenvolvimento. Vocês articulam junto aos seus mentores, amigos e todos nós a melhor maneira de seguir para que consigam os avanços e impulsos importantes que desejam.

Esses impulsos não só os ajudarão pessoalmente, mas desencadearão uma série de mudanças em volta de vocês, pois as suas vibrações seguindo o Plano traçado moverão muitas coisas, desde a elevação da consciência de pessoas próximas como a aceleração dos Eventos, também planejados pelos Céus para a expansão Celeste.

A elaboração desses Planos acontece aqui, a bordo das nossas naves. Vocês sabem que, muitas vezes, terão alguns problemas para bem desempenhar os Planos quando chegarem a uma maior densidade. Vocês estão conscientes disso, mas sabem também da sua capacidade e ímpeto para seguir em frente, sem recuar ou esmorecer.

Esse é você, o Guerreiro da Luz que, com determinação, tem atuado nesse Sistema Solar, e extensivamente à galáxia, por éons de tempo.

Vocês recebem protocolos que precisam ser seguidos, uma ordem determinada de coisas que precisam ser desempenhadas em momentos apropriados, que chegarão aos seus olhos através de uma série de sincronicidades claras que os arrastarão, de uma forma ou de outra, para a execução do planejado.

Segundo ponto: 

Quando vocês encarnaram, obviamente perderam toda a consciência desse Plano, esquecendo-se dele. Podem até ter alguns vislumbres, mas, certamente, não lembram completamente o que fora planejado.

Chegam as sincronicidades e os insights que começam a lhes dar sinais para os seus despertares. Vêm avisos de todos os lados, desde sonhos a amigos com NOVAS IDEIAS. Sites saltam à sua frente contendo informações “interessantes” que lhes chamam a atenção. O velho não mais os atraem – irrita-os, às vezes, até.

Vocês sabem que têm algo a mais, sabem que há algo grande, alguma coisa no seu interior os chama para um maior mergulho dentro de si mesmos. Vocês começam a observar tudo em volta, as pessoas, a vida como um todo e sentem, sabem que há algo em tudo isso, muito além de apenas uma “vida cotidiana normal”. E a “ficha começa a cair.”

Vocês tomam Consciência do Plano. Ainda que não completamente, vocês sentem. Não conseguem ainda linearizar, mas sentem e sabem. As orientações são muito claras. O Plano é trazer Luz para o Planeta. É ajudar as outras pessoas a despertarem também para o ALGO ALÉM do “normal”.

O Plano é SEREM, NO PLANETA, A LUZ QUE SÃO.
E vocês têm consciência disso agora. 

Terceiro ponto: 

É o Desenvolvimento do Plano. Vocês iniciam suas jornadas para desenvolverem os Planos traçados. Uma série de inspirações são cognizadas. Vocês assimilam muitas informações entregues pelos seus mentores, pelos Eus Superiores e por uma infinidade de seres apoiando-os a cada passo, e começam a praticar.

Iniciam seguindo os protocolos sabendo da seriedade deles e da necessidade de colocá-los em prática, ainda que o velho mundo tente, continuamente, arrastá-los para o “de sempre”. Protocolos precisam ser seguidos, e vocês farão isso, custe o que custar. Vocês estão irredutíveis em ceder ao velho, porque vocês sabem do Plano, têm consciência dele e da necessidade do seu desenvolvimento.

É tudo tão claro dentro de vocês! Mesmo nessa fase, talvez não consigam ainda ter tudo linearizado, mas, internamente, são completamente conscientes do que têm que fazer, como fazer, com quem fazer, aonde ir e como ir. É tão claro quanto uma manhã radiante de céu azul! Não restam dúvidas sobre tudo que vocês têm que fazer. Tudo tão óbvio… Pelo menos é para ser.

A questão, meus queridos, é quando vocês têm a consciência de tudo isso, quando vocês já passaram pelas três fases que citei e ainda assim são resistentes. Resistentes a aquilo que vocês representam, a aquilo que são nesse Planeta.

Às vezes, devido às escolhas mais pessoais, vocês querem mudar a ordem das coisas, dos acontecimentos. Às vezes, querem a “nossa mão” naquilo que não é muito “lícito”.

Quantas vezes ouvimos alguns de vocês pedindo ajuda para não ter que passar por certa situação, ou para impedir que algo chegasse até vocês, ou ainda, atrasar algo quando, na ORDEM DAS COISAS, precisam passar por aquelas experiências para que consigam assimilar e crescer, expandindo sua Luz através das experiências que vocês mesmos planejaram.

Eu, seu irmão de sempre, sei das dificuldades de estar em um mundo em profunda transformação, onde as ondas “velhas”, constantemente, tentam arrastá-los. Eu sei, mas como sempre digo, vocês são vocês!

E, sendo quem são, há realmente algo que possa barrá-los de seguirem os Planos que não trarão outra coisa, senão a sua própria expansão? Oh! Não acredito que haja algo capaz disso! Pelo menos, não externamente! A única coisa capaz de impedir de se expandirem é… adivinhem?! São vocês mesmos! Com suas auto-sabotagens.

Muitas vezes, eu ouço de alguns de vocês frases como “eu não sou bom o bastante”, “isso não é para mim”, “ainda não estou pronto para isso agora; preciso de tempo”… Oh, é mesmo?

Não, querido Trabalhador e Guerreiro da Luz, você não “precisa mais de tempo”. Você já teve todo tempo que poderia ter! Essa é a sua hora, a hora do seu expandir, e todos saibam de uma coisa, meus queridos: não mediremos esforços para fazer cumprir um protocolo “assinado” por vocês mesmos: “Que se faça! Aconteça o que acontecer, faça-se!” Oh… E nós faremos!

Quanto mais vocês resistem em ser quem são, aos sinais que lhes são enviados, às “trombetas” que, constantemente, soam aos seus ouvidos para os seus despertares e para a necessidade de seguirem uma ordem de acontecimentos naturais em suas vidas, mais sofrimento, mais angústia, mais desespero.

Meus queridos, não implorem para que as coisas aconteçam do jeito que desejam que aconteçam! Não estamos aqui para garantir que os seus egos estejam satisfeitos; estamos aqui para garantir que vocês saibam que um Plano foi traçado, e que vocês são parte deste Plano na Terra e, em consequência, uma expansão ocorrerá e uma consciência de Unidade se estabelecerá.

Não temam as armas nucleares, pois, às vezes, esses medos são entraves nas mentes de alguns. Às vezes, vocês usam esses medos como um apoio a não seguirem o fluxo natural das coisas, como por exemplo: “Oh, não poderei meditar hoje, pois preciso ver o telejornal. Fiquei sabendo que o país ‘A’ pode enviar um míssil contra o país ‘B’”.

“Oh, Ashtar, então meditar é um fluxo natural?” Oh, sim, é! Estar em contato com você mesmo é um fluxo natural. É aí que assimilarão mais informações e terão acesso a mais protocolos e suas sequências de execuções. As ideias e ordens ficarão tão claras como um dia de Céu Azul e, às vezes, vocês se recusam a ir para esse santuário interno, simplesmente por saberem que encontrarão lá uma responsabilidade que acreditam que não podem assumir agora.

Oh, novamente lhes digo: PODEM, SIM, VOCÊS SÃO VOCÊS.

Meus queridos, A ORDEM DAS COISAS é que vocês “Saibam do Plano”, tenham “Consciência Profunda” dele e partam para o seu “Desenvolvimento” e, nada, nenhuma fagulha da velha energia os impedirá de seguirem essa ordem. Existem grupos de almas que dependem dos seus despertares. Sim, eu sei que essas informações para alguns podem ser demasiadas, ao ponto de acharem que, realmente, não estão prontos para isso.

Mas, novamente, deixem-me dizer: todo que lê essa mensagem é um daqueles que, diretamente, implorou para que fossem despertados, chacoalhados, bombardeados de informações e sincronicidades que os fizessem reconhecer sua importância aí neste planeta. Pediram para que, de nenhuma maneira, deixássemos que vocês se desviassem do Plano e sua ordem de execução. E aqui estamos.

Há almas e mais almas pertencentes aos seus agrupamentos monádicos, almas que vieram à Terra há muitos milhares de anos junto a vocês, e acabaram se perdendo nas suas próprias angústias e temores. E aí estão vocês, prontos para serem os faróis que lhes apontará, novamente, o caminho.

Saibam, queridos, vocês, obviamente não são responsáveis por elas nem por onde elas estão, mas são RESPONSÁVEIS POR FAZEREM BRILHAR SUA PRÓPRIA LUZ, isso são! E através desta, estas outras almas serão ajudadas. Veem a sua responsabilidade? Tenham em mente: vocês são um Sol iluminando o Dia das almas que saem da noite. 

Queridos, parem de protelar, parem de negar, parem de se esconder de si mesmos, parem de se esconder do mundo, parem de negar quem são. Vocês foram para Brilhar como um Sol e, ainda que haja tempestades, ainda que haja a noite, o Sol sempre Brilha não importando o que aconteça. Ele sempre Brilha! Façam Brilhar essa Luz onde forem. Ciclos novos iniciam, velhos ciclos findam!

Assumam suas posições. Assumam suas Verdades. Sigam A ORDEM DAS COISAS. Uma das maiores provas que podem ter de um seguir fluxo é um seguir da sua Verdade interna, que nunca, em hipótese alguma, estará atrelada a verdade exterior, que está conectada aos velhos padrões. A sua Verdade Interna está intrinsecamente conectada À ORDEM DAS COISAS.

E assim é.
Bênçãos!

Seu irmão,

Ashtar.

Gabriel: Muito grato, amado Ashtar.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
http://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/03/ashtar-ordem-das-coisas-18032018.html