Atributos da realização

ATRIBUTOS DA REALIZAÇÃO
Por Geoffrey Hoppe

Outro dia, a Jean Tinder, Gerente de Conteúdo do Círculo Carmesim, me enviou um e-mail com uma descrição preliminar da palavra “Realização” para o nosso glossário online.

Temos muitas palavras que precisam de definição e/ou clareza, incluindo palavras criadas pelo Adamus, como kaikho, makyo, nhahyu e shasat, mas também palavras regulares como transhumanismo, Padrão e Ser de Alma, que assumem um significado diferente quando usadas na língua dos Shaumbra.

A descrição que a Jean me enviou era boa, mas de alguma forma não estava certa. Como você define “Realização”? Eu disse a ela que iria editar a definição e enviá-la de volta para o glossário. Está me perturbando desde então.

O que diabos é Realização? Ela está girando e girando na minha cabeça desde então. Ainda não enviei à Jean uma definição revisada para Realização, mas tive tempo de sobra para pensar sobre os atributos. Espero que ela não se importe em esperar enquanto compartilho minhas ideias com vocês.

HUMOR

Não há duas maneiras: você precisa se permitir ter um senso de humor nesta jornada.

Ser sério é ser esmagado pelo peso de suas antigas estórias humanas. Sem humor, você será apenas mais um guerreiro ferido no acostamento da estrada para a Realização.

Ela começa com a capacidade de rir de si mesmo e depois com Adamus e os outros fantasmas e depois com o mundo. Lembre-se, nada disso é real, então por que não rir disso?

O riso é o pum da alma, liberando o gás fedorento da experiência humana.

O oposto do riso é monotonia. Chato. Sem vida. Cinzento. Maçante. Analítico. Sóbria. Sério.

Humor e risos tiram você da sua mente e o leva para a mente do seu Mestre, que, a propósito, tem um ótimo senso de humor, mesmo que você não o tenha. É a voz que tem lhe dito há anos para se acalmar, correr alguns riscos e assistir a uma boa comédia romântica.

Por que as pessoas espirituais geralmente são retratadas como sombrias?

Faça uma pesquisa no Google sobre Pessoas Espirituais. Elas estão ajoelhadas ou fazendo ioga ou agitando os braços para a lua cheia. Essas não são o tipo de pessoas com quem eu gostaria de me divertir.

JP Sears é uma exceção à regra espiritualmente séria com seus vídeos e livros “Como Ser Ultra Espiritual”. Ele ri dos velhos estereótipos de ser espiritualmente correto… e constipado.

Como Adamus sugere, pegue qualquer fase difícil em sua vida e transforme-a em uma estória de comédia. Mesmo que seja comédia negra, ela muda a percepção e, portanto, a energia.

Lembre-se, os anjos podem voar porque eles se levam levemente.

IRREVERENTE

Há uma tendência de se tornar muito reverente nessa jornada. Mas nada é tão sagrado que você deva adorá-lo, a não ser um assento de primeira classe em um longo voo.

O Mestre não quer que o humano o reverencie, mas que apenas permita sua sabedoria. O Eu Sou não precisa da adoração ou de qualquer outra coisa. Não se importa se você o abençoe ou amaldiçoe porque o Eu Sou é pura consciência.

Eu me lembro da primeira vez que fomos ao Havaí. Foi em 2004. Fomos convidados para falar e canalizar em uma conferência na ilha de Kauai. A sala estava cheia, com mais de 200 pessoas, e na frente havia um enorme altar, com mais de 2,5 metros de altura e cerca de 6 metros de comprimento.

Estava coberto de lindas flores, cristais e estátuas de Buda, Jesus, Kuan Yin, Mãe Maria e de qualquer outro ícone espiritual que você pudesse imaginar. Havia vários grandes Kahuna’s na sala junto com 2 ou 3 Avós. Eles estavam sentados em uma área reservada especial com grandes poltronas e um jardim de flores. Se você passasse pelo altar ou pela área VIP, deveria parar e se curvar.

Um dos apresentadores fez uma longa cerimônia para adorar Kuan Yin, que incluiu ainda mais reverência, com alguns cantos e ohms misturados. Linda e eu éramos novatos em tudo isso, então foi uma experiência e tanto. Com toda a cerimônia sagrada parecia que estávamos na igreja católica na noite temática do Havaí.

Mas o que isso tudo tem a ver com a Realização?

Eu saí da conferência me perguntando o que eles realmente estavam buscando. Tudo parecia uma grande distração.

A realização é uma experiência muito profunda e extremamente pessoal.

Não se trata de ver anjos, meditar por dias a fio ou adorar qualquer coisa fora de você. Incluindo Adamus. Ele não precisa e nem quer. Na verdade, ele vai sair do seu caminho para te chatear se você colocá-lo em um pedestal.

E, como um Mestre, faça tudo o que puder para impedir que as pessoas o adorem.

Infelizmente, a maioria prefere adorar algo fora de si do que adorar o que está dentro.

Fume, beba e amaldiçoe como um marinheiro, se isso for necessário para afastá-los.

NO AGORA

Já se foram os dias em que você poderia planejar o que vem a seguir em sua vida. Esqueça isso. Mesmo se você tentar, não acontecerá.

Tenho que admitir que ainda me divirto com o planejamento de vida, mas agora adoto humor suficiente para saber que meus planos não são melhores que as folhas em um vendaval.

Na realidade linear, baseada na mente, fizemos muitos planos na tentativa de controlar nossas vidas humanas ou talvez alcançar o próximo nível de sucesso.

Agora que a energia é nossa amiga, a vida acontece muito no agora.

A energia e potenciais vêm exatamente no momento certo, nunca muito ou pouco, muito cedo ou tarde demais. É angustiante no começo porque não parece que há um plano ou direção.

O ser humano entra em pânico porque sempre quer manter o dedo no passado e no futuro, mas depois de algumas dúzias de experiências no agora você se acostuma e deixa de se preocupar.

Então você percebe que o resultado é muito melhor do que qualquer coisa que você poderia ter planejado, porque é uma colaboração entre Mestre e humano.

ADAPTABILIDADE

Entrar em Realização requer uma tremenda flexibilidade em todas as partes de nossas vidas. Tudo muda, dos nossos sonhos, padrões alimentares e níveis de energia até dormir, pessoas e empregos.

Até mesmo preferências em música, figurinos, filmes, cores, texturas e mudanças de temperatura. Eu percebi que meus padrões de direção mudaram no ano passado. Eu costumava gostar de dirigir, mas muitas vezes agora eu acho brutalmente chato e ineficiente, como o resto do planeta.

Pense por um momento sobre todas as coisas que você costumava gostar ou gostava de fazer e depois sinta o que você gosta agora. A lista provavelmente será mais curta e mais simples. E quando você se acostumar com suas novas preferências, elas provavelmente mudarão de novo. Acostume-se com isso.

INTOLERÂNCIA

Muitas sobrancelhas Shaumbra levantaram quando Adamus declarou: “O Mestre é um filho da puta intolerante.”

A maioria de nós pensava que o Mestre estava relaxado, imperturbável e tão passivo quanto uma torrada. Então percebemos que a tolerância era apenas mais uma palavra para deixar as pessoas andassem sobre nós. A tolerância era uma forma de dar tudo a todos, sem que nada sobrasse para nós.

Eu aprendi que a intolerância significa dizer “não mais” quando as pessoas e a vida tentam me distrair do meu chamado interior. Eu também aprendi que a intolerância é mais aplicável a mim do que ao mundo exterior. Eu uso isso diariamente para traçar a linha quando os aspectos antigos vêm assediar, ou quando minha mente tenta fazer a “coisa certa” ao invés da coisa do Mestre.

Eu me tornei intolerante com meus próprios gemidos, meus medos, minhas enormes e abundantes distrações e minha obsessiva necessidade de lógica. Eu ainda estou trabalhando para dizer “não mais” à minha necessidade de trabalhar duro, mas então me pergunto se eu seria um Mestre preguiçoso?

A princípio, parece desconfortável ser intolerante. Afinal de contas, a maioria de nós tem sido treinada durante por muitas vidas para ser “gente boa”.

A intolerância parece tão grosseira. Tente usar alguma intolerância eloquente da próxima vez que alguém apertar seus botões. A intolerância não precisa ser dura. Você pode fazê-lo com a sutileza de um Mestre, para onde as pessoas realmente sorrirão e acenarão com a cabeça quando você desenha firmemente a linha na areia.

Eles realmente respeitarão você e a si mesmos mais quando você deixar o “Não” de dentro se apresentar, em vez do velho comprometimento do “talvez” ou “deixe-me pensar sobre isso”. O não, não é uma palavra ruim. Na verdade, é muito mais claro do que muitos dos nossos “sims”.

DEFINIÇÃO DE REALIZAÇÃO

Nada neste artigo me ajudou a escrever uma breve descrição da palavra Realização, mas me deu a oportunidade de explorar alguns dos atributos não tão óbvios da Realização.

Desculpe Jean. Do Mestre em mim para o Mestre em você, você o terá no momento certo. Não muito cedo, nem tarde demais. Sorria!

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/shaunews.htm
Tradução: Léa Amaral – email: lea_mga2007@yahoo.com.br

Anúncios

Da consciência de massa à suite master do Mestre

DA CONSCIÊNCIA DE MASSA
Á SUITE MASTER DO MESTRE
Por Geoffrey Hoppe

Eles nos disseram muitas vezes: você já está iluminado. Agora você está apenas passando pela experiência de chegar lá.

Tobias disse isso lá na Série Ascensão, em 2001.

Eu me lembro de ficar pensando e me preocupando, quando ele me disse que a nova série que segue a Série do Criador seria chamada de Série da Ascensão. Nós realmente vamos ascender?

Tobias esclareceu para mim: você já ascendeu e agora está apenas passando pelo processo de chegar lá. Eu não entendi isso na época. Eu ainda queria saber quando e como ascenderíamos.

Kuthumi disse em 2007. Ele era um convidado em um dos Shouds mensais de Tobias, quando ainda estávamos no centro comunitário de Coal Creek Canyon. Durante a sessão de perguntas e respostas, alguém perguntou a ele quanto tempo mais demoraria antes de se tornarem iluminados.

Sua resposta: “Você já está iluminado! Então, agora você pode relaxar, se divertir e aproveitar a experiência humana de chegar lá!”

Ele acrescentou que esse conhecimento iria eliminar toneladas de ansiedade porque muitas vezes nos perguntamos se estamos fazendo certo e o que vai atrapalhar.

Adamus nos adverte para relaxar em nossa Realização. Já aconteceu, observa ele, e agora você pode escolher como chegar lá. Ele diz que é um processo natural, então não há necessidade de trabalhar nele.

De fato, trabalhar em nossa Realização só aumentará o nível de makyo*. E se isso não for suficiente, ele assinala que a Realização não é responsabilidade do ser humano, nem poderia fazê-lo se tentasse. Trata-se de permitir o Mestre em nossas vidas humanas.

(*) Nota Stela: Makyo – Significa algo falso, ilusório, que distrai, resistência. É o oposto de Ahmyo. Representa toda a distração espiritual ou “besteirada” espiritual, que acontece com todo mundo que está no caminho espiritual, incluindo Buda, incluindo alguns grandes líderes espirituais de todos os tempos, incluindo cada Mestre Ascenso. As ferramentas como Astrologia, Cristais, Insensos, quando usadas de forma dogmática, organizacional e estrutural, são na verdade, grandes Makyos.

Apesar de toda essa sabedoria dos Mestres Ascensos, acho que a maioria de nós ainda está certa de que vamos descobrir uma maneira de estragar tudo. Alguns dias, tenho certeza de que sou um mestre em estragar as coisas.

Adamus diz que não podemos fazer a coisa errada mesmo se tentássemos e nos convida a experimentar apenas para ver. Parece legal, mas, como muitos de vocês, não tenho certeza se quero ter uma chance de as coisas ficarem muito ruins. Talvez os outros não estraguem tudo, mas estou inclinado a pensar que eu o faria.

Há uma implicação mais profunda para tudo isso, algo que Adamus está começando a mencionar no Keahak e nas Aulas da Nuven.

Nós estamos presos na gravidade do Tempo desde que podemos nos lembrar. À medida que permitimos que o Mestre entre, uma das primeiras coisas que notamos é que integramos um grau de atemporalidade em nossas vidas diárias. Nós ainda operamos dentro do tempo linear e saímos do tempo. Nós nos tornamos bi-temporal. (Eu inventei essa palavra.)

Recentemente eu me dei conta de um dos efeitos colaterais deste fenômeno e tenho notado isso com outros Shaumbra também. Isso relaciona-se às nossas criações, às nossas vidas humanas e à nossa incerteza sobre o futuro. É algo assim:

O resultado de nossas criações já está feito, mas às vezes passamos pela consciência de massa para chegar lá.

Em outras palavras, tudo que você precisa e deseja em sua vida diária está aí, mas a consciência de massa causa colisões e atrasos antes que você perceba.

Linda e eu tivemos uma ótima experiência com isso recentemente. Estivemos na Toscana por 12 dias fazendo o workshop do Guia do Mestre. O clima estava perfeito o tempo todo, o workshop foi um dos melhores de todos os tempos, as canalizações e a música estavam sublimes e nada supera a época da colheita de uvas na Toscana.

Vivemos nessa bolha por 12 dias e finalmente tivemos um dia que viajar para Bled, na Eslovênia. De volta à consciência de massa, quase tivemos dois acidentes de carro no caminho para Florença. Sentei-me em um chumaço de chiclete mastigado no vôo de Florença para Munique, que grudou por toda a parte de trás das minhas calças e no banco de couro da companhia aérea.

Uma vez em Munique, nos falaram que estávamos em stand-by para o próximo vôo, embora nós tivéssemos feito as reservas há 8 meses. Conseguimos ir naquele vôo, mas uma vez em Liubliana estava escuro, frio e chuvoso. Chegamos ao hotel às 22: 30h e descobrimos que não tínhamos um quarto naquela noite.

Depois de conseguir outro hotel, nós finalmente fomos para a cama à meia-noite sem o jantar. No meio da noite, eu esmaguei meu dedo na divisão de metal entre o banheiro e o quarto de dormir, basicamente arrancando minha unha do pé. O sangue estava em toda parte aqui em Bled! (N.T.: Ele fez jogo de palavras, porque bled, em inglês, é o passado do verbo bleed, que significa sangrar.)

No dia seguinte, voltamos ao nosso hotel original. O quarto era bom, com uma excelente vista para o lago. Mas enquanto se vestia para o jantar, a Linda notou um vazamento de água no teto acima do vaso sanitário. Tinha destruído uma grande área do teto e a água gotejava de forma constante. Ela desceu para a recepção para relatar sobre o problema e nos disseram que poderíamos mudar de quarto no dia seguinte.

O pensamento de refazer, transportar e desfazer 5 malas não me atraiu. Na verdade, isso me deixou muito mal-humorado. Sendo a viajante esperta que é, Linda pegou uma chave para o novo quarto e o verificou antes de começarmos a mudar tudo no dia seguinte. Depois de inspecionar o novo quarto, ela me disse para fazer as malas e parar de choramingar. Ela me garantiu que eu gostaria do novo quarto.

Passando pela porta, percebi que não era apenas um quarto especial, era a Suíte Presidencial.

Uma enorme área de dormir. Uma sala de jantar. Uma sala de estar. Um closet. Dois banheiros. E duas enormes varandas com incríveis vistas para o lago.

Ah! Eu respirei fundo e permiti minha criação.

Aqui está o ponto e o que eu vejo acontecendo para todos nós nos próximos dias: A Suíte Presidencial já estava lá, esperando por nós. É só que isso levou alguns desconfortos e solavancos enquanto avançava pela consciência de massa para chegar lá.

A consciência de massa é uma gravidade pesada misturada com alcatrão espesso. Ela está acostumada com seus velhos hábitos e não gosta quando as energias saltam para fora de suas garras.

A consciência de massa está ancorada no TimeSpace e exige conformidade com seus modos antigos, sofridos, de “apenas o suficiente”.

Mas, como criadores, Linda e eu já tínhamos criado o quarto de hotel perfeito. Sabíamos que estaríamos super ocupados nos próximos 5 dias com o evento Magic of the Masters (A Magia dos Mestres), para 500 pessoas, e precisávamos de um local espaçoso para descansar e ficar quietos.

Não é como se disséssemos: “Precisamos da Suíte Presidencial”, mas mais como uma escolha interna para um bom espaço, a fim de manter nossas energias equilibradas. Nós não tentamos criar a Suíte Presidencial com mantras ou afirmações, mas criamos um espaço que nos serviu como Mestres e, em seguida, terminou com, bem, o melhor quarto do hotel!

O que você merece como Mestre já está aí – abundância, saúde, pessoas, recursos, tempo, energia, tudo! – e por que não? Afinal, a energia é abundante e pronta para atendê-lo.

Às vezes é preciso uma desconfortável série de percalços através da consciência de massa para conseguir o que você precisa, mas você pode respirar fundo e saber que tudo funciona.

Sim, às vezes é uma verdadeira dor no traseiro, como a nossa experiência de ir da Toscana ao Lago Bled, mas no final Linda e eu nos encontramos em uma bela suíte, pagando apenas o preço de um quarto normal.

Ainda estamos lidando com antigos padrões de energia e ainda estamos vivendo em consciência de massa, então ainda estamos sujeitos a um grau de solavancos e contusões. Vamos além, conforme permitimos, e percebemos que podemos coexistir em várias realidades simultaneamente. Podemos estar em consciência de massa e fora dela. Podemos estar no TimeSpace (tempo/espaço) e fora dele.

Adamus, Kuthumi, Blavatsky e os outros membros do Clube dos Mestres Ascensos estão observando com fascínio e admiração enquanto nós, os Pioneiros da Consciência, permitimos uma maneira totalmente nova de viver.

Eles percebem que enfrentamos muitos desafios em nossas vidas cotidianas de consciência de massa. Eles sabem que ainda estamos desconfiados sobre o que acontece na próxima esquina e o que o futuro nos reserva.

Nós ainda tememos que o nosso Eu humano possa estragar tudo, apesar da presença do Mestre. Mas então, eles abrem uma garrafa de champanhe vintage e brindam nossas novas vidas porque já a vêem. Eles mal podem esperar até vermos também.

Nosso futuro não é aleatório ou arbitrário. Ele contém tudo o que desejamos e merecemos como Mestres encarnados vivendo na realidade humana. E além.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Tradução: Léa Amaral – email: lea_mga2007@yahoo.com.br
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/shaunews.htm

Vendo a grama crescer

VENDO A GRAMA CRESCER
Por Geoffrey Hoppe
(canalizador de Adamus)
Novembro 2018

O verão acabou oficialmente. É o primeiro dia de outono aqui na Toscana, embora o clima ainda pareça verão, com temperaturas acima de 80º F (por volta de 30 ° C).

Eu adoro o verão, especialmente no Colorado.

Onde moramos a 8000 pés (2500 m) de altitude, nunca fica muito quente e o céu quase sempre é de um azul claro e brilhante.

O verão é quando rejuvenesço dos rigores das viagens, oficinas e produções cinematográficas do resto do ano.

Começo a trabalhar às 7:00h todas as manhãs e corro para o pátio quando o relógio bate às 13:00h. Temos cerca de 3 acres (1,2 hectare) de terra nas montanhas, então sempre haverá trabalho no verão.

Linda tem que vir me procurar no campo, quando começar a escurecer, avisando que o jantar está pronto e que é hora de parar de trabalhar naquele dia. Isso me lembra de quando eu era um garoto, brincando ao ar livre até o último lampejo de luz.

Eu provavelmente assumi mais do que eu poderia fazer neste verão. Junto com um ajudante, pintei meu celeiro inteiro, dois decks enormes e o acabamento de madeira da casa. Nós também terminamos o trabalho em uma vala de drenagem de 600 pés (200 metros) do verão anterior.

Então eu tive a brilhante ideia de construir outro muro/terraço de retenção. Embora ainda estivéssemos no início de agosto eu podia sentir o outono esperando nas beiradas, pronto para trazer a brisa fresca e pintar as árvores em cores neon de outono.

Decidi prosseguir com o projeto de qualquer maneira, justificando minha decisão com base na necessidade de plantar novas árvores, no caso de alguns dos altos pinheiros próximos a ele serem cobertos por musgo.

Eu havia podado essas árvores no início da estação e elas pareciam relativamente saudáveis, mas um arborista me disse que elas poderiam desaparecer em 3 a 5 anos.

Eu me senti um pouco obcecado com os projetos do meu quintal. Linda ficava perguntando se realmente precisávamos de outro muro de contenção; eu construí um a cada verão, nos últimos 8 anos.

Cinco anos atrás, tivemos grandes inundações, algo não tão comum nas montanhas e um dos meus muros impediu que a água entrasse na casa.

Então me lembrei do que Adamus compartilhou comigo no início deste ano: Ele disse para garantir que todos os sistemas internos do Círculo Carmesim estivessem funcionando em perfeita ordem, porque em 3 a 5 anos veríamos mudanças significativas no público do Círculo Carmesim.

Talvez eu também estivesse projetando isso para os projetos do meu quintal: conserte tudo e construa agora para o que virá depois. Eu tinha uma pequena compreensão do que Noé (da famosa arca) deve ter sentido.

De volta ao muro de contenção. Eu desenhei o projeto preliminar. O muro e o terraço teriam 40 pés de comprimento, 25 pés de largura e 4 pés de altura para um total de 1000 pés quadrados (105 metros quadrados). Quando terminou, usei 100 toneladas (100.000 quilos) de terra e pedras para preenchê-lo.

Todos os dias chegavam caminhões, um após o outro, carregados de novos materiais, fazendo com que os vizinhos levantassem algumas sobrancelhas: “Lá vai ele de novo”, tenho certeza que eles pensaram, “O Sr. Construtor de Muros”. Mas, infelizmente, Linda e eu já temos uma reputação estranha em nossa comunidade nas montanhas, então não pensei muito nisso.

Meus amigos e colegas Shaumbra, Joe Davinroy e Horace Dinu, foram uma tremenda ajuda durante o projeto. Eu continuei tendo flashbacks com nós três sendo maçons em outra vida. Verdade ou não, isso tornou a construção de paredes mais uma missão do que uma tarefa.

Terminamos o projeto em cerca de uma semana, muito mais cedo do que eu esperava. No último dia, plantamos três belos pinheiros azuis do Colorado no terraço. Embora tenham apenas dois metros de altura agora, já posso imaginar como serão em 20 anos.

Eu não tenho tanto jeito quanto Joe ou Horace. Esses caras podiam construir praticamente qualquer coisa. Eles são espertos quando se trata de planejar um projeto, ao passo que eu costumo entrar nele e ver aonde vai. No final, a habilidade deles fez a diferença entre o muro estar perfeitamente reto e nivelado, versus algo que teria parecido, bem, como se eu o tivesse montado.

Mas a única coisa que aprendi é ter as ferramentas certas.

Eu tenho as melhores ferramentas para o trabalho, seja uma simples pá ou um grande misturador de concreto. Eu tenho um trator Kubota com todos os tipos de acessórios legais. Eu também aprendi a gastar o dinheiro extra para comprar as ferramentas de melhor qualidade. Ferramentas baratas levam o dobro do trabalho e quebram duas vezes mais rápido. “Compre as melhores ferramentas para o trabalho”, lembro a mim mesmo toda vez que vou à loja de ferragens.

Agora que o muro de contenção estava concluído e a área ao redor estava ajardinada, era hora de plantar a grama.

Grama da cidade não funciona aqui. Em vez disso, recebi algumas sementes especiais para alta altitude, que cresce devagar e não necessita de muita água.

Mas estava preocupado com o meu timing. A essa altura, já era início de setembro e logo o clima de outono se instalaria.

Além disso, em duas semanas partiríamos para a Europa, então eu não estaria por perto para a rega diária que o novo gramado exige.

Para piorar a situação, estávamos sem chuvas há um mês , então eu estava preocupado com a falta de água. Temos um poço raso (sem água da cidade aqui em cima) e uma cisterna de 2000 galões, mas a cisterna demorou muito a encher quando usei 300 a 400 galões por dia para regar.

Mas se eu não plantasse a grama, provavelmente haveria muita erosão durante o inverno e a primavera, o que significa muito mais horas para refazer o paisagismo no próximo verão.

Eu plantei as sementes da grama no que talvez fosse o último momento possível. Eu preparei o solo com musgo de turfa e barro rico e escuro. Então eu reguei e esperei. Molhe e espere. No segundo dia após o plantio, corri para o terraço, logo de manhã para ver se brotava alguma grama nova. Nada.

Eu ia para o terraço 4-5 vezes ao dia para ver se a grama estava surgindo. Nada. Eu regava a área com muito cuidado e muita água. Uma tarde, logo após o meu ritual de rega, Linda veio para fora e informou-me que estávamos sem água na casa. A cisterna estava totalmente seca.

Eu entrei em pânico, imaginando não tanto sobre chuveiros, louças e roupas, mas sobre a minha grama. Felizmente, a bomba subterrânea forneceu água suficiente para uso doméstico no dia seguinte, mas agora eu tinha certeza de que meu projeto da grama estava arruinado.

Então, lembrei-me de que poderia obter água entregue pelo caminhão, até 1500 galões por vez. O caminhão de entrega de água estava em minha casa no dia seguinte, enchendo minha cisterna de 2000 litros para que eu pudesse voltar a regar. Crise desviada, mas à custa de cerca de US $ 200.

Dia 9, 7:00h – Sem sinais da grama brotar, comecei a perder toda a esperança. Eu saia para checar o crescimento quase a cada hora, e Linda estava começando a questionar minha sanidade. Afinal, ela disse, é apenas grama e terá que ser cortada se aparecer.

Dia 10, 6:00h – Nada aconteceu da noite para o dia. Droga.

Dia 10, 17:00 – Saí para minha rotina diária de rega, depois de verificar primeiro a cisterna para me certificar de que tinha água suficiente. Estava abaixo da metade, então decidi que seria a última rega. Eu estava pronto para desistir do meu projeto de grama para o verão. Eu dei uma ultima olhada na terra e fiquei surpreso ao ver um pequeno broto de grama aparecendo.

Examinando a superfície, vi dezenas e depois centenas e milhares de lâminas de grama tenras surgindo. Foi mágico! De sujeira nua pela manhã para grama na parte da tarde. Corri para dentro para contar a Linda sobre esse grande milagre da natureza. Ela pareceu aliviada e perguntou se ainda tínhamos água.

Dentro de alguns dias toda a área estava verde com grama fresca. Algumas mudas cresceram 2 polegadas ou mais no momento em que partimos para a Europa. Mal posso esperar para chegar em casa e ver o grosso cobertor de grama crescendo sob o novo muro de contenção.

Mas esta história não é realmente sobre o cultivo de grama. Para mim, trata-se da jornada dos Shaumbra. Alguns de nós estão juntos há 19 anos e outros se juntaram ao longo do caminho. Alguns desistiram quando Tobias partiu há 10 anos e outros entraram com os ventos de Adamus há nove anos.

As sementes da consciência foram plantadas há 2000 anos, na época de Yeshua, e nós concordamos que nesta vida é quando elas brotariam e cresceriam.

Nenhuma semana passou que eu não tenha perguntado: “Quando?” – Quando começaremos a emergir? Quando seremos totalmente conscientes do Mestre dentro de nós? Quando a realização incorporada acontecerá?

Nem Tobias, nem Adamus jamais responderiam à minha pergunta. Assim como eu verifiquei sinais de grama 4 vezes ao dia, eu também verifiquei sinais de iluminação genuína em cada Shoud e oficina.

Nossa “rega” era o fluxo constante de mensagens e materiais de Tobias, Kuthumi e Adamus. Isso nos manteve refrescados e nutridos durante os tempos secos e desafiadores. Houve momentos em que senti que ficaríamos sem água (mensagens) porque o que mais poderia ser dito?

Tobias realmente disse tudo em seus primeiros anos.
Adamus apenas diz de novo, de uma maneira diferente e mais provocativa.

Houve momentos em que minha esperança pela emergência dos Shaumbra estava acabando. Conseguiríamos fazer isso? Quantas mais dores, perdas e noites escuras da alma poderíamos suportar?

Nossas ferramentas eram as melhores disponíveis: “E” & Permissão e Eu Existo.

Nós éramos dezenas de milhares de sementes espalhadas por todo o mundo, no final do verão (ponto de virada) da história humana. Mas quando a grama finalmente brotaria?

Então começou a acontecer. Alguns Shaumbra aqui, alguns Shaumbra lá. Emergindo. Não gritando para o mundo que eles eram iluminados, mas sim fazendo paz com seus seres humanos. Sem mais batalhas, sem mais lutas, sem mais tentativas.

Eu podia ver em seus olhos e ouvir em suas vozes. Não havia mais dualidade. Eles perceberam que ainda haverá desafios enquanto permanecerem no planeta, vivendo entre outros seres humanos; ainda haverá grosseria, trânsito, crime, multidões e política, mas essas coisas não são deles.

O que eles percebem é que seu conflito interno acabou. Não há mais crimes internos. Não há mais política interna. Não há mais grosseria para si mesmo.

Eu tenho uma grande sensação de alívio agora que a grama está crescendo. Ela se enraizará neste outono e voltará mais forte do que nunca na primavera. Não é mais uma questão de se a grama crescerá, mas quão alta e verde ela crescerá. Todo o cuidado com a grama servia a um propósito e todas as preocupações foram em vão.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/shaunews.htm
Tradução: Léa Amaral – email: lea_mga2007@yahoo.com.br

Amor difícil

AMOR DIFÍCIL
Geoffrey Hoppe
Canalizador de Adamus
Abril 2018

Shoud de março parece ter acontecido há séculos. Eu acho que foi um mês longo, com 5 semanas entre os Shouds, do jeito que o calendário está este ano. Mas, apesar da lacuna de tempo entre as nossas reuniões mensais, a declaração bem direta de Adamus no último Shoud sobre energia e abundância ainda parece que ele a está dizendo agora, em vez de semanas atrás:

Adamus: Não há lugar para onde estamos indo, por causa dos seus problemas de falta de abundância. Se você tem um problema de falta de abundância, se você ainda está reclamando e se queixando sobre dinheiro e o que você não tem e perguntando-se quando a barra de ouro vai cair do céu, supere isso agora. É isso aí. Feito.

Senti a intensidade de Adamus quando ele olhou diretamente para a câmera e disse aquelas palavras. Ele não estava brincando ou distraindo. Ele estava muito sério. Eu soube bem naquela hora que nós iríamos receber alguns emails, assim como discussões aquecidas no Facebook. Para o meu desgosto, ele não parou por aí:

Adamus: Não há espaço para isso (consciência da pobreza) para onde estamos indo, porque onde estamos indo trata-se de reorientar e mudar sua relação com a energia. Mas se você ainda não é digno, se você ainda é uma vítima, se você ainda gosta de ser pobre, se você tem problemas de abundância…, não há espaço para isso.

Ok, eu pensei, nós entendemos o ponto Adamus. Não há espaço para desequilíbrios para onde estamos indo. Podemos seguir em frente agora? Talvez contar uma estória sobre o Mestre e o Babaca? Talvez um merabh legal seria bom agora? Mas ele ainda não estava pronto:

Adamus: Se você ainda está nessa situação de pobreza, isso (o Círculo Carmesim) não é lugar para você.

Calma lá, grande anjo! Estes são meus amigos e família espiritual com quem você está falando. Você sabe, aqueles para quem estamos a serviço? Você levantou do lado errado da sua cama de mestre hoje? Suas cuecas celestes estão um pouco apertadas demais? Mas nada poderia parar Adamus neste momento. Ele continuou:

Adamus: Eu o convido a, por favor, por favor, por favor, por favor, por favor, ir embora, para o bem dos outros. Se você ainda está se agarrando à pobreza, se este ainda é seu M.O. (método de operação), o seu modo de vida, se ainda é a camisa e o vestido que você coloca todas as manhãs, este não é o lugar para você. Essas pessoas (Shaumbra) são todas muito legais. Elas não vão te dizer para dar o fora, mas eu vou. É “Chega de enrolação”. Estou cansado disso. É uma coisa que realmente atrapalha muito o trabalho dos Shaumbra…, aqueles que insistem em ser pobres, porque eles não são inovadores na energia.

Certo, ele disse isso. Eu estava esperando que ele não dissesse isso, mas ele disse. Se você ainda está insistindo em seus problemas de abundância, é hora de sair. Não me atrevi a olhar para Linda porque eu sabia exatamente o que ela teria no rosto. Ela não esconde emoções muito bem.

Nós nos esforçamos para fazer as pessoas se sentirem bem-vindas e, em seguida, Adamus pede-lhes para sair. Ótimo. Nós (o pessoal do CC) tentamos fazer tudo certo e Adamus canaliza e vomita isso. Ótimo. Ótimo. Ah, mas não parou por aí. Ele continuou:

Adamus: Estamos mudando a dinâmica para permitir que a energia funcione para você. Estamos revirando. Em vez de sermos servos de todo o resto, estamos mudando para o Eu Sou – “Eu estou permitindo, sou abundante” – e simplesmente não há espaço se você for jogar o jogo da pobreza. Supere isso agora. Deixe ir. Faça essa escolha dentro de você e observe como a abundância flui para sua vida. E eu sei que alguns estão realmente me xingando agora…

Este sou eu, Adamus. Desculpe pela interrupção, queridos leitores, mas eu só queria que você soubesse que eu tinha algumas bombas de m… minhas neste momento. Mas espere, tem mais:

Adamus: A maioria de vocês entende porque eu tenho que dizer isso. Para alguns de vocês, isso acontece porque vocês ainda estão tendo problemas de abundância e vocês estão dizendo que não é sua culpa. A culpa é sua, do ponto de vista de que vocês ainda gostam disso. Você ainda gosta disso. Deixe isso para trás. Nós temos lugares para ir.

Você já esteve na cadeira do dentista por 30 minutos terríveis de perfuração e, quando pensa que está quase pronto, o dentista diz: “Aguenta aí, estamos quase na metade do caminho”? Eu esperava que Adamus tivesse terminado, mas ele tinha mais de sua própria perfuração para fazer:

Adamus: Se você está brincando com a energia no nível que estamos indo, e você insiste em se agarrar aos seus problemas de pobreza, essa energia vai voltar e servir o seu lado ‘pobre’ como você nunca poderia ter imaginado, porque você está apenas energizando o pobre. Se você está realmente pronto para se abrir e ter o que chamaria de abundância positiva, observe como isso acontece em sua vida e mude as coisas.

Doutor, por favor me dê mais Novocaína e óxido nitroso.

Finalmente, ele estava encerrando: Há um mundo de energia esperando-o. Você está pronto para deixar isso te servir? É isso aí.

Nas semanas desde o Shoud, tive a chance de refletir sobre as palavras de Adamus. Entendi. Sua declaração foi dada em amor, mas foi esse tipo de amor duro, que nem sempre é fácil de digerir no começo.

Houve uma diferença notável nas mensagens no ano passado, algo que é muito evidente no Keahak, mas também flui para os Shouds e workshops. Estamos prontos para o próximo nível. É hora de aceitar e permitir nosso lugar como Mestres, mesmo que não achemos que estamos prontos. O fato é que Adamus e o Círculo Carmesim sentem que estamos prontos.

Em termos simples, estamos mudando a forma como acessamos e usamos a energia. Estamos interrompendo com vidas de padrões antigos e saindo do velho modelo de consciência de massa de sermos não criadores e servos da energia.

Adamus ofereceu uma estória brilhante sobre isso na mais recente sessão de Keahak. O Mestre convida Raj para o palco e tenta dançar a música (“I Am What I Am”, de Gloria Gaynor). Raj tenta dançar, mas falha miseravelmente. O Mestre diz que é assim que a maioria das pessoas passa pela vida, tentando dançar a “música” da consciência de massa.

Então, o Mestre faz Raj mover os braços e as pernas um pouquinho. Enquanto Raj se move, ele consegue ouvir os tons celestes seguindo seus movimentos. Isso, diz o Mestre, é a mudança de paradigma.

Quando liberamos os antigos conceitos de abundância e liberamos nossos vícios de pobreza, doenças, infortúnios, etc., a música (energia) dançará para nós, em vez de dançarmos para a música (padrões de energia). Nós não vamos ouvir a música (energia) até começarmos a fazer alguma coisa e, então, ela estará lá como a cavalaria em total apoio.

Fiquei totalmente surpreso que não houvesse muita discussão nas mídias sociais sobre as palavras ousadas de Adamus. Eu concluí que:

1.) Ninguém ouviu o Shoud, ou

2.) 99% dos Shaumbra entendem exatamente o que Adamus está dizendo e eles estão prontos para liberar os velhos caminhos da energia do “servo” para deixar a energia servi-los.

Talvez o Adamus esteja correto em dizer que estamos, de fato, prontos.

Recebemos apenas alguns e-mails não tão bons, mas não tantos quanto eu esperava. Uma mulher escreveu para dizer que estava deixando o Círculo Carmesim depois das palavras “nojentas” do Adamus. Ela disse que é pobre, que Adamus pediu a todas as pessoas pobres para saírem porque somente pessoas ricas podem fazer parte do Círculo Carmesim.

Ela também disse que deveríamos ler Karl Marx, que Yeshua nunca deixou ninguém de fora e que sua decisão de sair era tanto política quanto espiritual. Ela sugeriu que fossemos encontrar pessoas mais ricas na Europa. Ela acrescentou (em letras maiúsculas): “Minha alma não dá a mínima para ser rica!!”

Com todo o respeito – e eu entendo o que ela está tentando dizer – isso não é uma questão de ser rico ou pobre. A questão é esta: Agora vamos experimentar uma maneira totalmente nova de interagir com a energia. Em vez de trabalhar pela energia, seremos mestres e permitiremos que a energia nos sirva.

Porém – e este é um grande porém – se você ainda está se agarrando a qualquer desequilíbrio, as energias só vão ampliar esses desequilíbrios. Adamus disse isso claramente em Master’s Life 6: No More! (Vida de Mestre 6: Chega!)

LINK YOUTUBE

Libere as batalhas, causas e desequilíbrios, porque não há lugar para eles no nosso próximo passo. Essas coisas serão incrivelmente dolorosas no lugar onde estamos indo.

Eu perguntei a Adamus se isso significa que os Shaumbra precisam estar livres de todos os seus problemas antes de seguir em frente.

Sua resposta: “Não, eles simplesmente têm que estar dispostos a deixá-los ir.” 

A disposição de liberar sobreposições de pobreza, consciência de vítima, doenças, falta de auto-estima, raiva, etc., é o suficiente. Estas questões desaparecerão sozinhas, sem qualquer trabalho necessário por parte do ser humano.

Adamus diz (e as pessoas ficam irritadas quando ele diz) que se você tem um problema em sua vida, ele ainda deve estar servindo a você, caso contrário não estaria lá. Dinheiro. Saúde. Relacionamentos. Tédio. Tanto faz. Qualquer problema faz com que você seja uma vítima.

A mulher que mencionei acima encerrou seu e-mail fazendo a observação que deveríamos estudar Che Guevara porque o capitalismo não é o único caminho. Oi. O quê?? Nada disso tem a ver com capitalismo, socialismo, feminismo, a situação dos povos indígenas, o conteúdo de gordura no soro de leite, Mickey Mouse (um comunista suspeito), ou Donald Trump (não me faça começar).

Nós não viemos aqui nesta vida para assumir causas, ficar ricos, manter energia, converter outros ou construir escadarias para o céu.

Viemos aqui com o propósito expresso da Realização Incorporada. 

Este é um estado de Ser físico/mental/luz que requer que se liberte das velhas maneiras de obter e usar a energia. Não mais perseguindo a energia, mas sim deixando a energia chegar até você. Se você está nele apenas para ficar rico, não vai funcionar e se você está nele para ficar pobre, bem, pobre de você.

A definição de graça?
Quando alguém permite que a energia os sirva.

Vamos sair da antiga casa do leme (maneira de fazer as coisas) e nos tornarmos a primeira geração de Mestres da Energia.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/shaunews.htm
Tradução: Léa Amaral – email: lea_mga2007@yahoo.com.br

Merabh – O Mestre

MERABH – O MESTRE
ADAMUS SAINT GERMAIN
canalizado por Geoffrey Hoppe
Março 2018

LINK YOUTUBE

Mensagem completa AQUI

Sentir-se estranho & antes do seu tempo

Sentir-se Estranho & Antes do Seu Tempo
Destaques da Série ASAS – Shoud 6

Apresentando ADAMUS SAINT GERMAIN,
canalizado por Geoffrey Hoppe

Em 6 de janeiro de 2018, Adamus Saint-Germain pediu aos membros da audiência para avaliar o nível de sua estranheza. Então ele falou sobre por que estamos aqui, porque, às vezes, as coisas parecem difíceis e o que está por vir.

LINK YOUTUBE

Mensagem completa aqui

As três coisas imprescindíveis – Adamus Saint Germain

AS TRÊS COISAS IMPRESCINDÍVEIS
ADAMUS SAINT GERMAIN
Canalizado por Geoffrey Hoppe

Você acredita em Deus? 
E quanto à criação versus evolução? 

Descubra o que Adamus tem a dizer sobre isso, e os três imperativos que ele diz serem importantes para aqueles que querem avançar neste trabalho.


LINK YOUTUBE

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação da mensagem: DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com