Nosso Pai

NOSSO PAI
Mensagem de Yeshua
canalizada por Judith Coates
7 de Julho de 2019

Amado, quando eu dei o que hoje é conhecido como a Oração do Senhor, era para ser um exemplo, uma estrutura sobre a qual você teceria sua própria oração. Comecei com Nosso Pai, pois era no dia e na hora em que o Pai era considerado o chefe da família.

Agora, no ponto no tempo e na compreensão de onde você se vê, pode muito bem ser Nossa Mãe, Criador Divino, Fonte de Tudo. E porque há uma intimidade compreendida, uma familiaridade, em falar com o Pai, escolhi esse texto como um exemplo. “Pai nosso, de quem viemos e em cuja semelhança fomos criados.”

Pai Nosso: Não apenas meu Pai. Nosso Pai, universal. Pois toda oração, para ser verdadeira, deve ir além do singular, onde se veria a separação, para ir ao espaço do reconhecimento e da lembrança da Unidade de todos.

Nosso Pai, que estais no Céu: o Céu, um reino da Unidade da santidade, da expansão além da especificidade da individualidade, da personalidade, da vida, de qualquer conceito mental. Céu, totalidade infinita e sempre em expansão.

Santificado seja o Seu nome: Santo, íntegro, perfeito, completo. Santo é a Sua natureza. Perfeição, Totalidade é Sua essência. Essa é a natureza Daquele que o trouxe – e é a sua natureza por direito de nascença divino.

Que venha o Vosso reino: o reino do Amor, ilimitado, amor incondicional que vê a todos como o Filho belo e radiante. Venha o Seu reino. Não como um pedido, pois você não está negociando com o seu Pai. “Venha o Seu reino”, como seja feita a Sua vontade, tanto na terra como no céu. Pois, de fato, o Reino está vindo para a Terra como é no Céu quando você se lembra que a vontade do Pai é somente Amor – puro, expansivo, Amor incondicional – onde quer que você se perceba estar.

Dá-nos hoje o nosso pão diário: Mais uma vez, não é dito como um pedido, mas como uma declaração da verdade. “Forneça-nos todos os dias o nosso pão de cada dia.” Pão para o corpo, mas mais do que isso, o pão da compreensão, o alimento, a nutrição da alma. “Dê-nos o nosso pão de cada dia” – de momento a momento, diariamente.

E permita-nos beber da água da Vida: Essa linha não está registrada em suas Escrituras, pois um de vocês, ao copiar os escritos antigos, omitiu essa linha. Foi no final da sua mudança e você saiu, e quando você voltou no dia seguinte você pegou a próxima linha.

E permita-nos beber da água da Vida: a água nutritiva e refrescante que nutre o corpo e a alma.

Perdoe-nos as nossas dívidas, assim como nós também perdoamos aos nossos devedores: O Seu Pai o perdoa em qualquer lapso momentâneo de recordação, pois Ele não conhece o lapso de recordação. Seu Pai é Amor. Você é Amor, e quando você dá amor no perdão – pois isso é verdadeiramente o que o perdão significa: dar amor, em lugar da compreensão limitada – quando você perdoa os outros o que você julgou como um mal-entendido momentâneo, você se permite viver no espaço do Amor ilimitado e incondicional, e você mesmo conhece o perdão.

Não é uma troca. Não é que, se você for bom o suficiente para perdoar todos aqueles que julgou terem cometido erros, de algum modo você será bom o suficiente para que seu Pai o perdoe. Não é uma troca. É uma verdade: quando você está vivendo no julgamento, não perdoando o outro, você não está sabendo amar a si mesmo.

Mas quando você perdoa os outros e lhe estende o Amor do Pai, você conhece este Amor por si mesmo, e imediatamente qualquer coisa que você tenha julgado faltar ou culpar é liberado, dissolvido, esquecido, perdido para sempre.

E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal. Seu Pai nunca o conduzirá à tentação. Ele não conhece a tentação, pois isso se baseia no conceito de dualidade. Um melhor resultado seria “não nos deixes cair em tentação”, pois verdadeiramente, quando você volta o foco de sua atenção para o Pai, toda a dualidade se dissolve na Luz de Sua Unidade, de Seu Amor, e você é liberto da possibilidade de que possa haver tal ideia como o conceito do mal. “E não nos deixes na tentação, mas nos livre do conceito de separação à medida que nossa consciência do Seu amor nos envolve.”

Sempre que você orar, vá primeiro ao espaço do coração, ao espaço da paz, tendo liberado, pelo menos momentaneamente, todas as preocupações, as restrições, os julgamentos do mundo. Vá primeiro ao espaço do coração e conheça a paz profunda que é sua.

E quando você orar, ore acreditando que o que você pedir já é seu, pois é verdade. Não há nada que o Seu Pai lhe possa negar. Como o sagrado Filho Criativo, você produziu todas as suas criações e suas experiências. Você seleciona certas experiências; você as experiencia para ver como elas se encaixam. Mas o Amor que você procura é sempre seu. O Amor que você procura pode ser encontrado no silêncio da oração do seu coração.

Quando você se cansar da dor e do sofrimento do mundo, volte para o espaço do coração e ore a respiração da alma. Ore ao Pai que nunca, nunca poderá abandoná-lo. Que está lá, na verdade, para suprir todas as suas necessidades.

Agora, há momentos em que você rogaria, no pensamento limitado, por coisas específicas, e pediria ao seu Pai o que Ele não tem em específico para lhe dar. Em outras palavras, não ore ao seu Pai pelo veículo, pela moradia, pois Ele não tem isso em específico para lhe dar. Eles são criações dentro da sua aventura. Mas aquilo que Ele tem já é seu. Aquilo que Ele tem está além do valor do mundo. Aquilo que ele tem é dado gratuitamente, e é a pérola de grande preço.

Ele lhe dá livremente a vida, a consciência, a criatividade, que é o seu direito nato natural. Então você usa a consciência e a criatividade e as aplica em coisas específicas que você veria em sua vida. Ore acreditando que você já as tem, pois de fato você as tem.

Se você quiser conhecer a beleza das nuvens, não mantenha a cabeça e os olhos abaixados. Se você deseja conhecer o Amor do Pai, permita-se os momentos de oração, onde Ele deve ser encontrado.

Se você quer conhecer o Amor do seu Pai, permita-se o tempo, o seu precioso tempo, para se concentrar na paz, na beleza do coração e na beleza na forma manifestada, em vez de se concentrar no que aparentemente está faltando ou errado. Pois, à medida que você se concentra no que parece estar errado, você nega naquele momento o desejo do coração.

Permita-se os tempos de oração, de oração verdadeira. E quando o fizer, amado, você será muito recompensado. Pois você é amado com um Amor eterno que o mundo não pode conhecer e não valoriza. Mas você não é do mundo. Você é do seu Pai, e Ele espera por você no espaço da verdadeira prece.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
www.oakbridge.org
Jeshua: The Personal Christ, Vol. III, Oakbridge University Press
Tradução:Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Uma vida bem vivida

UMA VIDA BEM VIVIDA
Mensagem de Yeshua,
canalizada por Judith Coates
14 de Outubro de 2018

Amado, vamos falar agora sobre “O que é a realidade?” Como eu vivo na minha realidade? Como eu vivo uma vida que afeta os outros de forma saudável? Como eu tenho uma vida bem vivida?

Você teve exemplo disso muito recentemente com um de seus companheiros [John McCain], bem famoso, que realmente teve uma vida bem vivida.

Ele veio com uma missão, se você quiser, duas missões, na verdade: uma para compartilhar com todos aqueles que tinham olhos para ver e os ouvidos para ouvir a missão de curar, e também para si mesmo, para reviver uma vida que ele fez várias outras vezes, mas para vir desta vez nesta vida e não carregar as cicatrizes do terror, não levar essas cicatrizes para a vida posterior; para curá-las e poder continuar com uma empatia com todos os irmãos e irmãs e entender que todos, não importa o que pareça, estão tendo suas próprias batalhas para chegar ao lugar da percepção da divindade deles mesmos. .

Então você teve alguém que veio e deixou sua marca neste momento, nessa realidade – “r” com letra minúscula.. Ele sabia antes da encarnação, como a alma que ele é, que ele iria ser professor, curador, mas ele não sabia exatamente como tudo iria acontecer.

Verdadeiramente todos vocês, todos nós concordamos com uma missão antes de uma encarnação, mas como isso funciona é deixado para certas decisões que você toma ao longo do caminho.

Agora você aceitou uma missão e está levando a cabo sua melhor compreensão do que é sua missão. Este “agora” faz parte dessa missão. Este “agora” é um tempo de despertar e reivindicar aquilo que você deseja ser, conhecer e dar exemplo aos outros.

Neste “agora” você está dizendo sim à sua Realidade – “R” maiúsculo. Você está dizendo: “Sim, é a minha divindade, minha energia divina, o Eu divino que me permite viver uma vida que parece ser apenas uma vida humana”, e ainda assim o que você faz e como você faz isso cura a si mesmo e outros pelas escolhas que você faz.

Eu o estive observando como você tem passado pelo que é chamado de sua vida, e eu o vejo escolhendo o amor.

Às vezes você está em circunstâncias em que é um pouco difícil amar, estar em um lugar de cura, oferecer cura a outras pessoas. Se eles aceitam ou não, não é sua a responsabilidade, mas oferecê-lo; oferecer amor aonde quer que você vá e ter o sorriso no rosto que diz para o outro: “Eu entendo você. Eu amo Aquilo que você é.

Antes de encarnar nesta vida, você concordou com o grupo de almas, porque sempre antes de você vir, existe o que você chama de conferência, que é realizada, e a visão geral é colocada à sua frente. Então cabe a você como o pequeno nos braços e quando você cresce irá descobrir como você quer fazer isso.

Tudo bem se você tentar coisas diferentes; às vezes funciona, supostamente – sempre funciona, mas às vezes é mais óbvio que outras vezes – ou se não funciona como você esperava, como age e reage ao que acontece ao seu redor e dentro de você.

Você é um curador, na forma muito extensa de cura. Você é um mestre que escolheu vir neste momento, que não é o momento mais fácil de uma realidade, mas você disse: “Meus irmãos e irmãs, as outras centelhas da divindade, precisam de mim, querem a mim. Eu os quero. Eu quero conhecer minha Unidade com os irmãos e irmãs ”.

Então, você escolheu um caminho. Às vezes é suave. Às vezes, tem algumas mudanças e mais transformações. Às vezes, você faz uma pausa para pensar, avaliar e se perguntar: “Por que escolhi esse caminho?” Sim, eu sei, houve muitas vezes em que você se perguntou: “Do que tudo isso se trata e por que estou aqui? Por que ainda estou aqui?”

Bem, se você ainda está ativando um corpo, é porque você não completou o que você disse que faria, ou você escolheu se divertir um pouco mais.

Isso acontece de vez em quando quando alguém termina sua missão e pergunta: “Posso ter mais alguns dias, semanas, horas e talvez anos para me divertir, porque, você sabe, eu não acho que tenho muito tempo para desfrutar realmente. Eu estava muito ocupado trabalhando …”

Então, sim, claro, como você pede, é concedido. Tem que ser, porque para a criança sagrada, a centelha divina, tudo o que você escolher é o que você receberá. Nada pode ser retido de você.

Então, se você está procurando por cura, se você está procurando por um certo sentimento de satisfação, se você está procurando uma resposta para uma pergunta que dura a vida inteira – ou talvez mais do que uma vida – é garantido que você tenha tempo, como você mede o processo. É concedido que você tenha esse tempo.

Você tem amigos que receberam um certo veredicto de que o corpo está terminando, que será um certo número de semanas, meses, talvez até anos, e então o corpo chegará ao fim. Mas nada é decidido antes do tempo que não possa ser mudado. Alguns de vocês sabem disso, porque você já experimentou isso.

Você está ativando um momento muito agitado em sua vida agora. O tempo está acelerando. O tempo, sim, está encurtando, o seu processo de tempo. Você sente “estou ficando sem tempo”, e você está, porque o tempo é um constructo que você criou para si mesmo, acreditando no processo; processo que tem um começo, meio e fim algum dia.

E você está descobrindo que já não são os dias mais longos que você costumava experimentar quando estava muito sintonizado com a terra. Você sente um aperto, que nem sempre é bom, de tentar fazer tudo em um determinado período de tempo.

Procure os presentes à medida que avança. Se você tiver um certo sentimento de julgamento no começo, tudo bem. Não julgue a si mesmo. Apenas diga: “Ah, bem, é como eu estava me sentindo naquele momento. Agora eu escolho de novo ”, e você prossegue a partir daí.

Você escolheu esta vida. Você escolheu todas as circunstâncias ao longo do caminho. Não é pré-ordenado que você vá se encontrar com alguém em um determinado momento e em uma determinada data, exceto quando você se aproxima dessa hora e as circunstâncias parecem se encaixar. Mas não é que isso que tem que acontecer. É isso que você escolhe para que isso aconteça.

Então, seja feliz com o que você escolher. Saiba que sempre há um presente em tudo e se permita ser fácil consigo mesmo. Eu o vejo como eu vejo a energia, como eu o vejo se julgando de vez em quando.

Sempre que você entra nesse modo de julgar a si mesmo, geralmente você sai disso um pouco maltratado. Então, dê o julgamento para mim. Deixe-me julgar se o que você disse, o que você fez, aonde você foi, foi a coisa certa e melhor.

Em primeiro lugar, eu posso ver uma cena maior. Mas em segundo lugar, eu sempre julgo com amor. Portanto, nada, na Verdade – com “V”maiúsculo – está errado com qualquer escolha que você faça.

Você pode fazer uma escolha que nesta realidade, neste mundo como você o chama, pode lhe trazer certos efeitos com os quais você não quer lidar, mas se você a faz, e você tem que lidar com os efeitos, você sai disso muito mais sábio. Você diz: “Bem, eu tentei isso. Hmm, eu não irei fazer isso de novo. ” – Eu o ouvi dizer isso algumas vezes.

O que você irá querer fazer, e você está fazendo isso, é escolher o amor, escolher o positivo, escolher ser feliz sempre que se lembrar. Você chegará a um lugar onde você sabe que está completo e verá isso e dirá: “Esta tem sido uma vida bem vivida”.

O que você tem a dar? Amor, alegria, entusiasmo, estar junto com alguém, permitindo que o que você aprendeu seja compartilhado com o outro até onde eles se animam e dizem: “Sim, é exatamente isso que eu estava pensando. Isso é exatamente onde eu estava no meu pensamento. Não é incrível que pensemos da mesma forma? ”

E, nesse ponto, você provavelmente concordará. “É maravilhoso. Eu encontrei alguém que pensa como eu. Eu pensei que eu era o único no planeta que pensava assim.” E às vezes, individualizado como você pensa que é, você é o único no planeta naquele momento pensando assim.

Você deu a si mesmo um presente, um presente da realidade – com”r” minúsculo – para ativar um corpo, para poder falar com os que têm os tons, e se você não tem os tons, você elaborou a linguagem dos sinais que as pessoas podem aprender.

Você nunca está em um lugar onde você não possa se expressar. Agora, o que você expressa? Às vezes, julgamento; muitas vezes julgamento. E geralmente esse julgamento, mesmo se você acha que está desaparecendo, faz um retorno e volta. Você se vê julgando a si mesmo, e isso não parece bom.

Você tem um exemplo disso em um de seus líderes neste momento, que não está se sentindo completo, inteiro, até onde o que ele vê, ele sente como um julgamento, e então ele tem que levantar uma barricada – todos vocês fazem isso, então não é só esse; você coloca uma barricada para que o pequeno eu não seja ferido.

Ninguém gosta de se machucar, e às vezes, durante a vida, aquilo que você escolheu para lhe permitir crescer em seu próprio amor, o amor ao Eu – “E” maiúsculo – às vezes não é entendido como um presente, e às vezes é assumido como um julgamento severo.

Mas na verdade, muitas vezes, aqueles que estão moldando seus primeiros anos querem o melhor para você, e ainda assim eles não sabem exatamente como mostrar isso. Há muitas histórias contadas sobre novos pais que chegam em casa com o pequeno, e então eles se olham e dizem: “Agora, o que faremos?”

Quase todos os novos pais se sentem assim. Mesmo que tenham cursos que supostamente os instruam, eles descobrem que têm um indivíduo que realmente não se encaixa em todas as descrições do que eles devem fazer ou ser e, “Agora, o que faremos?”

Os pequenos vieram até você como presentes. Eles vieram até você para trazer o seu melhor – parece um anúncio – e eles o fazem; eles trazem o seu melhor. Às vezes, não parece o melhor, a princípio, mas na verdade você está fazendo o melhor que pode, que você sabe, como lhe foi ensinado, que você aprendeu com a geração mais velha, talvez. Então você está indo tão bem quanto sabe fazer.

E sim, os pequenos irão irritá-lo, mas é isso que eles vieram fazer, e às vezes eles fazem isso muito bem. Mas você sorri e você os ama e você continua, e vê como eles podem ser criativos.

É o mesmo com os quadrúpedes. Se eles não conseguirem sua atenção de uma maneira, eles tentarão de outra maneira até que você preste atenção neles, e talvez você descubra o que eles querem. Então, talvez você diga “sim” e talvez diga “não”, e então todo o ciclo começa novamente.

Você traz os pequenos e os quadrúpedes para a sua experiência porque você quer saber: “O que posso criar? Como posso criar? E por que, às vezes, eu crio o que parece ser o desafio?”. É para lhe permitir que você veja, em primeiro lugar, como você é criativo. “Bom Deus, eu criei isso?” Oh, sim. Aproveite suas criações. Aproveite todas as suas experiências.

Aquele que foi tão honrado neste tempo [McCain] teve experiências que você não escolheria voluntariamente, e ele sentiu algumas vezes que não escolheu essas experiências. E, no entanto, havia um espírito vivo dentro dele que sabia: “Isto é tudo por um propósito. Eu não sei o propósito”. Ele disse isso muitas vezes, e ainda assim havia um conhecimento de que algo maior estava acontecendo.

Se você puder abordar – e você pode – qualquer desafio aparente e saber que o que você está vendo é apenas parte do cenário que é realmente maior, mais distante do que você vê no momento, isto permite que você respire fundo e diga:

“Ok, talvez eu não goste do que está acontecendo agora. Talvez eu gostaria que fosse diferente, mas tem que haver uma boa razão para isso. Tem que haver um presente nisto. E mesmo que eu permita que o corpo termine, irei olhar para o que aconteceu e perceber em minha consciência que foi um presente. ”

Então você passa por todos os desafios, sabendo que o cenário é realmente maior do que o que você vê no momento. E foi isso que seu amigo fez nos anos em que ele se sentiu detido, restrito. Ele sabia em um nível muito profundo, que havia algo acontecendo que era maior do que ele mesmo. Ele não sabia que ele iria passar por tudo isso e viver o número de anos com o corpo que ele tinha.

Houve momentos no tempo em que ele estava nessa experiência, em que ele pensou que ele estaria acabado. Mas ele acordava na manhã seguinte e o corpo ainda estava com ele, ativado para mais um dia e mais um dia, confiando em um nível muito profundo que havia um propósito. E havia.

Não foi fácil. Mas como você descobriu, nenhuma vida humana é, em termos humanos, fácil. Toda vida humana tem seus desafios e, ao mesmo tempo, você reconhece que está criando. Eu sabia disso. Eu experimentei isso mais de uma vez. Eu tive mais de uma vida humana, porque eu queria saber mais.

Então, eu tive a vida como um simples camponês, um agricultor, aquele que estava em sintonia com o sol nascente e o tempo da lua, e isso era tudo que eu precisava; isso e os pequenos quadrúpedes e as ovelhas.

Eu tive várias vidas que, como você julgaria do ponto de vista humano, foram muito tranquilas, muito em sintonia com a energia da sagrada Mãe Terra. Eu tive vidas antes de chegarmos àquela que é tão famosa.

Isto não está em seus textos sagrados, nem nos textos que são tão populares, tão aceitos. As outras vidas estão escritas em outras obras, e nem sempre eu utilizo o nome Yeshua. Eu também tinha outros nomes, como você.

Então eu conheci a vida humana. Agora, apenas para agradar um pouco a curiosidade: eu tive outras vidas, não na sagrada Mãe Terra, lá fora, no que vocês chamam agora de espaçonaves. Eu trabalhei como aquele que tinha algo a ver com a energia da nave espacial. E, então, em uma vida eu fui um comandante. Em outra vida eu me experimentei como cristal líquido, cristal de fluxo livre.

Então, você vê, não tem que ser na forma humana. Não precisa estar na sagrada Mãe Terra. Poderia ser em outro sistema solar longe, muito longe… (Sorriso)

Cada bela expressão do divino é muito parecida com as facetas de uma pedra preciosa, em seu diamante. Quando você reúne tudo isso, como é brilhante! A luz dentro e fora dele é linda. Uma vida você diz: “Oh, isso é o que eu sou nesta vida. Ah, isso é ótimo. Eu sou líder de todo o meu povo.”

Então, se eles não gostam do que você está fazendo e há um julgamento pesado, você passa a ser aquele que cuida das ovelhas e dos bodes e dedica um pouco de tempo para reconhecer o seu espírito que ativa toda a experiência.

Agora chegamos ao ponto mais interessante. Neste dia e hora, o tempo é considerado como um continuum, que existe o passado e existe o presente, e então existe o futuro. É um processo. Toda a experiência dentro do tempo está no que você imaginará como uma esfera.

Você diz que o tempo é linear. “Bem, isso aconteceu há alguns dias. Isso provavelmente acontecerá no futuro. Isso aconteceu na história há muito tempo.”

A razão pela qual você pensa que o tempo é linear é porque dentro desta bela esfera da criação, um ponto aqui e um ponto aqui, os pontos estão ligados por uma linha. Então, você diz: “Ok, o tempo é linear. Esse é o passado. Este é o futuro Eu estou em algum lugar no meio disto. Todo o tempo está nesta esfera de crença.

Agora, isso traz uma boa pergunta. O que está fora dessa esfera? O que está fora do tempo? Há muito que está fora do tempo. Você não vê isso normalmente na vida, onde você está se concentrando no que o corpo faz.

O que é um mês? É uma configuração arbitrária à parte de uma certa reunião de tempo; feito pelo homem. Você nem sempre teve o mesmo calendário. Você nem sempre sentiu que o tempo era o mesmo de todos os dias. Você o cria. Você trabalha dentro dele.

Por exemplo, você tenta fazer com que todos cheguem ao mesmo tempo e se encontrem e façam certas coisas juntos. Então você descobre que há uma pessoa (ou mais) que não pode fazer isso naquele momento. “Ok, vamos mudar isso.” Então, há outra pessoa que não pode fazer isso naquele momento. “Ok”. E você se diverte com isso, eu espero. Nem sempre; Eu observo. Pode ser um pouco de expansão da mente, sim; expansão do julgamento.

Você trabalha com o tempo, mas como eu disse, o tempo é sua criação. Você sabe que isso é verdade, porque às vezes você se divertiu com o tempo. Por exemplo, você deve estar em uma reunião às sete horas, e não há como você sair de casa e dirigir por vinte minutos e chegar lá às sete horas se você saiu de casa quando faltavam cinco minutos para as sete horas.

Mas isso pode ser feito e você fez isso. Você se surpreendeu e disse: “Bem, o que aconteceu?” Isso prova a você que você é quem está criando o tempo. Vocês são criadores maravilhosos. Permita-se olhar para tudo o que você cria e chamá-lo de bom.

É por isso que você tem a passagem em seu livro sagrado que diz que Deus – que é você – criou no primeiro dia, no segundo dia, no terceiro dia, e assim por diante. E Ele, olhou para a sua criação e a chamou de boa.

Chame tudo em sua experiência de boa. Você tem muitos que o observam. Você tem muitos que ouvem o que você tem a dizer. Talvez eles ouçam apenas uma palavra, mas pode ser o catalisador certo e perfeito para o seu despertar, para entenderem que são muito mais do que apenas o corpo.

Você não precisa saber o que eles ouvem. Mas você faz isso o tempo todo. É um presente que você dá de graça, e é aceito por aqueles que estão procurando exatamente por esse presente. Muitas vezes, você anda e não tem ideia do que você acabou de fazer, e você não precisa saber. Você é o professor, o mestre, o amante que só dá amor, apenas sorrindo.

E você diz: “Bem, sim, o sorriso não é realmente um presente tão grande.” Ah, sim, é. Pode mudar o dia de uma pessoa. Ele pode mudar sua vida porque você sorriu. Isto faz a diferença. E quando você chega ao fim de uma certa vida, seus amigos irão se lembrar de seu sorriso, de seu apoio, de seu amor, e eles dirão: “Essa foi uma vida bem vivida”.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph (Jesus)

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

O Campo unificado

O CAMPO UNIFICADO
Mensagem de Yeshua
Canalizada por Judith Coates
28 de Maio de 2018

Amado, eu tenho assistido o que você vê na sua tela como seus eventos esportivos. Eu fui bastante educado na compreensão de alguns de seus esportes; por exemplo, o que você chama de futebol. Agora, eu não sei bem por que eles chamam de bola no pé, porque a maior parte da ação tem a ver com correr, carregar e jogar, e muito pouco a ver com o pé. Mas tudo bem, é futebol.

Eu estava assistindo isso, porque nós tivemos jogos nos dias que você compartilhou comigo há dois mil anos. Nós tivemos os jogos, mas eles eram um pouco mais horríveis. Agora, eu sei que o futebol pode ser um pouco prejudicial de vez em quando, mas não exatamente como os gladiadores representaram para nós há dois mil anos.

Então, mais tarde nesta temporada, tenho assistido ao jogo com a cesta e a colocação da bola na cesta. Eu vejo esses que são agora os gladiadores, que são os mais altos da sua população, quase tão altos quanto a borda da cesta, para que possam colocar a bola facilmente.

É muito informativo ver aqueles que são muito bons em percorrer a quadra (um tipo diferente de quadra) e colocar a bola na cesta. São aqueles que subconscientemente – não é uma coisa consciente, na maior parte – têm uma visão de toda a área, uma visão de todo o campo.

Eles têm o que vocês chamariam de um sentido extra da Totalidade ao redor deles, de modo que pode não parecer estar consciente, mas está dentro da consciência deles. Está dentro da consciência deles, mesmo em um nível subconsciente.

Eles são capazes de imaginar todo o campo em sua mente. Eles são os que se tornam realmente bons atletas. Eles são os que têm uma pista sobre quem está correndo atrás deles, quem está ao redor deles. Existe uma consciência.

Sua tecnologia trouxe o que seus especialistas chamam de nuvem. Suas estrelas do esporte, como são chamados, os que parecem estar fazendo a pontuação, estão sintonizadas na nuvem ao redor deles. Existe um sentido extra.

E não, você não perdeu isso. Você está pensando: “Bem, eu não consegui essa parte quando nasci”. Sim, você conseguiu, você conseguiu. Faz parte da condição humana estendida.

E sim, você tem isso. Você entende o que estou dizendo para você; talvez não tanto nas palavras, mas você entende que existe um campo de energia ao seu redor, e você é capaz de sintonizá-lo.

Caso em questão: você entra em uma sala, e todos estão sentados lá realmente, desanimados com alguma coisa e eles estiveram tendo uma ótima discussão sobre coisas que poderiam estar erradas. E você pode sentir essa energia.

Às vezes você diz para si mesmo: “Eu acho que não quero ficar aqui”, e você deixa o grupo porque não é onde você quer estar.

Outras vezes, você entra em uma sala e todos estão rindo e sorrindo, abraçando-se. A energia é boa e você fica.

Todos vocês têm esse sexto sentido. Todos vocês têm o campo estendido que você conhece ao seu redor. Todos vocês podem sentir a energia.

Eu o observo e sou seu líder de torcida. Eu vejo os momentos em que o sorriso vem à face, e talvez você esteja pensando: “Bem, você sabe, eu poderia ter tido uma vida mais fácil do que esta.”

Então há o sorriso que vem e diz: “Bem, eu irei fazer o meu melhor com isso, e quando eu sair, vou olhar para trás e me dar um A +, porque Jesus o faria”. Sim, eu o farei.

Pergunte a si mesmo sempre que tiver uma pergunta: “O que Jesus faria? O que Jeshua faria? ”

E você sabe. Você pode se lembrar, porque há dois mil anos você caminhou comigo. Você viu que houve momentos em que a condição humana não era tão favorável para mim, e houve momentos em que eu poderia ter reclamado de algo.

Para dizer a verdade, há momentos em que eu reclamei. Eu disse ao meu Pai Celestial: “Por que isso está acontecendo? O que eu devo fazer com isso?”.

Depois que ficava reclamando, reclamando, respirava fundo e sabia que tudo que eu experimentava era um presente, um presente de criatividade.

As maiores decisões que você já tomou, que mais tarde você pensou que se arrependeu de ter os maiores presentes nelas, porque prova pelo menos duas coisas. Prova como você pode ser criativo.

Todas as condições que você faz para si mesmo, você criou.
Então você olha para tudo e diz: “Uau, eu não sabia que era tão criativo”.

E toda experiência que você tem lhe traz a um espaço de maior compreensão do que os outros irmãos e irmãs podem estar passando, para que você possa ajudá-los quando estiverem se sentindo desanimados.

Você pode dizer: “Eu entendo, mas você sabe …” E então você compartilha com eles um pouco da experiência que você teve, algo que os levará a um ponto de entendimento de que eles não sofrem sozinhos. Você esteve lá. Você diz a eles: “Eu estive lá. Mas, você sabe, eu não fiquei lá e você não precisa ficar lá. ”

E eles dirão: “Oh, sim, eu sei”. E você apenas rirá, porque você sabe que no dia seguinte, no dia seguinte ou na próxima semana – poderá levar um pouco mais de tempo – eles chegarão a um espaço de olhar para trás, porque você sabe que é o que aconteceu com você e para você e como você.

A vida humana é um presente.
Todos os dias você dá o presente a si mesmo de acordar de manhã.

Você sabe que você deixa o corpo à noite? Você deixa uma pequena luz piloto acesa para que ela ainda esteja lá quando você quiser vir e pegá-la de novo pela manhã, e você se refaz naquele primeiro instante quando está acordando. Pense nisso por um momento: o quão poderoso você é para se refazer.

Normalmente, o que você faz é lembrar como você era no dia anterior e reunir todos esses pensamentos e sentimentos para si mesmo, mas você pode fazer uma improvisação, e eu o vi fazer uma improvisação.

Eu o vi escolher. Você tem o poder de escolha. E sim, há momentos em que você parece não ter o poder de escolha. Eu entendo esse sentimento também.

No Jardim do Getsêmani, “Por favor, podemos fazer isso de outra maneira? Eu não quero especialmente estar na cruz. Deve haver outra maneira de fazermos o que for que eu devo fazer nessa vida. Deve haver outra maneira de ensinar aos discípulos e a todos que vieram me ouvir … deve haver outro jeito ”.

Então eu escutei de outra maneira, e ouvi o silêncio. Eu perguntei ao Pai mais uma vez.

Eu disse: “Ei, você sabe, nós somos muito criativos, e eu só tenho 33 anos, e eu não me importaria de ter mais alguns anos para fazer mais algumas viagens em algum lugar. Basta pensar em todos com os que eu posso interagir, e posso dar sua mensagem para aqueles em outros países. Então, você não acha que seria uma boa ideia? Nós podemos deixar o amanhã passar. Nós não temos que fazer a ressurreição. Quer dizer, eu vou chegar a isso mais tarde, mas talvez … ”

Eu escutei, mas não houve resposta.

Então, finalmente, depois de ter agonizado – e eu o fiz -, decidi: “Tudo bem, se esse é o caminho, sei que não vou viajar sozinho. Eu sei que o poder e o espírito do Um é o que ativa todos os dias da minha vida. Portanto, irei sair e fazer o que for necessário ”.

Assim, após a crucificação, saí da tumba. Eu refiz o corpo, como você faz todas as manhãs. Você mexe os dedos dos pés, estica os braços, etc. Você verifica tudo. Você o reúne do jeito que você lembra que é.

No entanto, a maneira como tem sido no dia anterior não tem que ser como você faz isso hoje. Agora, leve isso profundamente para dentro da consciência. Aquilo que você experimentou antes de ir dormir não precisa ser captado no dia seguinte. 

Eu sei que o ensinamento da condição humana diz: “Bem, é mais provável que, se eu tivesse uma dor no ombro, ela esteja lá no dia seguinte.” E com esse pensamento – com esse pensamento bem aí – isto se manifesta, porque sabe que você espera.

Agora, como você muda isso? Pratique meu querido; Pratique meu garoto. Pratique. O que eu digo para você é para lhe dar encorajamento. Agora, se isso não está acontecendo para você, não acumule culpa sobre si mesmo. Não diga: “Oh, bem, eu sou muito fraco, não sei o suficiente, etc.” Isso também não é verdade.

Há sempre um propósito em tudo o que você experimenta e, às vezes, você não saberá do propósito até depois de liberar o corpo. Nem sempre tem que esperar tanto tempo, mas às vezes acontece.

No entanto, vou compartilhar com você que em algum momento, seja no tempo ou fora do tempo, você entenderá o significado de tudo o que você experimentou, e verá que realmente foi um presente.

Agora, eu sei que quando você está passando por uma certa dor, seja física ou emocional, ela pode parecer um inferno em si. Mas novamente, você é o criador. Você é criativo. E mesmo que isso realmente lhe doa, chame tudo de bom.

Cada experiência que você cria para si mesmo, você obtém, em primeiro lugar, o dom de “Oh, meu Deus, eu fiz de novo. Eu escorreguei e caí. Eu sinto a dor no meu ombro. Eu a sinto de novo. ”

Então você pára e respira profundamente e diz:“Droga, eu sou tão criativo”
E você pega seu caderno e escreve A + porque,“Eu fui criativo de novo. ”

No primeiro instante do dia, você foi criativo.
Então você diz: “Onde é que isto irá no resto do dia?”

E no final do dia você pega o seu caderno e escreve o que você fez naquele dia, como ele foi, e o número de vezes que você foi capaz de sorrir ao longo dele, porque isso também é um presente que você dá a si mesmo: o sorriso.

Toda vez que você sorri, você ganha mil pontos no céu. É verdade. Então, continue sorrindo.

Eu sorri? Na verdade eu o fiz, na cruz. Agora, houve treinamento anterior que eu fiz com mestres no que você chama de Extremo Oriente sobre a dor no corpo e se você tem que sentir isso ou não. Você pode treinar-se para estar fora do corpo. Você pode ver o que está acontecendo com o corpo e pode remover sua associação íntima com o corpo para apenas observá-lo.

Isso geralmente não acontece na primeira vez. Andar na água também não aconteceu na primeira vez. Comece com uma pequena poça no chão e tente isso primeiro. A mesma coisa com tudo o mais que você experiencia e que deseja mudar. Permita-se abordá-lo a partir de um ponto de vista diferente, de uma perspectiva diferente.

Permita-se ver como a energia que você é, ativando todo o campo de energia. Coloque-se em todo esse campo e permita que a energia seja então distribuída de modo a não ser bem definida.

A expansão de energia em todo o campo de energia é um dos treinamentos que os mestres compartilharam comigo, de modo que eu fui capaz, quando eu estava na cruz, ao ter aqueles grandes espinhos em minhas mãos, de elevar minha consciência, minha percepção, fora do corpo e estar em um espaço de amor.

Eu sabia que o centurião que estava golpeando aquele grande espinho em minha mão estava fazendo isso por medo, porque se ele não fizesse isso comigo, seria feito com ele. Portanto, ele estava motivado, mas ele não queria fazer isso. E para ele, por meio segundo, ele podia sentir qualquer dor que eu estivesse sentindo, e ele foi transformado para sempre.

Ele voltou nesta vida e nos encontramos. Nós trocamos o abraço. Ele se perguntou por algumas vidas se ele seria perdoado, e ele viveu algumas vidas após a crucificação como um ser humano sem valor. Ele fez tudo o que você consideraria negativo, porque ele sentia que não tinha valor.

Mas depois de um tempo, tudo isto passou, e então ele começou a ser o sábio que ensinaria os pequenos ou os mais altos que estavam perdidos, que não há problema em atingir o fundo. Porque quando você atinge o fundo, depois disso você salta; você volta para cima; talvez não de imediato, mas às vezes, sim, imediatamente.

Nunca sinta que qualquer experiência que você tenha foi uma punição. Mesmo quando você tropeçar em algo e atingir o joelho, não assuma a culpa e diga: “Oh, eu o fiz novamente, como sou desajeitado.” Não, você faz isto a fim de se provar com que rapidez você pode se curar.

Já pensou nisto nestes termos? Você faz isto para provar a si mesmo como você é forte, mesmo que seja ao ponto de dizer: “Bem, eu devo ser realmente forte, porque veja o que eu acabei de passar.” Esta é uma boa maneira de encarar isto, porque você é o vencedor.

Tudo na condição humana – este é o bom ponto – está passando. Não fica; passa. Isso vai passar. Então você olha dessa maneira, e não é tão pesado. Isso irá passar. Você tem escrito em suas sagradas escrituras que as coisas passarão. “E aconteceu que certa noite certa estrela nos céus predisse que haveria alguns eventos interessantes…”

Você pode criar a história para si mesmo e você está criando, todos os dias. Você está escrevendo sua própria história. Torne isso engraçado. Coloque algumas piadas nela. Você pode fazer isso.

Você tem em torno de você todo o campo de energia para atrair. Você pensa – e eu sei disso das vidas humanas que tive – você pensa a princípio: “Eu sou apenas um certo ponto de ser”. Mas você é, na verdade, todo o campo.

Você atrai de todo o campo do Ser, o campo unificado que estava tentando explicar [Stephen Hawking]. Agora, na verdade, o campo unificado é você. É de onde você veio; é para onde você vai depois de tirar o foco da individualidade. O campo unificado – que é você, também conhecido como a sua Totalidade, a sua Unidade.

O campo unificado de energia é, na verdade, sua divindade. Existem muitas teorias apresentadas sobre como o campo é energia e como ele se torna ostensivo, como se torna real, como ele pode interagir consigo mesmo, porque realmente é isso que ele faz.

As pessoas podem tentar delinear e dizer: “Bem, existe esse campo e existe esse campo, e eles agem juntos. Mas, na verdade, se você olhar para uma piscina de água, uma borda de água não é separada da borda oposta da água, e esta é a grande Verdade do campo unificado.

O que isso lhe diz mesmo nas palavras?
Campo unificado: todos um.

Mas se você olhar para uma extremidade dele, com certas características, talvez, e você olhar para outra borda dele, ele pode ser descrito de uma certa maneira, e ainda assim é um campo unificado, tudo interagindo com todo o resto, tendo efeito sobre tudo o mais, que é você, como indivíduo, tendo efeito nesse indivíduo e em qualquer outro indivíduo com quem você interage.

Você é parte do campo unificado, talvez uma extremidade dele ou a parte do meio, ou a borda do outro lado, tudo unificado como energia que se expressa. Isso é o que o corpo é agora. É a energia que é reunida em uma certa forma para que você possa trabalhar com ela, de modo que você possa fazer certas coisas com ela.

Mas, em essência, quando você a leva para a menor partícula, é energia. É divindade, energia divina, e é unificada no seu Ser como você a chamou. Esse é o seu campo unificado.

Então divirta-se. Permita-se escorregar através da vida. Permita-se saber que todos e cada um que você encontra é um campo unificado de energia, fazendo o melhor que eles podem; e eles querem ser reconhecidos como a energia divina que são; provavelmente não nessas palavras, porque eles não entenderiam essas palavras, mas eles querem que você olhe para eles, sorria e reconheça que eles são um ser neste dia e hora, e que eles estão fazendo o melhor que podem.

Você pode olhar para eles e na escala de um a dez, você diz: “Bem, acho que eles estão em cerca de 1 ½.” Mas eles estão fazendo o melhor que podem. Em outra vida, eles poderão voltar e ser um dez, como você fez.

Então, permita-se entender o quanto você é grande. Permita-se entender que você é o campo unificado de energia, aparecendo como uma parcela individualizada e, no entanto, quando você dá esta respiração profunda e sente a paz que vem com ela, você permitiu por um instante do tempo, a conexão com o campo unificado da divindade.

Amado, eu amo o que você é, porque eu sei Aquilo que você é. Conheço os momentos que caminhamos juntos e rimos das pequenas coisas que acontecem em uma condição humana. Tudo deve ser apreciado. Tudo deve ser entendido como energia e ser amado, como eu o amo.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph
(Jesus)

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://www.oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Preparando-se para 2018

PREPARANDO-SE PARA 2018
Mensagem de Yeshua
canalizada por Judith Coates
9 de Fevereiro de 2018

Amado, este ano será um ano de mudanças. Aquilo que parecia estático ou imutável, será movimentado um pouco, porque você olhou e averiguou em seu coração que realmente o que você vê não é tão amoroso como poderia ser. Não é tão atencioso como poderia ser.

Você sabe, a partir dos seus próprios sentimentos, que gostaria que outros o aceitassem mais. Você gostaria de receber mais amor. Você gostaria de ver mais amor no mundo, e você sabe que isto é realmente possível, mas, então, quando você olha, há o julgamento que vem muito rapidamente e diz: “Mas algo não está tão bom como poderia ser. Algo está faltando.”

Você sabe, intuitivamente, como seria se todos se sentissem amados, se tudo seguisse nas rodas do amor. E, no entanto, quando você olha o mundo, você vê que realmente o caminho é acidentado, que há alguns lugares onde as rodas podem passar facilmente e há alguns lugares que são muito desiguais. E você disse: “Por que tem que ser assim?”

Quando você criou os pequenos, seu coração queria amá-los. Você procurava nos pequenos todas as qualidades boas que poderia elogiar. Às vezes, eles cresceram como a flor ao sol, e outras vezes, eles reuniram a sua energia e pareciam não ter uma boa conduta.

Você se perguntou por que, especialmente nas famílias onde há mais de um dos pequenos. Você se perguntou por que eles são tão diferentes na forma com que eles reagem ao mundo e a forma com que o mundo reage a eles.

Falamos disto em outros momentos, dizendo que ninguém vem com uma lousa perfeitamente limpa. Ninguém encarna com uma lousa perfeitamente branca. Você vem com uma história passada, com uma certa inclinação de lembranças muito profundas de como foram as circunstâncias em outras encarnações. E as outras encarnações, até certo ponto, podem – nem sempre, mas podem – influenciar como você vê esta encarnação.

Você viu isto com os seus amigos. Alguns deles vieram com muita força. Eles entram em uma sala e de repente, há a luz solar na sala. De repente, lá estão eles e toda a sua energia é ótima. Por trás deles, vem esta pessoa muito silenciosa que nada diz, e ela não tem certeza se será aceita ou não. Você se pergunta por que a diferença.

Cada um de vocês está vivendo aquilo que sentiu que não estava bem completo. Você não tinha concluído completamente como seriam as experiências de um relacionamento, como os relacionamentos seriam, como o corpo seria.

Todos vocês se moldaram de uma certa forma, semelhante, mas não idêntica, de modo que pudessem vir ao mundo. Até certo ponto, você pode falar com o mundo, você pode ouvir o que está acontecendo no mundo. Você se move no mundo e, no entanto, cada um tem uma certa nuance de como eles falam, como eles vêem, como eles pensam, como se sentem.

Então, como você entenderia determinados atributos?

Às vezes, estes atributos são fáceis de estar e, às vezes, estes atributos são como lixa em um relacionamento. Irão lixá-lo até que haja uma parte realmente suave de você, ou podem lixá-lo até que o irritem. Você se levanta cada vez que é irritado um pouco, até que chega um momento em que diz: “Eu desejo a paz. Já basta.”

Neste ano, você estará vendo com mais clareza a distinção entre a paz e a ausência de paz, a distinção entre o amor e a ausência de amor. Você verá isto em seu círculo e, também, no círculo mais amplo do cenário mundial.

Você já tem os jogadores no cenário mundial e você estará assistindo: “Como este drama está funcionando?” Realmente, é um drama e é verdadeiramente para a sua diversão, sua edificação e, também, para a sua cura.

Você olha para o mundo e se pergunta: “Como tudo isto pode ser curado?”

E, na Verdade, você sabe, em um nível muito profundo, tudo isto pode ser curado em um instante. Tudo o que tem que haver é um certo sorriso e um certo retorno à paz, ao espaço onde não haja mais o desejo de argumentação, não mais o desejo de separação, não mais a crítica.

É um espaço onde o valor da paz vem em primeiro plano, não apenas a paz no cenário mundial, mas a paz em cada vida individual. Isto é realmente o que, em sua maior parte, você está buscando para si mesmo.

Agora, sim, há momentos em que você quer um pouco do tempero do entusiasmo e diz: ”Bem, se fosse totalmente tranquilo, eu não sei se realmente gostaria disto.” E eu lhe digo: “Experimente, você poderia gostar disto.” Você pode perceber que a paz tem tanto de sua energia que você não se sentirá entediado, mas se sentirá feliz.

Para si mesmo, como eu instruí há alguns meses, busque a paz. Reserve cinco minutos pela manhã. Agora, na época do inverno, o clima não está assim tão bom para sair, a menos que coloque a mente em um determinado lugar e diga: “Está tudo bem”, e você sai.

Se este não for o seu chamado agora para sair por cinco minutos, fique na janela e se permita se projetar para a árvore, para um arbusto, para a flor – sim, você ainda tem flores nesta época do ano.

Permita-se projetar a sua energia, o seu conhecimento, além da janela, que é bastante permeável, sinta a Unidade e ouça, porque realmente as suas plantas, suas árvores, e até os pequenos animais que estão ainda por aí, têm comunicação com você e para você.

Permita-se respirar profundamente. Permita-se encontrar o espaço da paz interiormente, e saiba como ela é. Pois quando você está fora, entre os irmãos e irmãs, e há muita atividade acontecendo e, talvez, um pouco da energia que não é pacífica e que está vindo em primeiro plano, você conhecerá o espaço da paz para retornar rapidamente. Pratique.

Pratique como é estar em paz, não estar no próprio julgamento, ou da cor do céu, ou da cor da árvore, ou da cor da grama, não estar no julgamento de nada, mas apenas respirar e estar em paz.

Há uma certa energia de paz que é a cura, e seu mundo está clamando por cura.
Seu mundo, até mesmo quando você está na janela, aceitará a sua energia da cura, da paz.

Cinco minutos, e, então, você pode chegar ao espaço onde realmente quer fazer sete ou dez. E, então, eu sei que o mundo virá gritando e dirá: “Está bem, você precisa se encontrar com fulano, em um determinado momento, você tem que estar em determinado lugar, há coisas que você tem que preparar.”

Então, você seguirá com as atividades do dia, de uma forma mais tranquila e mais aberta porque você se estimulou por cinco minutos ou um pouco mais. Você merece isto. Você já está bem ocupado pelo resto do tempo durante o dia. Você está bem ocupado fazendo o que o mundo pedir. Reserve cinco minutos para você.

E se você entrar em um espaço onde é tão bom, permita-se os cinco minutos antes de deitar a cabeça no travesseiro. Lembra-se de quando era pequeno, você ajoelhava aos pés da cama e dizia as suas preces? A rotina disto era a mesma que levar os cinco minutos e respirar a paz. Era igual, exceto para aqueles que faziam a prece tão rápido quanto podiam, porque a conheciam e, então, pulavam na cama.

Ou você permitia que os cinco minutos fosse o seu presente para o seu Eu Superior – Deus, como era chamado. Permita-se reconectar-se com este sentimento de paz, de adoração. E como eu lhe disse muitas vezes, o verdadeiro significado da palavra adoração “worship”, é: valer a pena. Saber que vale a pena ter os cinco minutos fora de seu dia agitado para se conectar com o seu Eu Superior.

Este ano ocorrerá muito da maneira do drama, um pouco na cena individual. Não será muito ruim, porque você esteve se preparando. Mas na cena maior, no grande palco, será muito interessante assistir. Você terá a oportunidade de estender a paz.

Agora, como você estende a paz?
Sendo a paz.

É por isto que você deve reservar os cinco minutos a cada manhã para viver em paz, de modo que quando for chamado para dar um pouco de paz, você sabe como ela é.

Respire profundamente. Interiorize-se, a este espaço interior de silêncio, e permita que o manto da paz desça sobre a testa, os ombros, para os pés, onde cada parte de você tenha a chance de se expandir. Cada parte conhecerá a cura.

Então, quando for chamado durante o dia, é como se você empurrasse o botão e ele estivesse bem aí com você, porque você sabe onde encontrar o botão. Eu vi alguns de vocês procurando o botão. “Está aqui? Está lá? Está mais no alto? Mais embaixo? Onde está este botão mágico?”

O botão mágico está dentro. Está no espaço da expansão. Está no espaço onde você deixa todas as preocupações do que você tem que fazer, todos os julgamentos de se você é bom ou não tão bom, deixando ir por cinco minutos e se aquecendo no sol de sua própria Luz.

Você já é bom. Não tem que se esforçar para ser melhor. Você já é bom o suficiente. Você tem um ditado em seu mundo que diz: “Nosso Pai não cria lixo.” Ele o envia com uma lousa limpa se você aceitar. Ele o envia para criar aquilo que é amoroso e saudável. Ele o envia para ser tudo o que você pode ser de uma maneira positiva que estimula.

Agora, se você quiser ser tudo o que você pode ser de forma negativa e ficar realmente chateado com as coisas, Ele não irá pará-lo. O fluxo de energia é verdadeiramente neutro, e o fluxo de energia fluirá através de você, porém você o dirige. Mas eu sugiro que você possa tentar se sentir tranquilo. Pelo menos por alguns minutos, veja como isso é.

Muitos dos irmãos e irmãs sofrem com o que você experimentou ao pensar que eles não são suficientemente bons, e eles têm que trabalhar para ser melhores. Mas enquanto eles estiverem trabalhando nisso, eles não estão aceitando isso.

Tudo o que você precisa fazer é parar e dizer: “Ok, por um minuto eu sou bom o suficiente. Talvez no próximo minuto não serei, mas não irei atravessar a ponte agora. Eu sou bom o suficiente. Oh, você sabe, isso é realmente bom. Não acredito, mas é muito bom “.

E quanto mais você o praticar, mais parecerá real, porque você o estará tornando real. Você é bom o suficiente. Apenas pare e aceite o presente da divindade, o presente que diz: “Eu o criei a minha própria semelhança”; em outras palavras, divino e onipotente.

Permita-se sentir o amor, porque você é amor; não só ser amado, aquilo que você é, mas você é o próprio amor com dois pés, caminhando, fazendo o melhor que pode e sabendo que cada passo que você dá está na Luz, porque está. Você é bom o suficiente.

Agora, no tempo que passamos juntos, temos trabalhado principalmente com a mente. Existem cursos de estudo que trabalham com a mente, como o primeiro passo para levá-lo para dentro, e estes são bons. Muitos dos conceitos que eu coloquei em várias mensagens o levam ao espaço da mente, de entender como você é bom, como você é divino, como você tem o potencial divino de ser tudo, todas as coisas, todo o amor.

A mente é uma ótima ferramenta e é por isso que nos aproximamos do lugar da paz através da mente. Mas agora você está pronto, você está pedindo para saber, “Como é realmente conhecer o amor? Isso explodirá todos os circuitos?”. Não, não irá. Isso irá ativá-lo, sim, e você pode ter as sensações físicas de estar quente, energizado. Pode ter sensações físicas de querer estender os braços e sentir tudo o que você pode sentir e interiorizar isto, para ser tudo o que você pode ser.

Este é o próximo passo do que você quer assumir e incorporar no corpo. Tornar real no corpo, este espaço da paz, este espaço de poder, este espaço de amor, aquilo que estivemos falando através das palavras. Palavras e conceitos são ótimas ferramentas, e elas o levarão diretamente à porta, ao limiar do que você realmente está buscando conhecer.

Isto é o que eu tentei compartilhar com você há dois mil anos, compartilhar com você que deve atravessar este limiar para o espaço do grande amor. Auto-aceitação – este espaço que diz: “Eu não tenho que fazer nada.”

O ego separado então, corre e diz: “Oh, mas há este estudo, há esta coisa que você tem que fazer, há certas posturas, você tem ir de joelhos, tem que chegar ao céu, tem que fazer X, Y e Z para conhecer o espaço da divindade.”

Mas Eu lhe digo que não há nada que você tenha que fazer. Apenas seja. Apenas aceite isso. 

Você tem a oportunidade em seu mundo todos os dias – alguns de vocês mais do que outros enquanto interagem com os irmãos e irmãs – de reivindicar esse lugar de paz, de reivindicar o espaço que diz: “Tudo está realmente bem.” Porque há quem virá de frente e dirá: “Como você sabe que isso é verdade?”

Você pode dizer o que quer que venha a sua mente e que você tenha lido, seja qual for o conceito que você queira dar, mas então você pára e diz: “Está tudo bem com você, agora”, e você olha com os olhos do amor. Aqueles olhos de amor falam muito; não em palavras, mas muito do Ser divino.

Você olha para eles com amor no rosto, e eles sentem algo diferente, porque eles são acostumados a muito do mental. Eles podem vir com capítulo e verso do seu livro sagrado e dizer: “Bem, isso diz isso e aquilo. Como você explica isso?”. E você sorri e diz:”Já está escrito em seu coração “.

Você quer conhecer o coração. Você quer sentir esse lugar expansivo de ser aceito como o amor que você é. Ninguém pode fazer isso por você, e ninguém pode tirá-lo de você.

Tudo o que você precisa fazer é aceitá-lo – e isso não é uma mera coisa. Mas você respira, e com essa respiração vem a oportunidade de se apaixonar. É tão simples quanto isso. É tão simples que a mente separada diz: “Mas eu tenho que ler isso em um livro em algum lugar. Eu tenho que encontrar capítulo e versículo onde fala sobre isso.”. Isso é a mente separada, e é uma boa ferramenta, mas não é amor.

Você está agora pronto para dar este salto de fé, o salto no espaço que diz: “Eu já o encontrei. Pensei que era algo realmente complicado. Mas, eu sabia disto quando era pequeno.”

E, então, por causa da maneira do mundo, você foi lançado de um lado para o outro, até que foi moldado, de acordo com o mundo, quanto a como tinha que ser. Retorne à sua criança. Esta criança sua que está ainda viva e bem, e vivendo apaixonada. Sim, ela recebeu alguma parte das batidas do mundo e supostamente se tornou um pouco mais sábia, mas no início, ela já sabia Quem e o Que você É. Ela já sabia, e ela apenas queria florescer.

Agora você chegou ao espaço onde há aceitação, permissão para florescer. Espero vê-lo desabrochando como o jovem no coração, amando-se, dando amor, porque você é amor; apaixonando-se, porque é você. Esteja no espaço onde você saiba como se dar bem no mundo, mas você não precisa se emaranhar para estar no mundo.

Você se treinou por muitos anos para ser aquilo que alguém espera que você seja. Mas e se por cinco minutos em um dia você não precisasse ser assim? Você poderia levantar-se da cama com os cabelos desarrumados e se amar de qualquer maneira. Sim, você poderia olhar no espelho … e oh, meu Deus, nem todos os cabelos estão arrumados. Tanto faz!

Isso é importante? Quando você chegar ao último momento dessa encarnação, você irá se preocupar com o aspecto do seu cabelo? Bem, há alguns de vocês que tiveram as encarnações onde, sim, isso importava, mas nessa vida, isto não irá importar. Nesta vida a única coisa que importará, verdadeiramente, é como você se sente amado.

Alguns de vocês irão sorrir porque, “Graças a Deus, a vida acabou.” Grande sorriso. Alguns de vocês irão sorrir porque você sabe que você fez um bom trabalho, e você estará encontrando entes queridos, o que é verdade. Você tem um sorriso no rosto porque, “Eu já me sinto sorrindo”.

Então lembre-se disso quando você chegar ao seu último suspiro. Diga: “Uau! Que vida eu vivi. Foi tão magnífica! Eu tive muitas oportunidades, e tirei o maior proveito delas. Mesmo que eu entrasse lá e estivesse na poça de lama com o resto dos amigos e talvez jogando a lama no ar e em volta e ficando coberto com ela, eu me diverti. Eu vivi a minha vida. Na verdade, eu vivi a minha vida; não apenas existi, mas eu realmente vivi. Eu a experienciei. E eu cheguei ao espaço onde, se alguém quisesse uma parte de mim, eu lhe dava um pedaço de mim. Eu lhe dei o meu amor. Se quisessem crucificar-me, tudo bem. Eles poderiam fazer o que quer que quisessem, e eu gostei. E eles sentiram isso.”

O amor é a única coisa que vive. Todas as suas pequenas diferenças, todos os julgamentos quando você dizia: “Bem, ela não fez a minha torrada direito. Ela não colocou o copo de volta no armário, da maneira certa, ela não lavou a roupa direito”, todas estas coisas são como nada, nada. O que vive é o amor. O que vive de uma vida para outra é o amor.

O que você é para sempre, nessa vida e em outras vidas, eternamente, é Amor. A mente irá querer dissecá-lo. A mente irá querer ter definições do que é o Amor. O Amor não pode ser colocado em palavras. O Amor não precisa ser colocado em palavras. O Amor é uma força de paz, um fluxo, se quiser, do interior ao exterior.

Pratique isto porque é bom. Por nenhum outro motivo, reserve cinco minutos. Chame-me nestes cinco minutos, se quiser, chame-me para amá-lo, para vir e ficar ao seu lado e colocar o meu braço em torno dos seus ombros. Não salte quando sentir o meu braço. Espere senti-lo e você o sentirá, porque Eu o amo, eternamente, não apenas com palavras, mas com o Ser que você é. Somos Um neste Amor.

Estimule-se neste amor. Pratique-o. Como qualquer coisa boa que queira saber mais, pratique. É o mesmo que aprender a tocar violino. Nas primeiras vezes que você toca o instrumento, oh, meu Deus, sim, você quer tapar os ouvidos. Mas depois de algum tempo, isto começa a ser estimulante. Parece que a sua energia está sendo apresentada.

É isto que é o amor, quando você permite que o fluxo apareça. Todos os que você encontrar no dia seguinte, sorria para eles. Se eles quiserem saber por que você está sorrindo, deixe-os perguntar. Sorria porque você sabe Quem eles São. Sorria porque é o maior presente que você pode lhes dar.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph
(Jesus)

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação da mensagem: DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
http://www.oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Previsões 2018 – Jeshua

2018.jpg

PREVISÕES 2018
JESHUA
Através de Judith Coates
1º de Novembro de 2017

Amado, como você esteve pedindo para saber o que pode estar próximo em seu novo ano, colocaremos para você vários parâmetros das chamadas previsões.

Como eu lhe disse muitas vezes, eu não faço profecias, porque tão logo eu as coloco lá fora, vocês as transformam e as mudam. Vocês são muito bons em fazerem isto. Vocês olham para o que foi dito ou profetizado e dizem: “Oh, bem, eu posso melhorar isto.” Então, vocês começam a mudar as coisas.

Mas, enquanto isto, falaremos de vários padrões. Você tinha um número 2012, que foi supostamente o fim do velho mundo, e o novo pensamento chegaria. Alguns não sabiam como isto seria, porque não tinha sido escrito. Assim, você escreveu. Você esteve recebendo algumas dicas e, então, trabalhando. “Está bem, o que eu gostaria de ver no que é chamado de minha vida e meu futuro?”

Você progrediu, embora esteja dizendo: “Bem, parece tudo confuso nas decisões geopolíticas que estão sendo feitas. Parece que tudo está confuso com os padrões climáticos. Parece tudo confuso com as personalidades na frente global com aqueles que dizem: “Irei interromper tudo o que você já conheceu, porque eu tenho o poder de fazer isto.”

Você esteve navegando. Você está navegando na onda, e espera ficar no topo dela. Você irá passar por algumas ondas emocionantes e um pouco da energia que parece ser suficiente para lançá-lo para fora da prancha e, talvez deixá-lo levar uma queda na água. Mas você está navegando bem nas ondas.

Você esteve percebendo que neste ano a energia está mais forte. As ondas, as correntes são mais fortes, e você está se equilibrando da melhor maneira possível e se perguntando: “Para onde estamos indo?”

Estou navegando nesta onda. Você está se unindo a mim na onda e estamos mantendo a nossa cabeça acima da água – de preferência o corpo todo e a prancha – equilibrando tudo isto. E você irá equilibrar. Você continuará navegando na onda. No entanto, você está em um passeio.

Eu sugeriria certas metodologias, certas coisas que você gostará de estar fazendo a partir do dia seguinte. Sim, em breve, pela manhã, demore cinco minutos e saia com os pés descalços.

Ainda que sinta as gotas de água caindo, cinco minutos, a chuva não irá machucá-lo. Você não irá encolher. Isto funcionará a seu favor. Saia e fique na grama. Permita-se atrair a energia da sagrada Mãe Terra. Isto fará uma diferença durante todo o dia.

Agora, eu sei que alguns de vocês já estão fazendo isto. Torne-o uma prática para todos os dias, começando no dia seguinte. Sei que tem coisas que você tem que fazer amanhã. Será um dia agitado. Há muito a fazer ao levantar.

Você é responsável por aqueles que estão em certos lugares, em certos momentos e para fazer determinadas tarefas. Você pode encaixar isto. Garanto que você acordará cinco minutos antes. É garantido. Eu me aproximarei e irei tocar no seu ombro, ou na cabeça, talvez.

Saia por cinco minutos, fazendo respirações profundas, expirando a velha energia, cinco minutos pelo seu relógio. Leve um relógio com você. Não saia apenas e diga: “Está bem, três respirações, cinco minutos”, e, então, volte para casa. Cinco minutos pelo relógio. Respire. Sinta a energia da Mãe Terra. Sinta a sua energia como Um com a Mãe Terra.

Você irá apreciar isto, e isto lhe trará a lembrança de vidas em que você esteve no monastério, ou esteve sozinho na caverna, momentos em que você conheceu a sua Unidade com a sagrada Mãe Terra.

Então, se você quiser voltar e assistir as notícias – o que não é realmente novo – você terá uma perspectiva diferente. Entre você e eu, sugiro que você coloque apenas cinco minutos na notícia, e isto é tudo. Iguale-os. Agora, eu sei que os seus repórteres gostam de continuar. No entanto, você pode obter o suficiente em cinco minutos, e, então, realize as suas atividades diárias.

Na sua frente geopolítica você verá um drama maravilhoso ocorrendo no próximo ano. 2018 será um ano de mudanças. Você já viu isto. Você viu a caligrafia na parede e esteve se perguntando: “O que eu faço sobre isto? Como faço em relação a isto?” E isto acontecerá. Isto virá e passará.

Realmente, as energias agora estão vigorosas. Você sentiu isto. Houve um tempo de admiração. “Como iremos colocar os fatores divisórios em um espaço de amor, em um espaço de aceitação? Como iremos curar o que parece ser uma grande fenda se abrindo?”

Você irá curar isto ao vê-lo de forma diferente. Você irá curá-lo porque é um curador. Você é um curador porque está aberto e disposto a ver as coisas de forma diferente, a ver as coisas sob uma luz de cura. E, então, amado, porque você está vendo as coisas em uma luz diferente, está compreendendo que tudo isto está funcionando para eliminar o que precisa ser eliminado.

Você irá sentir uma onda de energia que lhe permita sorrir, o que lhe permite falar com os irmãos e irmãs que não passaram os seus cinco minutos ao ar livre, aqueles que estão presos em todas as atividades e nas aflições do mundo, para dizer-lhes o que você sabe ser verdade, o que você conhece com a mente e especialmente, o coração e, realmente, tudo está em ordem, em sua ordem Divina.

Esta é a mensagem subjacente que quero lhe dar, todas as vezes que falamos: conhecer o Despertar, estar na alegria com a sua vida. 

Você está vivendo isto. Ninguém mais está vivendo isto. Ninguém mais realmente dita para você. Eles podem fazer sugestões, e eles podem fazer estas sugestões de uma maneira de uma forma que parece que você não tem escolha. Mas você tem escolha. A cada momento você tem escolha.

No próximo ano, que é chamado de 2018, será um ano de escolhas.
Será um ano de mudanças. Será um ano de navegar na onda.

É por isto que eu usei este exemplo de estar na prancha e navegar na onda. Você estará experienciando mais do que está começando a ver com os padrões climáticos. Sim, o clima mudou. Sim, você trouxe mudanças, mais energia aos padrões climáticos.

Você trouxe isto a fim de ver o seu poder criativo e aí está em frente da sua face, uma tempestade de Categoria 5. Em breve, você terá as Categorias 6 e 7, talvez ainda mais, porque você desencadeou uma energia para provar a si mesmo como você é criativo, como são criativos os irmãos e irmãs, como o Um, pode ser.

Não se preocupe com os corpos. Alguns serão libertados, mas, muito em breve, haverá a reencarnação dos que estarão voltando.

Como eu disse aos discípulos quando você estava comigo antes: “O que é isto para você?” O corpo – O que é isto para você? Siga-me. Encontre o Cristo de seu ser. É isto o que você estará fazendo nestes cinco minutos. Isto pode ser feito em cinco minutos? Sim, se você acreditar nisto. Não se esqueça!

Chame-me quando estiver ao ar livre, em pé na grama pelos seus cinco minutos, chame-me. “Esteja comigo. Permita-me conhecer o Cristo do meu ser. Deixe-me conhecer a exaltação do Cristo do meu ser. Deixe-me sentir a Energia. Não a energia do mundo que fala de todos os problemas, preocupações e coisas que têm que ser superadas, mas deixe-me sentir o poder de Cristo.”

Você sabe como conhecerá este sentimento? Será porque haverá um grande riso. Começará com um pequeno rumor de uma risada, e, então, haverá a boca aberta, o coração aberto, a risada sonora, como: “Oh, meu Deus, eu pensei que esta vida era séria. É verdade, é humor, é alegria, é alegria criativa. Uau! E eu que estava perdendo tudo isto.”

Quero ver você fazendo isto.
Quero vê-lo se tornando realmente alegre.

Você foi sensível durante muitas encarnações na mente. Você conheceu todas as coisas certas para contemplar, todas as coisas certas para dizer, todas as coisas certas para, talvez, tentar sentir.

Agora, nesta vida eu quero vê-lo retornar novamente ao seu Cristo, o Cristo que é a criança que diz: “Do que se trata tudo isto? Como posso brincar com o arco-íris? Posso me divertir com as gotas de água. Sei que a água é H2O, não é ótimo? Mas, como é isto?”. Tudo bem, é ótimo.

Permita-se realmente se apaixonar pela vida. Então, você perceberá que mais e mais irmãos e irmãs estão vindo a você, porque eles querem saber: “Que segredo você encontrou? Por que está tão feliz? Você está cercado por esta Luz e sinto que você está alegre. O que aconteceu? Em que tipo de dieta você está?”

E você dirá: “Estou na dieta da alegria. Estou na dieta da inocência. Estou na dieta de estar apaixonado pela vida.”

Você sabe como é ótimo estar apaixonado pela vida? E você fará a energia do amor crescer ainda mais, até o espaço onde ela não possa ser contida. Você se encontrará rindo, e as pessoas dirão: “Bem, você não ouviu as notícias?”

E você lhes dirá: “Não é assim que eu vejo isto. Na verdade, não vejo isto. Eu me sinto vivo. Olhe para isto. Olhe para mim. Estou vivo. Estou vivo, alerta, alegre e entusiasmado com a vida.” – Este é um bom mantra.

“Quero saber como é estar realmente vivo”.
É isto o que você estará dizendo nos cinco minutos ao ar livre.

Você pode perguntar às nuvens, perguntar ao céu: “Como é estar verdadeiramente vivo? Uau!” Eu estarei observando. Eu o estarei animando, e estarei à espera do riso que chegará quando você perceber: “Tudo isto é para a minha diversão.”

Você verá avanços maravilhosos em sua tecnologia, porque, novamente, isto faz parte de sua criatividade. Você pediu que deseja sentir imediatamente a tranquilidade de ser Um com outro, assim, você produziu a tecnologia que você mantém em sua mão, e pode estar conectado com outros.

Você chegará ao espaço onde a tecnologia – agora ela é pequena o suficiente para caber em seu bolso – neste próximo ano haverá aparelhos que talvez sejam um décimo do tamanho, e assim você não terá que ter a bolsa pesada para transportar, ou um bolso grande. E a miniaturização de sua tecnologia afetará o seu campo médico.

Na frente física, os corpos serão maiores. Você teve corpos bem grandes como os mamutes; já teve corpos menores que eram como as pequenas formigas agora Você já experienciou todos os vários tamanhos, formas, contornos, cores. E você se perguntou: “Como eu posso ser criativo?”

Este próximo ano será de mudanças – na frente mundial, e, também para você, caso queira mudanças. Como há coisas em sua vida que você mudaria, você mudará, porque você é livre para mudar.

Você viveu com as regras de outras pessoas até este ponto. Agora, nos cinco minutos que você passar ao ar livre, a cada manhã, você estará se conectando com o seu verdadeiro Eu.

Quando sair ao ar livre durante os cinco minutos, limpe a sua mente. Você pode fazê-lo. Concentre-se na respiração. Concentre-se na grama. Pergunte à grama: “Como é respirar o ar da manhã?” A grama respira? Sim, ela respira. Pergunte à árvore: “Como é o calor do sol em suas folhas?”

Divirta-se com isto. Após algum tempo, quando você se der permissão, você poderá decidir que deseja sentir a expressão em um pé. “Ah, eu farei isto em um pé.” Ou você pode fazer isto isto de um pé para o outro por cinquenta vezes.

Divirta-se, esta é a linha básica. Permita-se ser como uma pequena criança novamente. O mundo não lhe diz isto. O mundo diz que você tem que se ajustar, que tem que ser um adulto desde quando criança. Você foi prensado em um molde, através do que o mundo lhe diz como tem que ser.

Permita-se sentir no ritmo da sagrada Mãe Terra. Você perceberá – eu garanto isto. Talvez não no primeiro dia, talvez não no quinto dia, mas em algum momento não distante disto, você terá esta ideia: “Eu sou realmente feliz. E eu não sei por que estou feliz. Isto é ótimo. Tenho que contar a alguém sobre isto.”

Assim, esteja pronto para que o chamem quando eles sentirem as mudanças e dizerem: “Adivinhe o que aconteceu nesta manhã. Eu estava lá fora, olhando para a árvore e esta folha falou comigo.” Você saberá. A rosa falou com você. Ela floresceu para você e você se admirou com a cor e a forma. Tudo isto você cria, tudo é para o seu prazer, para estar na alegria.

Eu lhe digo isto agora, antes que o Ano Novo chegue, de modo que você possa começar a se preparar para manter o seu equilíbrio, seu eu Crístico, sua equanimidade quando tudo estiver caindo em torno de você. Não você, mas o que as notícias estão lhe dizendo.

O mundo, tudo o que você pensava que fosse real… Real? O seu Cristo, a sua alegria, a sua inocência, isto é real. O mundo, este não é real. Isto é drama. Aprecie-o como drama.

Se alguém está sofrendo e há algo que você possa fazer em relação a isto, faça-o. Se você tem as moedas de ouro e quer enviá-las para os que estão precisando para comprar algo, faça-o. Se vierem bater a sua porta e precisarem de algo que você tem, dê isto a eles. Isto será substituído em sua vida.

Você não precisa se preocupar: “Oh, eu não terei o suficiente.” Sim, você terá. Você já experienciou ter mais do que sabia, de modo que tem caixas de coisas que “Talvez eu precise disto algum dia”, você não irá precisar.

Dê. Você tem mais do que precisa. Ainda que você apenas possua um pouco, de acordo com o que acha que é possuidor. Eu lhe garanto que se você tirar o seu casaco das costas e entregá-lo a alguém, logo irá encontrar outro casaco. Talvez um amigo lhe dê, ele será substituído.

Não se preocupe com os gêneros alimentícios. “Bem, eu tenho que armazenar os alimentos porque….” Armazene um pouco, se isto fizer com que se sinta melhor, mas guarde-os, de modo que possa dá-los. Permita que eles estejam em circulação. Permita que eles se movam. Dê. E quando você der tudo o que poderia dar, dê mais, e mais será substituído.

Lembre-se destas palavras quando o seu Ano Novo chegar e o mundo dizer como tudo está ruim. É isto o que você estará ouvindo no próximo ano, como tudo está ruim. Isto não é verdade. Como tudo está criativo, sim.

Como você é poderoso ao criar o drama e tê-lo relatado novamente para você, mas não é onde você vive. Você vive com o ser criativo dentro de você, que contempla tudo o que você traz e o chama de bom, porque tudo o que você invoca é bom, tem um bom lado nisto.

Seu mundo, suas notícias, a partir do treinamento habitual, concentraram-se principalmente no que tudo está errado. “Oh, como está ruim.” Mas você, porque está despertando, diz: “Não, não é realmente a verdade disto. A verdade disto é que eu sou poderoso. Eu sou o criador do amor, do bem, da dádiva. Eu sou aquele que navega pelas instabilidades do mundo. Eu não caio da minha prancha”, porque você está criando esta prancha e diz:

“O que irá acontecer se eu perder a minha prancha?”

Você olha para os pés e vê que eles são grandes e eles se tornam a sua prancha de surf.
E o que mais? Seja criativo. Pense: como isto pode ser melhor?

Eu sei que o mundo lhe diz: “Você tem que estar atento a tudo. Haverá uma crise financeira. A gasolina estará escassa. Porque as mudanças climáticas estão acontecendo, os alimentos não estão se produzindo como normalmente o fariam. Os preços dos produtos estarão realmente muito elevados. Este tipo de doença está acontecendo. Fique atento. Você pode ser contagiado por ela.”

Você, o coletivo, não apenas você, o coletivo, chegou perto do precipício muitas vezes. Há a profunda lembrança, nos recessos da mente de como é ser destruído no que você vivia alguns momentos antes. Falamos anteriormente sobre Maldek, o planeta que é agora o cinturão de asteróides, porque você disse: “Vamos ver o que acontece quando misturarmos isto e aquilo”, e puff: os asteróides.

Compartilharei com você algo que não está escrito em sua história. Depois que você fez o grande experimento – e houve muitos destes – com o cinturão de asteróides, você perguntou: “Como seria viver em um asteróide?” E você viveu. Isto não está escrito em seus livros, mas fez parte de sua história.

Quero que você desperte para como você é magnífico, como você é criativo, e para chamar tudo de bom, porque tudo está em andamento, no processo de ser estabelecido para conhecer a sua realização e retornar novamente ao pó de uma ideia. Não com tristeza, mas com alegria.

Nosso Pai assiste tudo com alegria. Ele nada vê como tristeza. Ele, a propósito, não é um Ele. Não é Ela. É um espaço criativo maravilhoso que flui através de você. Até mesmo quando você se senta e se preocupa com algo, o processo criativo está fluindo através de você.

Você é maravilhoso. Esta foi a minha mensagem há dois mil anos. Eu sabia, eu a provei por mim mesmo que esta realidade – com “r” minúsculo – é a minha criação. Sabia que poderia mudá-la. Houve momentos em que tornei o meu corpo invisível e desapareci da multidão quando pareceu que poderia ser uma boa coisa a fazer, estar fora de lá.

Sabia que o corpo é energia. Sabia que ele poderia ser mudado e reformado, e eu fiz isto. É nisto que eu quero que você pense, nos cinco minutos em que estiver ao ar livre, saber que você tem diante de você uma janela. Olhe através dela. Não olhe apenas para o vidro e diga: “Oh, bem, isto é até onde eu posso ir.”

Olhe por ela. Sei que você está criando momento a momento. Saiba que você pode recriar, momento a momento, e que tudo está em sua experiência para ser aceito e participado com alegria inocente.

Se alguém chegar até você e dizer: “Você é tão estúpido! Você acredita que esta mesa não é real. Olhe. Quando eu bato na mesa, ela é dura.”

E você diz: “Sim, agora é, mas em meu conhecimento, eu posso mudar isto. Eu posso atravessar uma parede.” O que é uma parede? É energia que foi reunida. O que você é? Você é energia. Está bem, crie as energias compatíveis e atravesse a parede. Expanda as moléculas.

Encontre aqueles que chegarão até você e dirão: “Você está louco.”

E você dirá: “Sim, mas eu estou me divertindo com isto.”
Esta é a resposta. “Sim, mas estou me divertindo com isto.”

Escolha neste dia a quem você irá servir. É por isto que estou sugerindo os cinco minutos a cada manhã, de modo que possa escolher de novo, para que possa sair e brincar com os esquilos, com os beija-flores… Permita-se saber: “Eu sou Um com tudo. Eu crio.”

Escolha bem. Crie feliz.

Bom lema. Gosto disto. Crie feliz.

Previsões: Mudança, mudança criativa em todos os campos.

Procure a Luz.
Você é a Luz de mil sóis.

Que assim seja.

JESHUA

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
www.oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond reginamadrumond@yahoo.com.br

O Eclipse Solar

sozinho

O ECLIPSE SOLAR
Jeshua ben Joseph (Jesus)
expressando-se através de Judith Coates
3 de Setembro de 2017

Amado, você experienciou recentemente ou ouviu sobre um acontecimento maravilhoso que, em muitas ocasiões anteriores, foi motivo de preocupação. Foi quando a luz do sol seria apagada, e os raios do sol não estariam fluindo na Sagrada Mãe Terra.

Havia muito medo nisto. O que aconteceria se o sol desaparecesse e nunca mais voltasse? Esta era uma crença que desencadeou o medo há muito tempo. E se um deus tirasse o calor e a luz do sol? Você acreditou em muitos deuses inconciliáveis e caprichosos.

Agora um eclipse é uma ocasião a ser celebrada e testemunhada, e para saber com fé que, sim, o sol retornará.

Você chegou agora a um espaço de confiança. Você chegou a um espaço onde faz o milagre; verdadeiramente, você faz o milagre de saber que ele voltará. Sua realidade é maravilhosa, pois ela é maleável e mutável. Ela pode estar e está, a cada momento, mudando. Ela parece ser um continuum, mas você pode interromper isto a cada momento e mudá-la. Você tem a fé e o conhecimento de que o sol irá retornar.

Agora, em outro nível, você já sentiu que o sol saiu de sua vida? Houve alguém que foi o sol da sua vida e ele perdeu a aparência física? Agora, ele não desapareceu. Ele está com você, sempre, porque realmente há apenas Um. Mas o corpo separado o deixou, e houve um sentimento de falta de luz do sol, um sentimento de falta de Luz, um sentimento muito triste de que algo que você valorizava o deixou.

Você passou por um período de luto, um período de falta desta energia, um período de, na verdade, valorizá-lo, de reconhecer para si mesmo o quanto ele significava para você, quanta luz do sol ele lhe trouxe. Agora, você fez isto sozinho, mas ele lhe permitiu sentir que a vida valia a pena de ser vivida, que era divertida.

Então, por causa da história dele, aparentemente, ele partiu. E você disse: “Bem, eu sei que ele ainda tem que estar aqui, mas eu não o ouço, eu não o vejo, eu não sinto mais a luz do sol do seu amor.”

Então, à medida que o tempo passava, você se tornou mais confiante ao saber que realmente ele não o deixou, ele não pode deixá-lo, e de vez em quando você sente a sua presença. Você sente uma afirmação dele, algo que fosse um lema talvez que ele tinha, e isto irá lembrá-lo e “provar” para você que ele está ainda aqui com você. E ele está.

Assim, se houve um eclipse da luz do sol de alguém que você ama, permita-se confiar, acreditar e saber que a luz do sol dele não se afastou de você. Ele está evoluindo, tendo experiências, como você fará quando se libertar do corpo. Ele está seguindo em frente no que ele entende ser a sua vida prolongada.

É muito surpreendente para muitos, quando eles liberam o corpo, que a consciência ainda esteja viva. “Eu ainda estou ciente.” Às vezes, ele tenta falar com você, mas porque houve uma crença profundamente enraizada, você acha que não o ouve. Ele está gritando para você. Ele está tentando atrair a sua atenção. Ele está colocando coisas a sua frente para lembrá-lo dele, e você, por causa da crença profundamente arraigada, sente apenas a dor da separação quando você vê que aquilo seria um lembrete de que “Eu ainda estou com você.”

Eu, Yeshua, estou ainda com você. Eu não fui para longe de você, e no entanto, foi contada uma história de que eu liberei o corpo na cruz e que eu voltei, ressuscitei e então, mais tarde, ascendi ao meu Pai, para me sentar a Sua mão direita, o que eu faço – e a Sua mão esquerda, ao mesmo tempo.

É o que você faz quando libera o corpo. Você tem a oportunidade de saber que você está no céu. Ainda que você não esteja se expressando com o corpo, você ainda tem consciência. Você ainda está vivo e isto, para muitos, é uma grande surpresa.

Isto, para muitos, é confuso, porque, então, ele se aproxima para pegar um copo de bebida e não consegue fazê-lo. Ou ele lhe diz algo, e parece que você não o ouve, ou parece não confiar no que ouve interiormente. Então, há um pouco de mudança na crença.

Você está agora preparando a sua consciência para quando estiver sem o corpo. Você está fazendo a preparação de modo que quando liberar o corpo, você saberá. “Eu ainda estou vivo. Eu ainda estou consciente. Não da mesma forma como era com o corpo, mas eu ainda estou. Eu ainda me sinto um pouco estranho, talvez, por um momento ou mais, mas não por muito tempo, porque, então, haverá uma idéia que chegará até você. “Eu quero ver isto e isto, e levará muito tempo para vê-los, porque eles estão a meio caminho da sagrada Mãe Terra.”

Mas, imediatamente, você está lá.
Então, haverá um pouco de ajuste, mas está tudo bem.
Você se ajustará rapidamente. Você ficará mais feliz.

Esta é a mensagem que você deseja dar aos outros que estão ainda ativando o corpo. Você quer que eles saibam. “Eu estou bem. Estou realmente feliz, e ficarei muito mais leve do que quando com o corpo.” E outros, porque não lhes foi ensinado, não sentirão que eles o ouvem. Eles o ouvem, mas não confiam nisto. Diga-lhes isto agora. Prepare-os para acreditar.

O que você está fazendo agora, nesta vida, é se preparando para o próximo capítulo e preparando o cenário para que outros saibam que você ainda está no palco. Você está bem aí. Foi uma boa vida. Você fez o melhor possível. Você é o mestre de cerimônias, e contou todas as piadas, as histórias bem humoradas.

Você está feliz? Você pode ficar. Por favor, eu o aconselho. Quando você aparecer no seu próprio velório, tenha um bom tempo nele. Se aquele que foi um espinho no caminho da vida surgir no velório, você pode sussurrar em seu ouvido: “Ei, você ainda não terminou comigo.” Tenha um senso de humor.

Mas o que você está fazendo agora é muito parecido com a preparação do que você faz no Eclipse Solar, no físico. Você está se preparando para o próximo capítulo na história de sua Vida – com “V” maiúsculo. Você está se preparando.

Assim, em seus momentos de meditação, permita-se fazer uma lista, talvez, de como quer que seja o capítulo. Não que você irá acelerá-lo. Você não irá correr e dizer: “Oh, bem, eu seguirei para o céu, porque esta vida aqui no físico é muito difícil.” Você não fará isto, mas você terá uma facilidade sobre como isto será, a facilidade com que será.

Diga aos seus entes queridos antes que libere o corpo que você estará com eles, e você pode estabelecer certos pontos onde eles dirão: “Oh, bem, este é o tio Joe. Ele disse que faria isto. e, com certeza, ele fazia cócegas na orelha do cachorro e o cachorro está agora coçando a sua orelha.” Ou seja o que for que queira compartilhar com eles.

Você é a luz do sol para outros em sua vida. Você é aquele que traz o humor e faz os outros rirem. E você continuará a fazer isto, se quiser, depois de ter liberado o corpo. Como você foi a luz do sol para alguém, você ainda o será – se eles acreditarem nisto.

Então, coloque algumas dicas lá fora. Não é que você estará liberando o corpo no dia seguinte. Não será assim tão rápido. Mas você pode colocar em movimento a preparação para que eles compreendam um eclipse solar e, então, o aparente eclipse da liberação do seu corpo.

Ao mesmo tempo, você conhecerá os seus amigos. Aqueles que estão próximos de você e eles são como o sol para você. Eles sempre o serão para você. E aqueles que foram como uma trovoada e você logo os deixaria ir, que assim seja. Você pode deixá-los ir.

Permita-se estar na alegria sobre a sua vida, como ela é. Como é no nível físico e como ela pode ser no nível espiritual. Esteja na alegria em relação a ela. Nada realmente tem que ser opressivo.

Você carregou por muitas vida o pesado fardo do ensinamento de gerações de que a vida – e eles estavam falando da vida física – tem que ser uma luta. Você teve os ensinamentos religiosos de que quanto mais você lutasse e mais opressiva fosse a vida, mais recompensas teria no céu.

Então, você liberou o corpo e disse: “Ok, onde está a minha recompensa?” E você teve que criar a sua própria recompensa, em outras palavras, aceitá-la. Você teria que aceitar que a grama é ainda verde no prado, que os narcisos ainda florescem em seu espaço, que as pessoas ainda sorriem umas para as outras e que há amor.

Então, enquanto você faz a preparação, apenas vivendo a vida neste dia e hora, em uma atmosfera feliz, você levará isto com você. Aqueles que pareciam ser a avó/ avô, que souberam aproveitar tudo ao máximo, eles ainda estão aproveitando o máximo no céu. E aqueles que aproveitaram o mínimo, eles passaram algum tempo aproveitando o mínimo.

Então, alguém sussurrou em seu ouvido, no ouvido espiritual. “Ei, olhe o que eu encontrei. Porque, entenda, há mestres, amigos em toda parte. Você pode levar este conhecimento ao céu com você. Todos os amigos que você teve nesta vida, se eles liberaram o corpo antes de você, eles estarão lá para encontrá-lo e recebê-lo.

Agora, não estou dizendo isto porque você  fará a transição amanhã. Você tem trabalho a fazer aqui. Assim, você não irá imediatamente. Mas, mais tarde, quando você for, saiba que realmente, eu irei encontrá-lo, se você quiser, e os entes queridos que partiram antes de você, eles lá estarão, também.

Na verdade, você terá muita diversão ao seu reunir e se encontrar com cada um, mas há uma ressalva que eu daria: muitas vezes, quando outros libertam o corpo e sentem a alegria do céu, como é chamado, eles, muitas vezes, podem não estar da maneira como você se lembra deles. Eles podem assumir uma determinada imagem por algum tempo, de modo que você os reconheça, mas nem sempre.

Procure o espírito que você reconhece. O ótimo tio Joe sempre contava piadas, estava sempre rindo muito sobre a sua perna mecânica. Bem, agora no céu, ele não tem uma perna mecânica. Ele decidiu que não mais precisava dela. Mas ele pode colocá-la para você, de modo que você o reconheça. Trago isto apenas como um exemplo.

O que você tem a sua frente é maravilhoso, porque você está se expandindo em sua compreensão e em sua aceitação dos milagres, pois eles parecem ser milagres. Você está se abrindo para novos ensinamentos, novas ideias que vêm até você. Você brinca com uma ideia por algum tempo, e ela se torna mais e mais um ensinamento profundo para você, porque você está agora aberto para ela.

Todos vocês são mestres para os amigos e parentes, quando eles estão abertos para isto. Às vezes, quando você diz algo que pode parecer ser para eles não natural, lá fora, você planta uma semente, e isto pode vir a se concretizar nesta vida, ou eles podem levá-la com eles. Nada é perdido. Você tem isto agora “provado” para você em seus círculos científicos: esta energia nunca está perdida. Ela pode mudar de forma, mas nunca é perdida.

Uma ideia-semente nunca é perdida. Ainda que não seja colocada em prática imediatamente, ainda está aí e eles a carregam com eles. E, mais tarde, em algum momento, como você mede o tempo – que é um conceito maravilhoso em si mesmo – ela poderá chegar a consciência deles, diante deles. Eles olham para ela e a veem de forma diferente.

Então, se uma ideia vier a você, brinque com ela, seja feliz com ela, compartilhe-a e saiba que realmente o sol em sua vida nunca desaparece. Você é o seu próprio sol. Você é o sol para todos os seus amigos, porque você aprendeu o segredo – que realmente não é um segredo – o segredo de que você é o criador de sua realidade, momento a momento, e se não gostar do que estiver experienciando, sente-se, pense sobre isto e o mude.

Permita-se saber que você pode mudar a sua realidade. Nada nunca é imutável e não há um Deus lá em cima o julgando. Apenas Deus como Amor.

Assim, como você testemunhou o ofuscamento temporário do sol em um eclipse, saiba que pode haver um escurecimento temporário do seu sol, mas não é para sempre. Seu sol retornará – o sol que você testemunhou em um ente amado e a sua própria luz do sol.

Assim como com o eclipse solar onde você viu a sombra cobrir o sol, você sabe que, verdadeiramente, isto está passando. É um evento maravilhoso, e agora você compreende que você é o Sol e sempre você estará brilhando, dando aos outros a Luz para que eles sigam, a Luz do Espírito.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
http://oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Seu Propósito na Vida

 
sozinho.jpgYeshua
canalizada por Judith Coates
4 de Outubro de 2016

Amado, vamos falar sobre o seu propósito nesta vida. Não é por acaso que você escolheu esta encarnação. Não é por acaso que você encontra muitas coisas em tumulto. Não é por acaso que você veio para ajudar aqueles que querem despertar, mas que não sabem como.

Você esteve em treinamento nesta vida, e trouxe certas características de outras vidas que o ajudam a se relacionar com os irmãos e irmãs. Você trouxe um determinado conhecimento, talvez, até mesmo o que você chamaria de ao nível da mente inconsciente ou subconsciente, que influencia como você encara algo, pelo menos, no início. Então, você traz para apoiar o que leu, estudou, ouviu nesta vida, para ver onde está indo com a mensagem que veio compartilhar.

Seu propósito nesta vida é ajudar, aumentar o despertar, a consciência da divindade, em primeiro lugar, em si mesmo, mas quando você está fazendo isto, é contagioso. Isto se espalha para outros.

Como foi há dois mil anos, eu tinha uma mensagem. Eu tinha um propósito. Vim com uma mensagem que você é o Cristo encarnado. Você é amor e você é Divino. E, na verdade, você nunca esteve separado de sua Fonte – com “F” maiúsculo.

Você veio aqui como uma extensão da Fonte, de sua divindade. Às vezes, você sabe disto. Às vezes, você age de acordo com isto. Muitas vezes, não. Muitas vezes, você está tão focado no que está a sua frente, que é difícil ver a grande cena. É por isto que, muitas vezes, eu lhe digo que é uma boa ideia passar algum tempo em silêncio, em meditação e na natureza.

Você não tem que fazer um tipo formal de meditação. Isto é bom, se quiser fazer isto, mas você pode apenas se permitir se expandir na frequência da natureza, expandir-se na frequência das árvores, das plantas, da água que flui. Expanda-se nesta frequência e reconheça-a por si mesmo.

Poderia haver alguém ao seu lado e ele não veria o rio. Difícil de acreditar, porque você diz que é muito óbvio. Está bem ali. Mas é uma coisa muito individual que você vê e interpreta.

As frequências estão ao seu redor. Frequências são cores diferentes. Às vezes, até com os olhos humanos você pode captar determinadas frequências e ver as cores diferentes, como no arco-íris. Lá você tem a frequência da energia surgindo, sendo óbvia como cores diferentes e você vê estas cores diferentes com olhos diferentes.

Ao seu redor agora estão as frequências. Você poderia estar ligado a uma de suas máquinas tecnológicas que lhe mostrariam a sua frequência.

E se alguém viesse a você e dissesse que o seu amado animal de estimação tinha sido atingido por um automóvel, a sua frequência mudaria. Ou se viessem a você e dissessem: “Você tem o bilhete premiado na loteria, e você é um bilionário”, a sua frequência mudaria. Você poderia sentir a frequência mudar e isto seria registrado em uma de suas invenções tecnológicas.

A cada momento em que você está tranquilo, a cada momento em que é preso na energia e há algo realmente acontecendo, a sua frequência muda. Outros podem sentir isto. É por isto que você é atraído para aqueles de frequência semelhante, por que você é atraído para aqueles que estão felizes, porque a frequência deles é onde você quer estar. É uma sensação boa, de leveza.

Aqueles que estão, às vezes, em uma frequência mais pesada, você os ama, mas nem sempre quer estar nesta frequência. Ainda que ela não seja medida, você pode senti-la.

Há dois mil anos eu vim com uma mensagem. Vim para lhe dizer que você é amor, que você é Luz, que você é a extensão da Fonte divina de energia e que, realmente, até enquanto está ativando um corpo, você pode conhecer a sua Fonte.

Você pode conhecer a onda de energia, quando chega ao espaço de conhecer o amor de Si mesmo, e eu não quero dizer amor egoísta, mas o amor de Si mesmo, onde você apreende a verdade do seu ser e avança com ela de uma maneira feliz.

Tome posse da alegria de ser.

Quando você olha para o seu amado animal de estimação e o seu coração se abre, é sobre isto que eu estou falando. Quando você está olhando para a inocência do amado animal de estimação – e, com certeza, ele tem certos traços que eles usam para levá-lo a fazer coisas que eles querem que você faça, mas eles são realmente inocentes que andam sobre quatro patas, ou voam com as asas, ou nadando na água. Eles são o amor encarnado, como você.

Mas, muitas vezes, a humanidade está olhando para fora, para ver as várias frequências do que está acontecendo que precisa haver um chamado de volta de: “Ok, venha e se concentre no Eu divino que você é”.

Saiba que realmente você não dá um passo, a menos que use a frequência divina que você é. Você não pode viver e se mover sem ser a pessoa divina que é, o exemplo divino. Assim, cabe a você se elevar mais, para chegar a este lugar onde realmente conhece o seu valor.

Muitos em seu mundo, neste momento, não conhecem o seu próprio valor. Eles não conhecem a divindade de onde eles vieram. Eles não sabem que eles podem ser felizes. Eles aprenderam quando eram muito pequenos que eles deveriam se esforçar muito e eles levam a mensagem de que eles não são os melhores, não são perfeitos, porque, obviamente, eles devem se esforçar muito para serem os melhores.

Mas eles já estão sendo os melhores que eles sabem. Até mesmo quando estão tendo um acesso de raiva, eles estão chegando a um espaço de dizer: “Eu não estou feliz comigo”. Mas eles querem ser felizes com ele e querem ter alguém que possa ser a presença da calma, a presença do ser divino com eles para lhes mostrar o caminho.

Eu fui chamado de um mostrador do caminho e Eu Sou. Mas você também é um mostrador do caminho e veio a esta vida encarregado de um trabalho a fazer, ser um mostrador do caminho, mostrar como você pode viver a vida humana e ser feliz nela, como você pode ficar entusiasmada com ela, como pode viver a vida humana e amar cada pessoa com quem entrar em contato, ainda que eles pareçam não muito amáveis, a princípio.

Mas você pode amá-los.
E ao amá-los, você se ama, porque não há separação.

Quando os olhos de um ser humano caem em outro ser humano, é uma oportunidade para viver no amor, estar no espaço de ser exaltado, fora da voz do mundo por um momento, o tempo suficiente para se elevar na frequência que você é. Isto é o que realmente você quer ser. Isto é o que você realmente quer fazer.

Você quer estar no espaço do amor sublime, o espaço que sabe: “Eu estou bem”, e você está. “Eu Sou o emissário do amor. Estou ajudando outros a reconhecer que há o bem na vida humana”. Eles veem apenas as faltas e os fracassos, e eles, com frequência, veem isto em si mesmos e, então, eles não são felizes e ninguém ao redor deles é feliz.

Mas você pode olhar para o centro do seu ser. Você pode ajudá-los com palavras, com um sorriso, com incentivo para saber que realmente há algo bom acerca de uma encarnação. E há. Há muito que é bom em relação a uma encarnação.

Você se inscreveu porque este é um momento muito importante. É um tempo de escolha para a humanidade. É um tempo de escolha onde muitos estarão fazendo a escolha quanto a se eles avançam ou recuam. As apostas são altas. Se eles não fizerem a escolha para avançar, irão escorregar para trás.

Você disse antes da encarnação: “Envie-me. Eu irei. Serei a voz que chama no deserto. Serei a voz que fala de amor. Vim através dos meus testes e provações para o espaço onde eu sei que há a escolha, e eu faço a escolha de viver na Luz.”

Você passou por vidas de escuridão. Você passou por momentos, até mesmo nesta vida, em que havia escuridão, como você a percebia. Mas você chegou a este tempo agora onde está reivindicando o seu propósito, onde está se conscientizando do seu propósito e onde está vivendo a partir do espaço do amor, do espaço da Luz.

Você já escolheu fazer a escolha neste momento como exemplo para outros. Sempre que algo vier a sua consciência, faça uma pausa por um momento. Não se apresse, mas, respire profundamente e pergunte: “O que está realmente acontecendo aqui?” Alguém está sendo infeliz. Alguém está agindo a partir de um espaço onde há tristeza e julgamento.

Neste momento, mantenha-os na Luz. Neste momento, pare, respire, mantenha-os na Luz. Eles irão querer saber o que você está fazendo, e você sorrirá. E você dirá: “Eu sei como você é digno. Eu sei que você tem valor. Você tem valor para mim porque é meu amigo. Você tem valor para mim porque caminhamos juntos.” Você encontrará as palavras para lhes dizer, porque você conhecerá o valor deles.

Você teve todo o treinamento nesta vida para trazê-lo a este ponto que será e que é mais necessário para a Luz. Eu não consigo enfatizar isto o suficiente. Isto é, em seus próximos seis meses, será o mais maravilhoso ponto de escolha para você e para os irmãos e irmãs. Não é uma coisa pequena. E você disse: “Estou pronto.” Mesmo antes da encarnação, você disse: “Estou preparado. Envie-me. Eu irei.”

Veja, antes de uma encarnação você se encontra com o que veria como mestres. Você se encontra com um conselho dos que são da Luz, e formula no esboço, o que fará na encarnação, na próxima vida que irá ter; não todos os detalhes, porque você tem o livre arbítrio quanto aos detalhes, mas o global foi escolhido antes de você fazer a encarnação. O geral foi planejado, e você disse: “Sim” a ele.

Você disse: “Eu farei tudo o que for preciso”, na medida do treinamento. Este pode ser um treinamento formal ou informal, através de todas as escolhas e o aprendizado, em termos gerais, que você faz em uma vida. E o seu aprendizado, como você sabe, vem de várias possibilidades: dos livros que lê, das pessoas com quem se associa, dos cursos que faz, das experiências que passa. Este foi o treinamento.

Cada um é especialista em alguma coisa e, muitas vezes, mais do que uma coisa. Você é um perito em ver onde outra pessoa possa estar sofrendo. Você é um perito em ver a Luz, até mesmo na centelha mais ínfima de Luz que alguém não vê, mas você a vê por ele. Está sempre lá. Você pode encontrá-la.

E este é o maior presente de todos que você pode dar ao outro: ver a sua Luz, encontrar a centelha de Luz que ele é, e, então, refleti-la para ele. No entanto, ele irá entender.

É para isto que você se inscreveu, e não é pouca coisa. Você já sentiu isto, porque tem passado por algumas das perturbações e os golpes que recebeu do mundo, não são coisas insignificantes. Você disse: “Eu Sou suficientemente forte. Irei até o inferno e voltarei”  – e você conheceu momentos de inferno – e céu.

Eu sei como é estar nos abismos do inferno e se perguntar: “Há alguma razão para continuar?” E, então, em um pequeno ponto dentro de você, chegava uma pequena Voz que dizia: “Há uma razão. Você é a Luz.” E você começou a se elevar neste ponto.

Você passou por um maravilhoso treinamento – e não somente o treinamento formal, mas o treinamento do mundo que diz que há uma linguagem que os irmãos e irmãs compreendem, e é a linguagem do apoio, da amizade. Às vezes, eles podem ser um osso muito duro de roer, mas não desista deles. Você vê a Luz deles. Você vê o que pode ser, e continua acreditando neles.

Você continua sabendo que eles são desta centelha divina de Luz, e você incentiva a Luz tanto quanto pode. Você a incentiva ao ser a própria Luz, o que atrai a Luz de outros e lhes permite ver que, talvez, por mais um dia, mais uma hora, eles podem persistir.

Porque muitos dos irmãos e irmãs, como você viu, especialmente neste momento, que é um tempo de ponto de escolha, estão se perguntando: “Existe algo pelo qual vale a pena viver?”. Você veio e o olhou no olho e disse: “Eu acredito em você”.

Isto, meu querido, transforma tudo, quando você diz para a outra pessoa: “Eu acredito em você. Sei quem você é. Sei do que você é feito.” Ela pode querer ignorá-lo, porque ela nunca ouviu isto antes. Mas vocês continuam sendo amigos, e ela pode tentar afastá-lo.

Porque, se ela reconhecer que ela é a Luz, então, ela tem que começar a agir como a Luz e tem que, de vez em quando, colocar um sorriso no rosto. E, talvez, isto não tenha estado em seu treinamento. Talvez isto seja muito estranho para ela.

Mas você continua sorrindo para ela e continua acreditando nela, continua sendo seu amigo e, então, ela diz: “Bem, se ele acredita em mim… bem, eu não acho realmente que ele esteja errado, mas…” . Ela começa a se examinar para encontrar um pouco de Luz e você a incentiva. Você lhe pergunta: “O que a faz feliz? O que a faz sentir que você merece algo?”

“Bem, absolutamente nada. Foi-me dito quando eu era muito pequeno, que eu não valia nada. Ninguém sabia por que eu estava encarnado aqui.” E você diz: “Sim, isto foi naquele tempo e isto é agora, e eu acredito em você. Conheço o trabalho que você veio fazer, e sei que é difícil, mas eu acredito em você, e sei que você pode fazê-lo.”

“Está bem”. Veja, você fala com outro diretamente e lhe diz: “Sei que você pode fazer isto. Sei que você está aqui por uma razão, por uma razão muito boa. Eu sei – seja como queira colocar isto em palavras – que o nosso Pai não faz lixo. Você ouviu este ditado, e sei que é verdade. Há algo sobre você que tem muito valor. Sei disto. Vejo isto. Acredito em você.”

Aqueles, neste ponto, podem correr, mas eles retornarão, ou poderão dizer: “Bem, por quê?” E, então, você começa a enumerar o que vê da Luz sobre eles. Há a verdade da Luz sobre cada pessoa. Há algo que você pode achar que pode elaborar, você pode lhes dizer. E isto pode significar a diferença entre a vida e a morte, a morte no nível da alma, onde eles voltam a dormir.

O trabalho com que você concordou antes da encarnação era passar pela vida humana, de modo que outros irmãos e irmãs pudessem vê-lo como humano, porque eles veem que você passou pelos testes e provações; que a vida não foi inteiramente fácil para você. E você chegou a um lugar onde pode acreditar em algo bom.

Quando eles veem que você passou pelos testes e provações, eles têm a oportunidade da escolha. Você não pode fazer esta escolha por eles. Você certamente gostaria, e eu. Há dois mil anos, eu gostaria de ser sido capaz de escolher por todos aqueles.

Mas eu disse: “Sua vida vale mais do que você sabe. O que você está vivendo vale mais do que você sabe. Você está se expandindo para a vida eterna, e isto é bom. Não o inferno eterno, mas o céu eterno. Você pode tê-lo, ainda que não tenha as moedas de ouro, ainda que não tenha o corpo que funciona, as pernas ou os olhos, você ainda tem vida”, eu lhes disse.

E enquanto houver vida, você tem escolha, e você pode escolher a felicidade. Ainda que não tenha todos os bens mundanos – na verdade, os bens materiais interferem, às vezes – ainda que você não tenha tudo que supostamente o deixe rico, você tem vida e você é rico, porque você tem vida. E você pode avançar, momento a momento, acreditando no melhor de si mesmo.

Até quando você está deprimido e parece ser o ponto mais baixo, há sempre alguém que acredita em você, e você será esta pessoa para os outros.

É para isto que você se inscreveu: ser a Luz para outros. Você esteve na escuridão; você sabe como é opressivo estar na escuridão. Você sabe como é opressivo ter tudo tirado de você e, no entanto, a única coisa que não pode ser tirado de você é a vida. Você continua vivendo. Ainda que deixe o corpo, você continua vivendo.

E eu lhe digo, que aqueles que aniquilam o corpo se encontram ainda vivos, e eles também se encontram em um ponto de escolha: “O que eu farei agora?” Porque há consciência, há consciência. Há conhecimento. Há escolha.

Ainda que você não tenha o corpo, você ainda tem vida. Você irá escolher inúmeras vezes, até que finalmente escolha a vida e diga: “Está bem, eu já tive o suficiente ao estar por baixo de tudo. Eu tive o suficiente disto”. E você começa a olhar para cima.

Todos vocês estiveram neste lugar, ou nesta vida, ou em outra, onde você esteve no nível de baixo, e, então, fez a escolha de subir, de olhar para cima. E, com frequência, tem havido alguém ao seu lado para ajudá-lo. Porque não há separação, e quando você pede ajuda, tem que haver uma resposta. E você, com frequência, pode ser a resposta para a prece do outro, para a prece desesperada do outro.

É para isto que você veio. Quero que você ouça isto profundamente. Quero que ouça, porque você se perguntou. Você quis saber: “Por que estou aqui? Estou fazendo todas as coisas certas, mas isto não parece o suficiente.” E isto é porque cada dia lhe traz a oportunidade de ser Quem você é, de compartilhar a Luz.

Cada dia de cada encarnação há oportunidade para escolha. Há oportunidade para a Luz. Há oportunidade para o coração expandido, o coração que vive no amor e conhece somente o amor.

Quando você alcança este espaço, há êxtase. Quando você chega a este espaço – e você pode tocar este enquanto está encarnado, você pode tocar este espaço de êxtase onde você sabe: “Meu Deus, eu sou mais do que eu já me considerei ser. Meu Deus.” E eu uso estas palavras sabiamente, porque este é o seu Eu Divino lhe respondendo.

Você sente a energia? É disto que a mensagem se trata, sobre sentir a energia, a energia Divina que passa através de você, para saber que realmente: “Eu sou feito de coisas Divinas. Sou criado para dar o sorriso, a Luz para os outros. É para isto que eu me inscrevi. Eu me perguntei por que estava aqui. Continuo perguntando: Por que estou aqui? Por que estou ainda aqui?”

Bem, porque o seu trabalho não terminou ainda. Porque há aqueles que precisam ver a Luz, aqueles que precisam ver o amor, aqueles que chegam até você e perguntam: “Do que se trata a vida? Por que estou ainda aqui? O que devo estar fazendo?”

Como dissemos muitas vezes, não há “deve”, exceto a escolha, o que você escolhe a cada momento sentir, viver e compartilhar. Escolha com sabedoria, porque se não o fizer, você terá outro momento de escolha. Porque nosso Pai está sempre dando, sempre oferecendo a oportunidade para o amor, para conhecer, experienciar e expressar Tudo O Que É.

E quando você chegar ao espaço de expressar Tudo O Que É, você terá feito o seu trabalho.

Mas, uma vez que tenha feito o seu trabalho, eu compartilharei com você, você não para. Você volta a fazer isto inúmeras vezes, porque é muito bom, porque é o seu próprio despertar, é a sua própria escolha de escolher o amor, escolher a vida e a felicidade, a felicidade exaltada de saber que “Eu Sou Luz”. “Bem, isto é bom. Sim, eu gosto de irromper ao redor como a Luz. Isto é bom. Quero compartilhar isto.”

Mais e mais irmãos e irmãs estarão se unindo a você, porque esta vida, estes próximos seis meses é um tempo de escolha quando muitos estarão fazendo a escolha: se eles continuarão com o padrão da escuridão, ou eles escolherão a Luz.

E porque você passou por experiências de escuridão, você pode falar com eles. Você pode ser um exemplo para eles de como é ser Luz e como você os conhece e acredita neles, porque você sabe do que eles são feitos.

Nos próximos seis meses de seu tempo você estará muito ligado, porque é mais necessário. Nos próximos seis meses, especialmente, você verá a oportunidade de viver, de amar, de ser Luz. E o que acontece após os seis meses? Ah, isto cabe a você. Isto não foi escrito.

Mas eu me unirei a você. Você nunca caminha sozinho. Eu caminho sempre com você. Eu sussurro sempre em seu ouvido. Eu lhe conto uma história engraçada, uma piada, uma maneira fácil de encarar algo. E antes que você o saiba, você está sorrindo, você está rindo, você está dizendo: “Está certo. Este é um tipo de pensamento divertido. Gosto disto.”

Nós caminhamos juntos.
Que assim seja

Jeshua ben Joseph (Jesus)

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – http://www.decoracaoacoracao.blog.br
DE CORAÇÃO A CORAÇÃO – https://lecocq.wordpress.com
http://oakbridge.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br