Novos inícios radicais

NOVOS INÍCIOS RADICAIS
Mensagem de Julie Redstone
1º de Dezembro de 2018

Todos saúdam a santa luz de Deus que está avançando mais livremente agora na matéria fisicamente encarnada. Bênçãos a todas as almas da Terra que corajosamente chegaram e escolheram estar presentes neste momento de nascimento.

Bênçãos e paz para todas as almas cujas missões tenham terminado na Terra, que estão voltando para casa.

Uma grande mudança da guarda está chegando ao planeta Terra, e a hora é agora de se preparar para uma manifestação maior do propósito de sua alma.

Embora as energias das trevas sejam muito fortes neste momento, e tenham atualmente grande influência em algumas mentes e corações, a luz sagrada de Deus é mais forte, iluminando para todas as almas o que precisa ser visto e enfrentado.

As energias da ilusão também são muito fortes neste momento, porém os corações firmemente ancorados no Amor Divino são capazes de discernir mais facilmente do que nunca, o que é verdade e o que não é.

Amados, é importante agora estabelecer novos caminhos de luz, tanto em si mesmos, quanto ao seu redor, para que o Novo que está chegando possa encontrar um bom lar dentro de vocês.

É um tempo de escolha, e também de discernimento, para seguir seus corações mais verdadeiros e a sagrada orientação..

À medida que Aquele que é Tudo começa a revelar-se magnificamente aos corações que estão prontos, haverá aqueles que ainda não podem fazer essa transição. Essas almas precisam de seu amor e compaixão, não de julgamento. O Divino e Santo Criador de Todos os guiará.

Deixem de lado aqueles que ainda não podem seguir com vocês. No final, aqueles que estão destinados a estar com vocês retornarão. Liberem e deixem ir, e ao fazê-lo, vocês abrem a energia para toda a humanidade.

Quando vocês bloqueiam o fluxo da vida, essa constrição cria uma energia de desarmonia. Encontrem dentro de vocês o fluxo do amor, da tranquilidade e da verdade. Isso pode estar presente mesmo em momentos de grande dificuldade.

Permitam que seus sistemas energéticos os orientem para a nova paisagem que está chegando. Liberem os apegos e encontrem o seu Eu Verdadeiro, que é e sempre foi completamente Livre.

Essa liberdade interior lhes permitirá que sirvam mais facilmente em sua missão divina de trazer liberdade à Terra, neste momento de grande opressão.

Nós lhes enviamos muito amor, bênçãos e gratidão pelo seu serviço em nome de todos.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
https://www.worldblessings.net
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Mantendo o amor na escuridão

MANTENDO O AMOR NA ESCURIDÃO
Guruji-Ma
Julie Redstone
9 de Novembro de 2018

No rastro do trágico tiroteio em massa na Sinagoga Árvore da Vida, em Pittsburgh, Pensilvânia, seguido pelo tiroteio na semana passada em um estúdio de ioga, e a violência da noite passada em Thousand Oaks, Califórnia, somos chamados no fundo de nossos corações para examinar o que nós acreditamos sobre o tempo em que estamos vivendo.

Quando recebemos dons abençoados do universo, é mais fácil acreditar em uma realidade Divina que contém tudo.

Quando o sofrimento aumenta e os eventos de violência extrema acontecem um após o outro, isto invoca a nossa mais profunda confiança para encontrarmos confiança no coração benevolente daquele que mantém o universo em si e deseja apenas amor e paz para os filhos da Terra. .

Vivemos em uma época de medo quando devemos consciente e deliberadamente escolher o amor acima de tudo.

Vivemos em um momento de desilusão quando devemos consciente e deliberadamente escolher a esperança acima de tudo.

Vivemos em um tempo de conflito e polarização, quando devemos consciente e deliberadamente escolher acreditar na bondade que forma a essência de cada coração humano por causa de sua conexão com a alma.

Precisamos acreditar na humanidade comum do homem.

Nossos corações são apoiados quando entendemos que esse aumento de escuridão que vemos ao nosso redor faz parte de uma grande revolução que o mundo está passando e os EUA em particular estão passando.

Essa reviravolta envolve a erradicação de padrões de motivação que levaram à violência e à capacidade de desconsiderar a humanidade um do outro.

O propósito desse levante é que nos tornemos livres desses padrões, conscientes do que vivia dentro de nós e prontos para mudar nossos valores. Esta é a causa das trevas em nossa vida coletiva atual. É a purificação em um nível global, ativada pela luz espiritual que está fazendo o seu trabalho.

Tal entendimento, obviamente, não consola aqueles que acabaram de perder membros da família ou amigos em Pittsburgh ou em Thousand Oaks. Nem consola nossos próprios corações de luto que simplesmente querem que o tiroteio pare e que vivamos em um mundo de paz e harmonia.

Nós estamos, como uma humanidade coletiva, clamando em uma só voz, acompanhados pela voz do sofrimento e do luto da Terra, pelo ato de parar os assassinatos e para que a vida de cada um seja tratada como sagrada.

Estamos servindo a essa meta, amados, ansiando por isso. Nesse sentido, nossa dor não é desperdiçada. Nosso anseio é ser aquela força de amor e unidade que é parte da Força Divina que chamamos de “Mãe” para ajudar a humanidade sofredora e a Terra sofredora, para que a violência possa terminar.

Não é apenas violência para os seres humanos, mas para a própria Terra. E sabemos que, quando clamamos, há outros exemplos de violência que não sabemos, porque não nos são dados espaços nos nossos meios de comunicação.

Neste tempo de crescente escuridão, nós chamamos através do anseio e da oração, e nos comprometemos ainda mais profundamente do que o fizemos para sermos uma fonte de amor no mundo, uma fonte que irá neutralizar as trevas. Nós não podemos acreditar na eficácia disto, verdadeiramente. Podemos acreditar no amor, mas não em seu poder.

E assim devemos novamente nos interiorizar nas raízes de nossa consciência que vivem em nossa alma para saber que o universo da criação Divina é feito de amor, é construído no amor, é fundado no amor. Que as aberrações estão ocorrendo agora é um resultado de seres humanos que viveram por tanto tempo com uma sensação de solidão e falta de um sentimento de segurança.

A partir dessa história, vêm os movimentos em direção à violência que vemos hoje – as expressões terríveis, trágicas e insondáveis das almas que se separaram ou foram separadas da verdade de seu próprio coração.

Em face disto, não nos separemos de nossa própria verdade. Vamos nos apegar ao amor como se fosse um salva-vidas em um mar tempestuoso. Vamos nos apegar com todo o nosso poder à crença na eficácia do amor para mudar as mentes e os corações que perderam contato com ele.

Amado, torne-se uma força de amor em sua própria vida, para que possa servir à mudança que deseja no mundo. Torne-se esse amor que você deseja que o mundo se manifeste.

Neste tempo de pesar e tristeza pelas recentes perdas de inocentes cujas vidas foram tiradas quando pensavam que estavam a salvo, oramos para que todos possam viver em segurança e em um mundo que não seja baseado no medo. Possamos cada um de nós trazer esse tempo através do compromisso do nosso coração com o amor, por nós mesmos, por nossos entes queridos e pelo mundo.

Com profunda gratidão por você estar aqui neste momento da transição da Terra para uma nova consciência. Que sua jornada seja abençoada. –

Guruji-Ma

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://lightomega.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

A vida em comum e a vida única

A VIDA EM COMUM E A VIDA ÚNICA
Mensagem de Julie Redstone
15 de Outubro de 2018

Esta mensagem chega a você com grande urgência.

Muitos de vocês podem estar cientes do recente relatório da ONU sobre a Mudança Climática e do fato de que as mudanças climáticas sem precedentes estavam previstas para ocorrerem mais cedo do que o esperado.

Neste momento, todas as almas que servem à luz estão sendo chamadas a unir os seus esforços para responder a esta crise iminente que afetará a todos os seres vivos no planeta. Mesmo no presente, não há ninguém que não seja afetado pelas mudanças que ocorreram na Atmosfera da Terra, em suas águas e terras.

Portanto, uma chamada urgente está saindo dos Reinos da Luz para aqueles que servem à luz para ter uma parte mais ativa em responder às necessidades deste tempo. Este chamado vai para cada um de vocês, Amados, pois o seu coração está conectado ao Coração do Um, e o seu amor é tão vasto quanto esse amor.

Nós o abençoamos e lhe agradecemos pela sua participação neste esforço, neste momento.

Aqueles que servem à Luz

Nós falamos juntos sobre a Vida Única que vive em Deus e que é o Divino dentro de todos nós e em todas as coisas. Nós falamos sobre isto, e o mantemos em nossos corações como a verdade.

No entanto, temos dificuldade em viver esta verdade, de colocá-la em prática, às vezes, porque o medo nos leva a nos fechar para as necessidades dos outros e a procurar proteger nossas próprias preocupações e nossa própria segurança, porque não sabemos como colocar em prática o princípio da “Vida’. Não sabemos o que faríamos de maneira diferente se pudéssemos viver esse princípio.

E assim eu gostaria, hoje, de oferecer uma tradução da “Vida Una” que é o Divino dentro de todos, a unidade essencial de tudo, em uma compreensão da “vida em comum”.

A “vida em comum” é mais acessível a nós. É o que compartilhamos em comum com outros que talvez ainda não se percebam como parte do Um. A “vida em comum” reúne o que foi dispersado. Ela reúne os muitos no “um”. Ela reúne aqueles que têm interesses separados, particulares ou pessoais, nos interesses que todos compartilham em comum.

Ao optar por defender a “vida em comum”, defendemos a Vida Una. No entanto, fazemos isso com o aumento da consciência do que devemos à nossa humanidade coletiva, ao nosso próximo, à mulher e à criança e à própria Terra. Perguntamos a nós mesmos: O que compartilhamos em comum e como podemos ser mais responsáveis em relação a essa essência comum?

Há muitas respostas que nossos corações individuais podem nos dar quando fazemos essa pergunta, muitas maneiras pelas quais cuidar de nossa “vida em comum” podem ser expressas.

Mas, certamente, um dos mais importantes é que nós precisamos, juntos, cuidar da vida de nosso planeta, e especialmente à luz da mudança climática, precisamos colocar nossas ações onde nossos corações não estejam mais pensando em nós mesmos como entidades separadas em relação à Terra, mas como parte de um todo coletivo que deve agir em conjunto, parte por parte, indivíduo por indivíduo.

Somos todos responsáveis pela vida da Terra e pela nossa “vida em comum”.

Se pensarmos em nós mesmos como separados e como indivíduos, podemos nos sentir muito limitados em termos de como podemos afetar pessoalmente a mudança climática.

Se pensarmos em nós mesmos como intrinsecamente ligados a um todo maior, a toda a humanidade, a todos os habitantes da Terra, então devemos afirmar que tudo o que fazemos faz uma diferença para o todo. Tudo o que fazemos faz a diferença.

A partir desta consciência de “vida em comum” e de importância para o todo, podem vir decisões sobre como podemos honrar a “vida em comum” tornando-nos participantes mais responsáveis dessa vida, dessa realidade. De fato, começamos a nos concentrar na realidade da “vida em comum”, a vida que compartilhamos.

Nós deixamos isso se tornar mais real para nós, e a partir dessa realidade escolhemos cuidar daquilo a que pertencemos da mesma maneira que cuidamos de nossas famílias e de nossos filhos. Nós nos importamos com aquilo que nos pertence. Nós nos importamos com aquilo que compartilhamos em comum.

Essa ‘vida comum’ nos chama agora, com grande urgência, a agir em nome de si mesma, a não mais pensarmos em nós mesmos como não importando, mas em darmos o salto de fé de que realmente importamos, e aceitamos a responsabilidade de sustentarmos nossa “vida em comum.”

De defendermos as necessidades da Terra neste momento de sua necessidade de reverter os efeitos da poluição do carbono e da mudança climática. Precisamos deixar nossas ações saírem de nossos corações para nos tornarmos cidadãos da vida que compartilhamos.

O que podemos fazer que seja diferente?

Podemos nos tornar mais conscientes de que tudo é importante. Em vez de acreditarmos que a Terra tem um suprimento infinito de recursos e que podemos continuar a agir de maneira confortável e familiar em relação ao uso desses recursos, podemos perceber que a Terra tem um suprimento limitado de recursos e que devemos compartilhá-los, juntos.

O que tomamos para nós mesmos tem um efeito no todo.
O que usamos para nós mesmos pode impedir que alguém tenha o suficiente.

Se vivêssemos juntos em uma comunidade física alimentada por energia solar, em vez de uma rede de energia, e se essa energia solar tivesse um suprimento limitado que pudesse ser usado, com base na quantidade de energia que poderia ser armazenada do sol, saberíamos que haveria um ponto final para o nosso uso de eletricidade além do qual não haveria mais. O que foi armazenado seria usado.

Nós não estaríamos, se estivéssemos conscientes, agindo em nossa vida diária como se houvesse um suprimento infinito. Desligaríamos as luzes nos cômodos que não estivessem em uso. Nós não aqueceríamos os quartos que não estivessem em uso.

Não faríamos viagens de automóvel que não fossem necessárias, para reduzir o uso de combustível. E nós pensaríamos em outras maneiras que o que fazemos importa. Em uma palavra, nos tornaríamos mais conscientes de compartilhar uma “vida em comum”.

Somos chamados, hoje, a investigar, no fórum de nossa própria consciência, o quanto estamos prontos para restringir nosso uso de produtos baseados em combustíveis fósseis para servir à “vida em comum”.

Estamos sendo chamados para além disso, para pensarmos em como podemos servir a vida de todos, mesmo quando seguimos nossas vidas diárias.

Como isso se torna uma realidade viva para nós, e como estamos dispostos a sacrificar certos confortos a que podemos nos ter acostumados para que a “vida em comum” possa prosperar e para que não possamos tirar da Terra mais do que precisamos, nós estaremos criando na Terra a Vida Única que é verdadeiramente o que todos nós compartilhamos.

Nós estaremos criando uma ponte através da “vida em comum” para a “Vida Única”.

Que esta seja a lição de hoje, e que possamos encontrar em nossos corações a disposição para vivê-la, a coragem de nos comprometermos com ela e o entendimento de que aquilo que damos a essa “vida em comum” nós damos a nós mesmos, pois não estamos e nunca estivemos separados.

Que a Terra e seus habitantes floresçam como resultado de nossos esforços individuais.

Om Namo Bhagavate.

Nós nos inclinamos para o Ser Supremo, a Vida Única que vive em todos.

LINK YOUTUBE

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://lightomega.org/
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

O Portal divino das possibilidades

O PORTAL DIVINO DAS POSSIBILIDADES
Mensagem de Julie Redstone
26 de Julho de 2018

Uma nova ancoragem da luz espiritual nas dimensões físicas da Terra foi realizada, o que agora está permitindo que algumas energias muito profundas e anteriormente ocultas das trevas subam à superfície para serem curadas.

Isto está acontecendo nos indivíduos, e também está acontecendo em um nível planetário quando a amada Mãe Terra abre suas entranhas em vários locais para liberar pressões profundas que existiam dentro de seu corpo sagrado

Essas mudanças profundas estão transfigurando os padrões de energia no planeta e também criando profundas alterações para indivíduos, casais, famílias, grupos e nações.

Muitos estão enfrentando situações que são indesejadas pelo eu encarnado, mas escolhidas em um nível de alma para um propósito sagrado. Infelizmente, muitos indivíduos ainda são incapazes de acessar a profunda sabedoria interior de sua alma.

Isto não é culpa dos indivíduos, mas sim parte de um tempo divino que está se revelando intencionalmente. Embora ninguém deseje ser mantido separado de seu verdadeiro Eu, cada alma do planeta está realizando algo através da existência nas condições atuais.

Queridos amados, a paciência é necessária para as condições que ainda não podem mudar. Ao mesmo tempo, a coragem é necessária para confrontar o que a vida está lhe pedindo. A confiança na sabedoria da sua própria alma é necessária, mesmo quando você não consiga ser capaz de discernir essa verdade.

Neste momento, seus corpos sagrados estão sendo reconfigurados e transformados, e há mais sabedoria e verdade que podem emergir de suas estruturas encarnadas.

Todas as formas sagradas de movimento do corpo são especialmente úteis neste momento, para começar a harmonizar as novas freqüências de luz em sua forma física existente.

Aqueles na Terra que agem como canais e médiuns estão experimentando um desafio maior neste momento, à medida que as forças de energia de oposição estão se manifestando mais fortemente nos corpos coletivos mentais e emocionais da humanidade.

Nem sempre é possível discernir quais emoções são próprias, e o que pode estar vindo de outras energias, no entanto, o que é possível é praticar o alinhamento com a luz espiritual, de modo que seja possível retornar ao coração e à verdade interior.

É útil criar uma prática espiritual regular, como a Prática do Alinhamento, que pode ser feita diariamente ou várias vezes ao dia, e que o reencontra com a sua verdade interior.

Isso se tornará ainda mais importante no futuro, e assim cada momento gasto em alinhamento com a luz espiritual cria um caminho divino para si mesmo e para os outros, para que seja possível retornar à luz, mesmo durante situações ou energias que possam ser opressivas.

Durante este tempo na Terra há um portal divino de abertura de possibilidades em um nível cósmico, no qual tantas novas energias e caminhos estão sendo recebidos em manifestação.

Isto está ocorrendo em meio a grande sofrimento e manifestações de grande escuridão. Os desafios não podem ser subestimados, e, ainda assim, o brilho da nova luz que está se manifestando convida cada coração a começar a entoar a sua própria canção única e bela da União e unidade divinas, que é o verdadeiro estado de ser de cada alma.

Nós abençoamos sua presença nesta Terra neste momento de possibilidade divina, e pedimos que você guarde em seu coração e ore a todos aqueles que estão sofrendo e em dificuldade, para que seus fardos possam ser aliviados. Com todo amor e bênçãos, Amém.

PRÁTICA DO ALINHAMENTO
Por Julie Redstone

Para começar, sente-se com as costas retas, olhos fechados, e respire lenta e tranquilamente, com a sua mão, com a palma para baixo, sobre o seu centro cardíaco, no centro do seu peito. Permita que a sua respiração se intensifique e relaxe mais.

Agora, visualize uma coluna de luz descendo do cosmos sobre a sua cabeça, descendo através do alto de sua cabeça e para a sua coluna abaixo, preenchendo o seu coração, e se estendendo até a sola dos seus pés. Sinta que esta coluna de luz é interminável. É o apoio ilimitado de Deus e dos reinos da Luz.

Inspire luz através do alto de sua cabeça. A cada inspiração, saiba que você está inspirando a Luz de Deus e a cada respiração está fortalecendo esta conexão. Esta Luz é ilimitada. Ela pode sempre ser atraída. Sinta o calor de sua mão em seu coração e inspire luz também em seu coração. Respire, sinta a Luz se movendo através de você, infundindo-o com o sopro de Deus. Respire assim por alguns momentos.

Agora, preste atenção à expiração de cada respiração. Quando você expirar, libere tudo o que não seja da luz que esteja dentro de você, tudo o que o limite, tudo o que o impeça de se aproximar de Deus. Libere o medo, libere a raiva, o desespero, a tristeza – Libere todas as limitações na Luz maior de Deus, que pode absorvê-la e em que ela se dissolve.

Expire tudo o que o retenha, tudo o que o separe… Continue respirando por vários momentos, concentrando-se na inspiração que atrai mais luz para o seu corpo e consciência e na expiração que deixa ir tudo o que precisa ser liberado.

Conscientize-se de sua inspiração e de sua expiração. Conscientize-se do sopro de Deus se movendo através de você. Quando esta meditação chegar ao fim, agradeça à Deus pelo dom da Luz e pela ajuda que lhe foi dada.

Nota: Esta prática deveria ser feita diariamente para um benefício máximo, preferivelmente na mesma hora do dia, ou ela poderá ser feita de uma forma mais curta ao longo do dia.

O alinhamento é o eixo central de uma prática espiritual que busca incorporar mais luz em seu ser, com propósitos de transformação individual e o serviço à Terra. Quanto mais ela for praticada, mais um caminho de Luz será criado através de todos os níveis do nosso ser.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Julie Redstone – http://julieredstone.org / http://lightomega.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

O Ato Sagrado da encarnação

O ATO SAGRADO DA ENCARNAÇÃO
Mensagem de Julie Redstone
4 de Maio de 2018

Nós nascemos por escolha, mas a escolha é um mistério para o nosso eu humano. Por que escolhemos nascer em uma determinada família, país, classe ou gênero? Por que encarnamos com uma série de desafios mentais ou físicos?

Essas questões, que não têm resposta ​​no nível humano, nos acompanham ao longo da vida e intuímos diferentes respostas para elas em diferentes estágios de nossa vida.

No entanto, não importa quais sejam as nossas respostas, o mistério do nascimento permanece um mistério, envolto nas brumas da realidade espiritual que só parte quando deixamos a nossa forma física.

No entanto, o ato de nascer é um ato sagrado e devemos honrá-lo como tal.

Entre as vidas, nos momentos de iluminação pela luz divina, no tempo de nossa escolha, vemos nosso passado e muitos futuros possíveis. Sentimos em nosso ser mais profundo a necessidade de cura em áreas específicas de nossa consciência, e estabelecemos prioridades de nascimento de acordo com o que é o nosso mais profundo sentido de necessidade em um dado ponto no desenvolvimento de nossa alma.

A luz do Infinito e a Inteligência do Infinito estão conosco enquanto fazemos isso. Eles estão com nossa alma em sua união com a Intenção Divina. Quando isso acontece, tornamo-nos capazes de reconhecer claramente que peso deve ser dado às muitas escolhas que cercam a encarnação.

Escolhemos uma composição genética específica que leva a uma constituição corporal e constituição mental específicas. Nós escolhemos os desafios que encontraremos e a alma com a qual iremos encontrar e interagir.

Tal conhecimento nos chega em nossa união com a Luz Infinita por um tempo. E, nessa luz, também discernimos quais dons iremos trazer para nossa vida física e de que maneira nossa passagem pela realidade física será um serviço aos outros.

No nível humano, muitas vezes estamos oprimidos pelo peso de nossos próprios cuidados e preocupações e, portanto, não consideramos que nossa vida seja útil aos outros. No entanto, o nosso serviço frequentemente ocorre em meio aos nossos problemas, sem o conhecimento de nossa consciência desperta.

Como uma alma que escolheu o tempo e o lugar de nossa encarnação, estávamos conscientes de nosso desejo de beneficiar os outros por meio de nossas escolhas. Como um ser humano, frequentemente nos esquecemos, sentimo-nos menores ou menos generosos, separados da verdade de nosso próprio serviço sagrado.

O ato sagrado da encarnação tem outro aspecto também, e esse é o aspecto da reunião com a Mãe Divina na forma física. Estamos mais uma vez, ao nascer, unidos à substância do seu Corpo sagrado que é todo o universo físico e não físico.

Nós nos tornamos parte dela novamente de uma maneira muito íntima. De fato, a Mãe Divina governa todo o processo de encarnação, permitindo que o espírito puro se torne matéria em todos os milhões e trilhões de nascimentos que já ocorreram e ocorrerão.

Esta união da Mãe de Todos no plano físico é sagrada. Nós pensamos, no passado, que éramos espírito e então entramos na matéria quando nascemos, deixando o espírito para trás.

Agora, devemos pensar que somos espirituais entrando em espírito quando nascemos, pois a Mãe do Universo habita em toda a forma física, e assim ao nascermos nós nos movemos de espírito para espírito em um mistério de união que está além da compreensão humana, mas não além da compreensão da nossa alma.

A encarnação permite que nossas células se juntem às células do corpo da Terra. Nosso corpo energético se torna parte do corpo energético da Terra. Nós nos movemos do espírito para o espírito quando nos juntamos ao Corpo da Mãe e quando tomamos forma.

Nós tendemos a ver o dia do nosso nascimento, nosso dia de nascimento, a partir do referencial da personalidade, desejando nos sentir especiais e amados em nosso dia especial, querendo a afirmação do valor de nossa presença para os outros. através dos dons e expressões de amor, querendo ser notado.

Essas celebrações do nascimento trazem alegria ao nosso eu exterior e uma partilha de companheirismo e amor no nível humano. A santificação da sagrada encarnação nos leva a outro nível de nosso ser, no qual a alegria ocorre como resultado do cumprimento do propósito de nossa alma na Terra.

Na santificação de nossa encarnação, nós celebramos nosso próprio ser sagrado que escolheu cumprir um propósito sagrado que envolve nosso próprio aprendizado, além de ser benéfico para os outros.

Alguns podemos conhecer. Alguns podemos não conhecer. Escolhemos isso e, na santificação de nossa encarnação, podemos abençoar nossa escolha e orarmos para cumprirmos o nosso propósito ainda mais plenamente.

Ao mesmo tempo, honramos o Corpo da Mãe que escolhemos entrar novamente em forma física, estabelecendo nosso relacionamento íntimo com Ela e com a essência Divina dentro de todas as coisas.

No nosso sagrado dia de nascimento, portanto, somos chamados a honrar a santidade da escolha de nossa própria alma, enquanto ao mesmo tempo honramos a santidade da Unidade Divina, a Mãe, que estamos aqui para reconhecer e experienciar em toda a realidade física.

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
http://lightomega.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Transformação Celular

TRANSFORMAÇÃO CELULAR
Mensagem de Julie Redstone
29 de Abril de 2018

Seus corpos sagrados estão passando por transformações em grande escala neste momento, enquanto as novas energias da luz penetram na estrutura celular de sua forma física.

De certa forma, essa transição será mais fácil para aqueles que estão mais recentemente encarnados nos planos da Terra, e aqueles que foram incorporados por algum tempo podem sentir mais desconforto enquanto as frequências da quinta dimensão aumentam e abrem os corpos de energia.

Amados, existem novas frequências de energia de cura que estão sendo enviadas para a Terra, que podem ajudar seus corpos neste momento de transição. Estas podem ser facilmente acessadas ​​através do silêncio, através do tempo gasto na sagrada Terra, e através de algumas vibrações do som e da música.

Há novas frequências de cura que também podem ser acessadas através da meditação guiada, e estas serão dadas à medida que as capacidades se revelam, para que estas sejam transmitidas e recebidas.

Amados, as novas frequências de cura podem ser ajudadas a atuar no corpo através da conexão consciente com a água e entrando em comunhão com o ser sagrado das águas, em todas as suas formas.

Tenham paciência, meus queridos, pois tudo o que vocês são nos níveis mais amplos do seu ser, está agora sendo mais diretamente conectado à sua forma fisicamente incorporada. Isto é uma bênção para o seu próprio propósito sagrado, e também para o propósito comum da humanidade neste momento.

Com todo amor e bênçãos, amém.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar

Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
https://www.worldblessings.net
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

Tributo a Stephen Hawking

TRIBUTO À STEPHEN HAWKING
EM SERVIÇO À LUZ
Mensagem de Julie Redstone
15 de Março de 2018

Eu escrevo para você, Amado, para honrar a morte daquele que veio à Terra para ser não apenas uma mente que criou livros que inspiraram milhões de pessoas, mas, também, para honrar aquele que veio em serviço à luz, para mostrar o caminho da luz que valoriza a vida na presença de grandes limitações.

Esta escolha de viver na limitação com Esclerose Lateral Amiotrófica e imobilidade de fala e ação, foi o presente de Stephen Hawking e permanecerá uma estrela brilhante para navegar por aqueles que em muitos lugares também vivem na limitação.

Esta alma assumiu a limitação tanto como um sacrifício como um aprendizado.

À medida que esta alma retorna à luz da qual ele veio, honremos o sacrifício voluntário que lhe permitiu ser um modelo para nós, transcendendo a limitação e o sofrimento e, de fato, suportando-os com a alegria da própria vida.

E honremos nossos próprios sacrifícios semelhantes, pois muitos também vieram com a vontade de viver na limitação com coragem, confiança e amor, como um presente à própria humanidade.

Nosso próprio serviço enquanto experienciamos o sofrimento da limitação é, muitas vezes, maior do que pensamos, pois muitos percebem principalmente a própria dor. No entanto, muitas vezes, assumimos isto para mostrar um caminho através dele, não somente para nós mesmos, mas para outros que possam se beneficiar de nossa experiência.

Este foi o presente de Stephen Hawking, um mostrador de um caminho de transcendência do espírito humano que permaneceu livre e alegre, mesmo na presença de dificuldades severas.

Nós nos curvamos e honramos esta alma que fez agora a transição, pedindo que o seu legado nos inspire a manter com compaixão e confiança os nossos próprios sacrifícios e limitações, seja quais possam ser, e buscar de qualquer maneira que seja possível, abrir um caminho para os outros.

Com amor e gratidão,

Julie

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
Formatação – DE CORAÇÃO A CORAÇÃO 
http://www.decoracaoacoracao.blog.br
https://lecocq.wordpress.com
http://lightomega.org
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br