Sobre alimentação e dietas – Sophie Deran

sophie.png

2018 já começou! :
O Ano Novo chegou com uma série de promessas. Quem nunca ouviu falar ou fez essas tais promessas de ano novo?

A virada de um ano significa para muitos um momento de “tudo ou nada”. Como se ao mudar a data do calendário, tudo se transformasse. Será que fazer uma promessa radical dessa maneira vai funcionar? Diferente do que muita gente pensa, mudar de ano não quer dizer que mudanças radicais são necessárias. Radicalismo não significa mudanças reais e sustentáveis.

Por exemplo, você não precisa mudar completamente o seu padrão alimentar a partir do primeiro dia do novo ano. Isso só acaba gerando pensamentos dicotômicos, “tudo ou nada”, com riscos que podem levar a exageros eventuais. As restrições alimentares não são sustentáveis, você acaba voltando a comer tudo que se proibiu, só que muitas vezes em maior quantidade, porque tanto a sua relação com os alimentos quanto o seu comportamento mudaram. Em vez disso, tente o caminho do meio: mudar aos poucos.

Cada passo é uma vitória!
Se você tem alguma relação complicada com a comida, tente manter a calma. É muito difícil que uma alteração brusca na sua rotina alimentar seja bem sucedida. Assim como tudo que aprendemos por aí, o que sabemos sobre alimentação envolve muitas crenças e ideias incorretas. Devemos escutar e compreender o que o nosso corpo pede para se alimentar, buscar essa reconexão com nosso organismo. E esse processo também é longo.
Mudanças que são feitas aos poucos são mais sustentáveis. Não existe mudança de comportamento linear, todos passam por altos e baixos e está tudo certo, porque o caminho faz parte dos objetivos.
Que 2018 seja o ano da paz ao comer. Sem julgamentos, sem culpa e com o carinho que seu corpo precisa para florescer da melhor maneira possível, para que assim você possa ser a sua melhor versão.
Bon appétit!
Sophie Deram

Anúncios