Há algo de grandioso acontecendo no mundo.

Há algo de grandioso acontecendo no mundo

Ainda não nos demos conta de algo extraordinário que está acontecendo.

Há alguns meses, me descolei da sociedade, me libertei das amarras e medos que me prendiam ao sistema. E desde então, passei a ver o mundo sob uma diferente perspectiva. A perspectiva de que tudo está se transformando e a maioria de nós sequer se deu conta disso.

Por que o mundo está se transformando? Nesse post vou listar os motivos que me levam a acreditar nisso.

1- Ninguém aguenta mais o modelo de emprego

Cada um está chegando no seu limite. Pessoas que trabalham em grandes corporações não aguentam mais seus empregosA falta de propósito começa bater à porta de cada um como um grito de desespero do peito.

As pessoas querem sair. Querem largar tudo. Veja quantas pessoas tentando empreender, quantas pessoas tirando períodos sabáticos, quantas pessoas estão em depressão no trabalho, quantas pessoas em burnout.

2- O modelo do empreendedorismo também está mudando.

Há alguns anos, com a explosão das startups, milhares de empreendedores correram para suas garagens para criar suas ideias bilionárias. A glória dos empreendedores era conseguir um investidor. Grana do investidor na mão era praticamente a taça da copa do mundo.

Mas o que acontece quando você recebe um aporte de investidor?

Você volta a ser um funcionário. Você tem pessoas que não estão alinhadas com seu sonho, que não estão nem aí para seu propósito e tudo passa a girar em função do dinheiro. O retorno financeiro passa a ser o principal driver.

Muita gente está sofrendo com isso. Excelentes startups começaram a patinar porque o modelo de buscar dinheiro nunca tem fim.

É preciso uma nova forma de empreender. E tem muita gente boa já fazendo isso.

3- O surgimento da colaboração

Muita gente já se ligou que não faz sentido ir sozinho. Muita gente já acordou para essa loucura que é a mentalidade do “cada um por si”.

Pare e pense friamente. Não é um absurdo, nós que somos 7 bilhões de pessoas vivendo no mesmo planeta, nos separarmos tanto? Que sentido faz, você e as milhares (ou milhões) de pessoas que vivem na mesma cidade virarem as costas umas para as outras?Cada vez que começo e pensar nisso, fico até desanimado.

Mas felizmente as coisas estão mudando. Todos os movimentos de economia colaborativa estão apontando nessa direção. A direção da colaboração, do compartilhamento, da ajuda, de dar as mãos, da união.

E isso é lindo de se ver. Até emociona.

4- Estamos começando finalmente a entender o que é a internet

A internet é uma coisa incrivelmente espetacular e somente agora, depois de tantos anos, estamos conseguindo entender o seu poder. Com a internet, o mundo se abre, as barreiras caem, a separação acaba, a união começa, a colaboração explode, a ajuda surge.

Alguns povos fizeram revoluções com a internet, como a Primavera Árabe.Aqui no Brasil estamos começando a usar melhor essa ferramenta magnífica.

A internet está derrubando o controle de massa. Não tem mais televisão, não tem mais uns poucos jornais dando as notícias que querem que a gente leia. Cada um vai atrás daquilo que quer. Cada um se une com quem quiser. Cada um explora o que quiser explorar.

Com a internet, o pequeno passa a ter voz. O anônimo passa a ser conhecido. O mundo se une. E o sistema pode quebrar

5- A queda do consumismo desenfreado

Por muitos anos fomos manipulados, estimulados a consumir como loucos. A comprar tudo que era lançado, a ter o carro mais novo, o primeiro iphone, as melhores marcas, muita roupa, muito sapato, muito muito, muito tudo.

Mas as pessoas já começaram a sacar que isso tudo não faz sentido.Movimentos como o lowsumerismslow lifeslow food, começam a aparecer pra mostrar que nos organizamos da forma mais absurda possível.

Cada vez menos gente usando carro, cada vez menos pessoas comprando muito, cada vez mais gente trocando roupas, doando, comprando usado, dividindo bens, compartilhando carros, apartamentos, escritórios.

A gente não precisa de nada disso que falaram que a gente precisava.

E essa consciência quebra qualquer empresa que vive do consumo desenfreado.

6- Alimentação saudável e orgânica

A gente era tão louco que aceitou comer qualquer lixo. Era só ter um sabor gostoso na língua que beleza.

A gente era tão desconectado, que os caras começaram a colocar veneno na nossa comida e a gente não falou nada.

Mas aí um pessoal começou a acordar e começaram a dar força pro movimento de alimentação saudável, de consumo de orgânicos.

E isso vai ganhar força.

Mas o que que isso tem a ver com economia e trabalho? Tem tudo a ver!

A produção de alimentos é a base da nossa sociedade. A indústria alimentícia é uma das principais do mundo. Se a consciência muda, se nossa alimentação muda, a forma de consumo muda, e as grandes corporações precisam acompanhar essas mudanças.

O pequeno produtor está voltando a ter força. As pessoas começando a plantar sua própria comida também.

E isso muda toda a economia.

7- Despertar da espiritualidade

Quantos amigos você tem hoje que fazem yoga? E meditação?

Quantas pessoas faziam isso 10 anos atrás?

A espiritualidade por muitos anos era coisa do pessoal do esoterismo. Era coisa de gente esquisita do misticismo.

Mas felizmente isso está mudando. Chegamos no limite da nossa racionalidade. Pudemos perceber que só com a mente racional não conseguimos entender tudo que se passa aqui. Tem mais coisa acontecendo e eu sei que você quer entender.

Você quer entender como essas coisas que acontecem aqui funcionam. Como a vida opera, o que rola depois da morte, o que é essa parada de energia que tanto falam, que que é física quântica, como é que os pensamentos podem se materializar e criar nossa realidade, o que são as coincidências e sincronicidades, por que quem medita é mais tranquilo, como é possível curar com as mãos, e essas terapias alternativas que a medicina não aprova, mas funcionam?

Empresas promovendo meditação aos funcionários. Escolas ensinando meditação para crianças.

8- Movimentos de desescolarização

Quem criou esse modelo de ensino? Quem escolheu as matérias que você precisa estudar? Quem escolheu os temas que são estudados nas aulas de história? Por que não nos ensinaram sobre outras civilizações antigas?

Por que uma criança deve aprender a obedecer regras? Por que ela deve assistir a tudo em silêncio? Por que ela deve vestir uniforme?

Prestar uma prova para provar que você aprendeu?

Criamos um modelo que forma seguidores do sistema. Que prepara pessoas para seremseres humanos ordinários e medianos.

Mas felizmente também, tem muita gente trabalhando para mudar isso. Movimentos de desescolarização, hackschooling, homeschooling.

Talvez você nunca tenha pensado nisso e esteja em choque com o que estou colocando aqui.

Mas tudo isso está acontecendo.

Silenciosamente, as pessoas estão acordando, se dando conta da loucura que é viver nessa sociedade.

Olhe para todos esses movimentos e tente pensar que tudo está normal.

Eu acho que não está.

Há algo de muito extraordinário acontecendo no mundo.

— — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — — -

Esse post foi uma mistura de muita coisa que eu acredito e nos próximos textos aqui vou compartilhar mais dessa visão e também dividir com vocês tudo o que eu e meus amigos estamos fazendo para criar um novo modelo, um novo sistema e quem sabe ajudar a criar uma nova economia.

View story at Medium.com

View story at Medium.com

http://gustavotanaka.com.br/ha-algo-de-grandioso-acontecendo-no-mundo/

Anúncios

O Início da era da verdade

Nenhum texto alternativo automático disponível.

De Gustavo Tanaka:

” O INÍCIO DA ERA DA VERDADE

O que está acontecendo no mundo? Por que é que tem tanta coisa esquisita acontecendo? E por que é que tem tanta coisa acontecendo dentro de mim? Por que é que sofro e não me reconheço mais?

Esse texto é uma tentativa de organizar alguns pensamentos e sentimentos que tive recentemente.

Estamos entrando na Era da Verdade. O que isso significa?
Significa que estamos sendo forçados a aprender a sermos verdadeiros. Toda a verdade está sendo revelada.

Imagine que você está num quarto iluminado por uma luz bem fraca. Quando a luz começa a ficar mais forte, você vai ver tudo que não conseguia ver antes.

Isso é legal porque você vai encontrar coisas que nem sabia que estavam nesse quarto. Talvez objetos que você achou que tivesse perdido ou coisas que você nem lembrava que existiam.

Mas também é duro porque vai fazer você ver como esse quarto está sujo. Você vai ver um monte de lixo que ficou guardado e acumulado. E uma vez que você se dá conta e toma consciência de que está tão sujo, você fica incomodado e precisa fazer alguma coisa. Você até tenta sair dali, fechar a porta do quarto e fingir que não viu nada. Mas o fato de já ter visto aquela sujeira faz ela te acompanhar em pensamento todos os dias até que você não aguente mais e faça alguma coisa.

Quando o quarto se acendeu, você viu a verdade.
E eu acho que é isso que está acontecendo no mundo hoje. A vida está nos mostrando a verdade do mundo, das pessoas, e a nossa verdade.

E é por isso que toda sujeira, todos escândalos, todas as sombras da nossa civilização estão sendo reveladas. Racismo, machismo, homofobia, nazismo, violência, corrupção, desmatamento, tudo está vindo à tona.

E aí precisamos lidar com essa informação. Falam que é a Era da Informação. Quanto mais informação tem no mundo, mais consciência tomamos e mais verdade existe.

Temos mais informação sobre o mundo e sobre nós mesmos também.

Então estamos sendo estimulados a viver a nossa própria verdade.

E é por isso que aquele trabalho que você antes conseguia até gostar um pouco te faz tão mal hoje. Por isso que aquele relacionamento que estava ok te causa tanto sofrimento. Por isso que aquelas máscaras que você usava e serviam pra você ficar bem com os outros te incomodam tanto.

Porque a vida está te empurrando para a verdade.

Não dá mais pra mentir. Não dá mais pra enganar os outros e não dá mais pra você enganar a si mesmo.

Pode parecer um pouco assustador. Quer dizer então que eu vou precisar pedir demissão, divórcio e me afastar dos meus amigos?
A resposta também é não. Você não precisa fazer nada disso, só precisa ser verdadeiro com o que está sentindo. Quando você para de ignorar e fingir que está tudo bem, você começa a se movimentar para fazer algo para ser mais verdadeiro. É como aquela sensação de já saber que o quarto está cheio de lixo e você vai precisar limpar.

Quando você começa a ser verdadeiro e aceitar que o trabalho não está legal, você para de fingir que está feliz fazendo o que não gosta e vai conversar. Conversa com seus chefes para dizer que está triste, que gostaria de trabalhar em algo diferente. Ou começa a se mexer para buscar um novo trabalho ou se envolver num novo negócio.

Quando você começar a ser verdadeiro e aceitar que o relacionamento não está bom, você para de fingir que tá tudo bem e vai conversar com seu companheiro ou companheira. Você vai dizer que sente que precisam mudar algumas coisas, que precisam mudar as rotinas ou a forma como vocês se relacionam.
E nessas conversas vocês desenvolvem mais intimidade e o relacionamento pode dar um salto para algo muito mais especial.

Quando você começa a ser verdadeiro e para de tentar agradar seus amigos e fazer o que os outros esperam de você, você para de fingir ser quem não é. E quando passa a ser mais verdadeiro, você vai fazer o que tem vontade e vai se sentir muito melhor e mais energizado por isso. Você se empodera de você mesmo.
Há um tempo atrás, a informação estava escondida. A verdade estava velada e quem tinha mais informação tinha mais poder.

Hoje essa relação mudou.

Tem mais poder quem compartilha mais informação.
E quem consegue compartilhar mais informação? Quem é mais verdadeiro.

Veja essas blogueiras, os youtubers e esses digital influencers. Por que é que eles tem tantos seguidores?

Porque estão mais perto da sua verdade. Eles são tão verdadeiros que compartilham absolutamente tudo nas redes sociais. Não existe nada escondido. Você sabe o que eles comem, onde eles moram, para onde viajam, sabe onde estão nesse exaato momento.

Eles estão mais próximos da verdade que eu e você. E por isso tem mais influência.

A vida está nos empurrando para a verdade. Quanto mais próximo da verdade você estiver, mais poder vai ter.

E quanto mais poder tiver, mais verdadeiro vai poder ser. Quando você depende dos outros. Depende de um chefe, de um pai ou mãe, do marido ou da esposa, você não tem poder suficiente. E aí precisa se encaixar no que o outro espera de você.

Mas quando você se empodera de quem você é, você pode se vestir como quiser, falar o que quiser e revelar quem é de verdade cada vez mais.

Vivemos uma era onde existe mais luz. E luz é informação. Quanto mais informação você compartilha, mais luz recebe e mais informação você recebe. E quanto mais informação, mais poder.

Estamos no início da era da verdade.

Toda vez que você mentir para você mesmo, vai estar mais distante da verdade. Quando mente o peso, mente a idade ou a altura, você está indo contra o que a vida quer.

Toda vez que você não for sincero e honesto consigo mesmo, a vida vai te dar uma rasteira. É o que chamam de Era de Saturno.
É hora de aceitar as suas verdades.

A Era da Verdade já começou e temos que nos ajustar e mudar nossos comportamentos…

E essa é uma oportunidade incrível que estamos tendo. É a chance que esperávamos para poder sermos nós mesmos. Para podermos viver o que acreditamos. Para ocupar nosso lugar.

A vida está nos dando essa oportunidade. Agora você pode ser você.”

Nenhum texto alternativo automático disponível.

33 coisas que aprendi em 33 anos

Foto: Luis Ricardo Aleixo

33 coisas que aprendi em 33 anos

1 — Abrir mão do controle
A vida me mostrou por diversas vezes que não sou eu que controlo. Não sou eu que escolho como e quando vai acontecer. Então eu aprendi a confiar que existe uma inteligência maior que move todas as peças e sabe quando e como as coisas devem acontecer.

2- Respeitar os mais velhos
Existe uma ordem na vida. E nessa ordem, temos que honrar quem chegou antes. Você pode saber de muita coisa, ter estudado um monte. Mas viveu menos que quem é mais velho que você. E nenhum conhecimento vale mais que a vivência. Aprenda com os mais velhos e ensine os mais novos.

3- Curar sua relação com pai e mãe
Não existe um ser humano no planeta que não tem questões a serem trabalhadas na relação com os pais. Cure todas as mágoas, trabalhe internamente incessantemente até conseguir aceitação completa de quem seus pais são e como se comportam com você. Até conseguir sentir gratidão por absolutamente tudo que eles te proporcionaram. Relações não curadas com pai e mãe te atrapalham nos seus relacionam e prejudicam sua vida financeira. Eles te deram a vida e são o portal de acesso ao amor.

4- Fazer as pazes com o dinheiro
Talvez você acredite que o mundo seria melhor sem o dinheiro. Eu também já pensei muito nisso. Mas ainda vivemos num mundo que precisa do dinheiro. E por isso precisamos curar nossa relação com ele. Enquanto você achar que o dinheiro é sujo, que é a raiz do mal, que pessoas ricas são desonestas, que não é merecedor, que dinheiro só vem com muito esforço e tiver vergonha de falar sobre dinheiro, você vai ter dificuldades com ele. Faça as pazes com o dinheiro e cure sua relação com ele.

5- Observar os sinais
Aprendi com um amigo que a vida é a estrada mais bem sinalizada que existe. Só não sabemos ler as placas. A vida dá sinais o tempo todo. São pistas espalhadas em cada interação que você tem com o mundo. Desacelere para perceber. Erga a cabeça para poder enxergar. Silencie-se para poder escutar.

6- Se reconectar à natureza
Todas as respostas estão na natureza. É a nossa maior escola e a maior fonte de energia disponível. Faça da sua conexão com a natureza um hábito. Colocar o pé na grama sempre que possível. Sair da cidade sempre que possível. Mergulhar no mar e entrar em todas as cachoeiras que puder.

7- Não existe um lugar para chegar
Pare de tentar chegar lá. Não existe lá. Só existe aqui. Ao invés de tentar chegar lá, aprenda a conseguir ficar aqui. Se você tentar chegar lá, vai ficar a vida toda tentando chegar a um lugar que não existe. Como fazer sua vida ficar boa hoje? Como fazer hoje ser legal? Esse é o nosso desafio.

8- Viver o aprendizado no corpo
Não adianta aprender com a mente. Não adianta ler centenas de livros e não vivenciar no corpo. É como ler um livro sobre o sabor do morango e nunca provar um morango na vida. Para aprender de verdade, faça coisas que permitam seu corpo de sentir. Leve seu corpo para passear. Deixe seu corpo viver cada aprendizado. Enquanto tiver na cabeça, você não vai ter aprendido. Faça, experimente, prove, caia, sinta. Aí sim vai ter aprendido.

9- Tudo é vibração
Tudo é vibração. Tudo é energia. Tudo está vibrando o tempo todo. Algumas coisas vibrando numa frequência mais alta e outras numa frequência mais baixa. Seu objetivo é elevar sua frequência. Comece a perceber como você vibra diferente com cada pessoa e em cada lugar. Faça escolhas de atividades que elevem a sua frequência.

10- Não se achar superior a ninguém
Estamos todos na mesma. Ninguém é melhor que ninguém. Você pode saber muito de uma coisa, mas sabe menos de outras. Pode ter vivido algumas experiências que outros não viveram. Mas eles viveram coisas que você não viveu. Cada pessoa que cruza seu caminho tem muito a lhe ensinar. É só se abrir pra poder aprender.

11- Aprender a dizer não
Dizer não empodera. Quando diz não, estabelece seus limites e passa as mensagens do que quer que o universo de dê mais. Se você aceita qualquer coisa, vai receber qualquer coisa. Quando diz não, você abre espaço para outros sim.

12- Integrar o masculino com o feminino
Todas as pessoas têm energia feminina e masculina. Não importa o gênero ou orientação sexual. É o yin e yang. Observe qual energia está se manifestando mais na sua vida e comece a dar espaço para a outra polaridade de manifestar. É assim que você vai chegar mais perto da integridade, da inteireza, de ser você por completo.

13- Colocar a mente à serviço do coração
O coração sabe. A mente acha que sabe. O coração dá sempre a direção correta. A mente mente pra gente. Use a mente para criar e se movimentar em direção ao que o seu coração diz que deve ser feito. Usar a razão para manifestar a intuição.

14- Respeitar os ciclos da natureza
Na natureza tudo é cíclico. Na nossa vida não pode ser diferente. Comece a perceber os ciclos e se alinhe a eles. Perceba como sua energia e disposição mudam a cada fase da lua, em cada estação, em cada época do ano, em cada período do dia. Alinhe sua vida a esses ciclos e vai conseguir ter muito mais energia e menos esforço.

15- Parar de mentir para si mesmo
Seja verdadeiro nas pequenas coisas. Fale seu peso, sua altura e sua idade reais. Quando consegue ser verdadeiro nas pequenas coisas, consegue ser verdadeiro nas coisas grandes também. Para ser quem você é de verdade, tem que parar de mentir para si mesmo

16- Não querer convencer ninguém de nada
A sua verdade faz sentido para você. Cada pessoa viveu uma história única. E essa história criou o senso de realidade dela hoje. Você não vai convencer uma pessoa a ver a vida como você enxerga. Mas mesmo assim, siga firme com o que você acredita.

17- Milagres existem
Tem coisas que a gente simplesmente não consegue explicar. É o invisível trabalhando. Sincronicidades, coinciências, coisas que acontecem do nada e sem a gente saber como e porque aconteceram. E se acontecem, viva com a expectativa de que a qualquer momento algo incrível pode acontecer. A vida fica mais legal assim.

18- Aprender a ser vulnerável
A maior coragem está em conseguir expressar sua vulnerabilidade. Usar máscaras e se proteger é fácil. Difícil é conseguir ficar exposto, nu e falar a verdade. E é na vulnerabilidade que as pessoas se conectam com você. Quanto mais vulnerável você for, mais verdadeiro será, e mais empatia vai conseguir gerar.

19- Parar de fugir do erro
É impossível viver sem errar. Justamente porque você não está no controle da vida. E se é impossível não errar, porque fugimos tanto do erro? Se o erro vai acontecer, o que eu preciso fazer não é evitar o erro, mas aprender a levantar e seguir em frente depois de errar.

20- Ficar à vontade para dizer: “eu te amo”
Quanto maior sua capacidade de dizer “eu te amo” mais livre você será. Diga que ama seus pais, que ama seus amigos, que ama pessoas que você mal conhece. Quando você expressa amor, você sente mais amor e dá ao outro a possibilidade de sentir amor. E o que está em falta no mundo hoje é amor.

21- Ser o primeiro a sorrrir e o último a soltar o abraço
Um sorriso desarma qualquer desconfiança. Não espero o outro sorrir para você se desarmar. Sorria antes. Não economize no abraço. É infinito e você só ganha abraçando. Não perde nada. Seja o último a soltar um abraço.

23- Não dá pra agradar todo mundo
O mundo é de dualidade. Luz e sombra. Calor e frio. Pessoas que gostam de você e pessoas que não gostam. Não adianta tentar fazer o maior número possível de pessoas gostarem de você. Apenas seja você. Quanto mais você você conseguir ser, mais pessoas vão gostar de você. E quanto mais pessoas gostarem de você, mais pessoas não vão gostar. Simples assim.

24- Todos os dias o jogo começa de novo
Não importa quão incrível tenha sido o dia de hoje. Amanhã você vai começar e o jogo vai começar zero a zero. Você pode viver o êxtase hoje, mas esse êxtase não é cumulativo. Todos os dias você tem que começar de novo. E se o dia de hoje for difícil, vai dormir que passa. Acorde amanhã para tentar fazer melhor.

25- Aprender a receber
Aprenda a receber dos outros. Aceite que paguem sua conta, aceite o elogio, aceite o presente. O que você recebe é seu por direito. Às vezes está recebendo agora pelo que contribuiu em outro momento e com outra pessoa. A vida se encarrega do equilíbrio. Aceite e tenha gosto por receber. Você só recebe se está aberto a receber.

26- Não é possível mudar o outro
Pare de querer que o outro mude. Que seu marido, que sua namorada, que seus pais mudem. Você não muda ninguém. Não importa quanto você fale para a pessoa mudar, é ela que tem que fazer isso sozinha. Se você sofre pelo que o outro faz, é você que precisa mudar. Tem que trabalhar internamente para que sofra cada vez menos. E quando você consegue ficar bem internamente, o mundo externo muda. E é até capaz que aí sim a pessoa mude.

27- Cuidar do corpo
Seu corpo é seu veículo. Cuide do seu corpo melhor que você cuida do seu carro. Cuide do seu corpo melhor que você cuida da sua casa. É com ele que você vai conseguir sentir. É com ele que vai conseguir materializar. O corpo fala com você. Aprenda a escutar o que ele pede e a se relacionar com ele. O corpo é como um cavalo selvagem. Se você não dominar seu corpo, ele vai te dominar. Quando você cuida bem dele, ele cuida bem de você.

28- Viver o amor e a dor com a mesma intensidade
Não viemos aqui para vivermos felizes para sempre o amor eterno. Nós já viemos do amor eterno. Aqui nós viemos para experimentar a vida. E para experimentar a vida, precisamos aprender a vivenciar a dor. Viva o luto, chore, mergulhe e explore a dor. Enquanto você fugir do sofrimento, ele vai te perseguir. Enquanto negar sua sombra, ela vai te encher. Para você ser você de verdade, precisa se integrar a todas as partes de si mesmo. Viver o amor e a dor, a luz e a sombra.

29- Não esperar ninguém dizer que você está pronto
Ninguém vai te dar o aval e dizer que chegou sua hora. Que agora você já pode se lançar. É você quem vai fazer isso. Enquanto esperar alguém te dar o ok, vai continuar no mesmo lugar. Deixe a vontade de se mover, de começar algo novo, de viajar, de mudar tomar conta de você até que não seja possível mais permanecer no lugar de antes. Aí você vai saber que é hora de agir.

30- Você não vai morrer de fome
Por mais pessimista que você seja. Por mais que tudo dê errado, você não vai morrer de fome. Sempre tem alguém pra te ajudar. Se você souber pedir ajuda, alguém vai estender a mão. Você está cercado de gente que te ama, que quer te apoiar e quer o seu bem. Lembre-se sempre disso.

31- O fracasso está na sua cabeça
O que é fracassar? Como se mede o fracasso? E o que acontece depois do fracasso? Tudo que está relacionado ao fracasso é uma criação sua. Não existe um ranking, métricas, ou lista do que é fracasso. Tudo está na sua cabeça. Depois que você fracassar, vai ver que o fracasso não existe na verdade.

32- Se relacionar com o divino
Existe um mundo invisível que nos influencia o tempo todo. Existe um universo inteiro do qual sequer temos noção de como funciona. Mas que te influencia diretamente. Se abra para essa percepção. Desenvolva hábitos para se relacionar com o que é divino para você. Deus, guias, anjos, mestres, mentores, fadas, gnomos, extraterrestres, energia, astros, deuses e elementos da natureza, tanto faz. Mas lembre-se sempre de que eles existem e aprenda a se relacionar todos os dias. Se você acredita em algo a mais, traga esse algo a mais pra sua vida.

33- Agradecer, agradecer, e agradecer
A vida é cheia de armadilhas. E uma das maiores é a de acharmos que não temos o suficiente. Quanto mais você agradece, mais se lembra que tem o que precisa e sai dos pensamentos de escassez. Faça da gratidão um hábito e busque em todas as relações conseguir chegar ao estado de gratidão. Enquanto não conseguir ser grato, tem coisas para trabalhar internamente. A vida é um jogo de cura e a gente se cura quando consegue agradecer pela experiência vivida, pela relação e pelo aprendizado.

9 Sinais de que você se desconectou de si mesmo.

1

Por Gustavo Tanaka

Eu fiquei vários dias sem escrever. No começo eu achei que fosse apenas uns dias de falta de criatividade. Mas depois essa falta de criatividade começou a me incomodar. Não passava. Eu tinha vontade de escrever, mas não estava conseguindo ordenar minhas ideias. Aí eu vi que era um pouco mais sério.

Eu comecei a reler coisas que tinha escrito. Vi que nem me lembrava mais dessas palavras que saíram de dentro de mim. Então eu entendi. Eu havia me desconectado de mim mesmo. Aí eu comecei a olhar para trás e observar como haviam sido meus dias anteriores. Era óbvio. Eu havia me desconectado de mim mesmo e tinha vários sinais que eu poderia ter pescado.

9 Sinais de que você se desconectou de si mesmo
Compartilho aqui alguns desses sinais que mostram que você se desconectou de si mesmo.

1- Você oscila muito o humor

Eu mesclo momentos de muita euforia e de sentimentos de amor e pensamentos elevados, com momentos de dor, sofrimento e pensamentos negativos.

É como se eu perdesse um pouco o controle sobre aquela paz que vem nos momentos em que estou conectado e ela se dissipasse com facilidade. Quando eu me desconecto, o ambiente externo me influencia muito mais.

 

2- Você lembra menos dos sonhos

Pra mim esse é um dos indicadores mais óbvios. Quando fico algumas noites sem lembrar dos meus sonhos, sei que estou menos conectado. Quanto mais conectado comigo mesmo eu estou, mais clareza eu tenho dos sonhos quando acordo e mais vezes tenho sonhos lúcidos.

Os sonhos não estão aí por acaso. Eles podem ser a chave para você se lembrar do que precisa fazer e a chave para inspiração para mudar sua vida. Dê mais atenção aos sonhos. Tente se lembrar sempre do que sonhou. Anote os sonhos pela manhã. Perceba como eles são influenciados pelas rotinas que você está levando.

3- Você tem dificuldade para meditar

Quando eu to bem, é muito fácil meditar. Quando estou em paz e completamente conectado, eu tenho vontade de meditar por vários minutos e várias vezes ao dia. Mas é justamente quando temos mais dificuldade de meditar que mais precisamos.

Dizem que Gandhi em um sua viagem de peregrinação pela libertação da Índia meditava quando foi interrompido por um de seus assessores. “Gandhi, precisamos ir. Temos muitos compromissos” E Gandhi respondeu: “Eu preciso de uma hora para meditar”

“Impossível, não temos uma hora para você meditar” “Ok, agora eu preciso de duas horas para meditar” Quando a gente menos medita é quando mais precisamos meditar. Se você está com dificuldade para meditar, talvez precise dar mais atenção a isso. Esse é um bom termômetro para saber quão desconectado você está.

4- Você fica acelerado

Estar acelerado é estar desconectado do momento presente. Eu me acelero quando entro num ritmo de muitos pensamentos ao mesmo tempo. E eu me acelero quando acredito na falsa noção de que estou atrasado e que as coisas têm que acontecer mais rápido e que não vai dar tempo de fazer tudo o que quero, e que vou perder oportunidades, e que não posso parar e que não vou dar conta, e que tudo vai dar errado….ahhhh Às vezes é legal acelerar.

É bom entrar num ritmo de produtividade e fluxo de ideias. Mas não viver acelerado. Não todos os dias. Isso traz ansiedade. Ansiedade é falta de presença.

5- Você se desentende mais com as pessoas

Quando eu me desconecto, eu pareço entender menos as pessoas. A comunicação fica menos clara. Eu sinto que perco um pouco do poder de empatia. De entender qual é a necessidade da pessoa naquele momento. Os seres humanos são muito complexos.

Por trás das máscaras que usam e por trás de comportamentos automáticos de auto defesa, existem pessoas que sofrem e precisam de cuidado. É impossível entender o que uma pessoa precisa sem estar conectado. Quando você está conectado consigo mesmo, é como se conseguisse capturar melhor o que o outro precisa.

Como se a alma dele falasse com a sua. Sem necessidade de verbalização. Sem a pessoa precisar dizer. Você simplesmente sabe. E quando você está desconectado, essa conexão não se estabelece. E o que acontece é que você supões coisas, supõe o que acha que está acontecendo com o outro e não se conecta.

Você age com base em suposições e aí acaba se desentendendo. Quanto mais você está se desentendendo com as pessoas, menos conectado você deve estar.

6- Você percebe menos os sinais do universo

O universo está o tempo inteiro dando sinais, nos direcionando. Dizendo para onde devemos ir. Querendo nos colocar em situações que devemos vivenciar, nos conectando com pessoas, ou nos dando dicas de coisas que precisamos prestar atenção. E quando se está desconectado, esses sinais passam despercebidos.

Eles não acontecem de vez em quando. Acontecem o tempo todo. Em praticamente todas as interações. Basta observar com atenção, confiar nesses sinais e segui-los. Quanto mais você segue, mais eles acontecem. As sincronicidades são as ferramentas do universo para te mover em direção ao que precisa fazer.

Quantas sincronicidades você percebeu nos últimos dias?

 

7- Sua intuição falha

Nossa intuição é o nosso principal guia. É o coração que deve nos ajudar nas escolhas e não a mente racional. A mente racional serve apenas para podermos realizar as coisas que o coração direcionou.

O problema é que quando estamos desconectados, a mente racional fica muito mais forte. Quanto mais alto fala a mente racional, mais difícil fica de escutar o coração. E aí a gente acha que está seguindo a intuição, mas na verdade está apenas seguindo a mente racional. Quanto mais conectado você está, mais clara é a diferença entra as duas vozes.

Fica muito fácil saber quando é intuição. E aí a intuição não falha. E quando a intuição está afiada, a vida fica muito legal. É como se você tivesse superpoderes. Superpoderes para adivinhar a resposta certa, para tomar decisões corretamente, para antecipar o que está por vir, para capturar o que está flutuando na nuvem e trazer para o mundo real.

8- Sua saúde fica pior

Você tem vontade de se alimentar de coisas piores. De comer alimentos mais densos, de comidas gordurosas e muito açúcar. Você não tem vontade de fazer exercícios. Você dorme mal e dorme menos. Você tem menos disposição e parece ficar mais cansado.

Talvez esse seja o indicador mais óbvio, mas a gente não olha pra isso direito. Somente quando esses sinais começam a ficar extremamente evidentes é que a gente percebe. Somente quando o corpo começa a gritar. Quando ficamos doentes, quando a pele muda, quando os órgãos parecem não funcionar tão bem.

9- A vida fica em desordem

Quando eu me desconecto, minhas rotinas ficam bagunçadas. Eu acumulo mensagens não lidas, emails não respondidos, correspondências sem abrir. Minhas finanças ficam em desordem e eu perco o controle das minhas contas.

Minha casa fica bagunçada e as vezes até minhas plantinhas sofrem porque eu esqueço de regar. Eu fico confuso, com muita informação na cabeça e pouca coisa sendo realizada. A vida precisa de ordem. Ordem traz clareza. E clareza faz a energia fluir mais livremente. Sem resistência e sem pontos de estanque. Energia parada é o não fluxo.

Esses são sinais que eu observei na minha vida e agora quero prestar mais atenção a eles. A vida está o tempo inteiro nos dando sinais. Nos dizendo se estamos no caminho certo ou se nos desviamos. Aí é só recalcular rota e voltar a se conectar. Quanto mais conectado, mais fácil tudo parece ficar.

Não precisa mudar tudo de uma vez. É uma coisa de cada vez. Um dia de cada vez. Faça seu dia de hoje ficar bom. Tente mudar um pouquinho dessas coisas que estão aqui. Comece a mudar pouco a pouco suas rotinas e logo você vai se sentir conectado novamente… mais rápido que você imagina.

Fonte: Você pode ser feliz