Anjos

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

ANJOS

Às vezes, no silêncio da noite, se escutarmos atentamente, poderemos talvez ouvir o trepidar da asa de um anjo.

Sim é verdade. Todos nós podemos aprender a ouvir os anjos. E as ferramentas espirituais que temos – as orações, o estudo, as meditações e as conexões que fazemos –podem nos ajudar nesse sentido.

Esse processo de ser capaz de ouvir a voz de um anjo dentro de nós é governado por nossa consciência e, à medida que crescemos e abrimos nossa consciência por meio de nossos esforços espirituais e de nossa evolução, ficamos mais em sintonia com essa voz.

Geralmente, é a voz de um anjo que nos guia quando ouvimos em nossa cabeça: “Você sabe que não quer fazer isso!”

Às vezes, podemos até nos conectar com mais do que apenas a voz do anjo, podemos na verdade sentir sua presença.

Entretanto, muito frequentemente, bloqueamos essa voz ou essa presença. Talvez a voz esteja dizendo algo que não queremos ouvir ou talvez estejamos simplesmente com medo do que não entendemos com nossa mente racional.

Mas a verdade é que, se nos permitirmos vivenciar a dimensão espiritual, podemos nos tornar condutores de Luz muito mais úteis para o mundo.

~ Karen Berg

Anúncios

Reflexão – por Karen Berg

 

AAA A - meias 1 - flor no asfalto.jpg

“Não estamos aqui apenas para mudar nossa raiva, mudar as coisas que fizemos que fizeram mal a outros ou mudar a dor que colocamos na vida de outras pessoas. Estamos aqui para entender que é por meio deste tipo de negatividade que criamos um vazio dentro de nós, o qual impede a Luz do Criador de entrar.
Quando percebemos verdadeiramente esse ponto e assumimos responsabilidade por nosso vazio interno, podemos trazer uma enorme quantidade de estabilidade, consciência e energia espiritual para nossas vidas. Hoje, dedique alguns minutos para refletir sobre esse conceito. Depois, quando estiver pronto, você pode pedir ao Criador algo do tipo:
“Não quero mais ver a negatividade como algo fora de mim, mas desejo adquirir a consciência de que tudo que eu faço cria meu próprio sofrimento, minha própria dor. Minha negatividade é causada exclusivamente por mim, devido à maneira como agi ou ajo com o mundo exterior.”
Se pudermos realmente absorver essa ideia, e cada um de nós for capaz de assumir 100% de responsabilidade por tudo que vivencia, recuperando, assim seu poder, juntos poderemos cobrir o mundo com energia positiva e retirar a escuridão que está engolfando o mundo neste momento.”
Karen Berg